O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-08T18:13:50-03:00
Carolina Gama
Dia da Marmota

Feitiço do tempo: Após Evergrande, China acorda com nova chance de calote da Kaisa; conheça a empresa

As negociações das ações do grupo chinês foram suspensas hoje em Hong Kong após o vencimento de um título de US$ 400 milhões

8 de dezembro de 2021
18:13
Grandes empreendimentos imobiliários na China
Vista panorâmica de uma grande centro urbano chinês. Foto: Shang Kaiyv / Pexels -

Ao olhar para a China hoje — mais especificamente, para a situação do Kaisa Group —, os mercados financeiros se sentiram como Phil Connors, repórter que apresenta a previsão do tempo na TV americana e acaba sendo enviado para uma cidade da qual não gosta para fazer um trabalho que considera ingrato: cobrir as festividades do Dia da Marmota. 

Em Feitiço do Tempo, filme de 1993, Connors - interpretado por Bill Murray - fica preso no tempo, condenado a vivenciar sempre os mesmos eventos daquele dia. 

Assim como o repórter, os mercados se viram hoje presos em um evento que recentemente assustou os investidores em todo o mundo e que ninguém deseja reviver: a chance de calote de uma empresa do setor imobiliário da China

Depois do susto da Evergrande, megaincorporadora que tinha um passivo de mais de US$ 300 bilhões, a Kaisa fez surgir temores de que a rachadura no mercado imobiliário da China pode não ter sido sanada como se pensava, pavimentando uma crise na segunda maior economia do mundo. 

A empresa teve hoje suspensas as negociações de suas ações em Hong Kong, após o vencimento de um título de US$ 400 milhões e em meio aos indícios de que não terá recursos para pagar credores. Mas quem é a Kaisa e qual ameaça ela pode representar para os investidores? É isso que vamos te contar a partir de agora. 

Nasce uma estrela

A Kaisa Group Holdings LTD foi fundada em 1999, em Hong Kong, e passou a ser listada em dezembro de 2009 na bolsa de valores local. 

Como um grande grupo de investimento chinês, o Kaisa Group tem mais de 20 empresas e corporações especializadas, mais de 100 filiais e passa dos 17 mil funcionários. Os dados mais recentes, de 2020, mostram que os ativos totais do grupo beiram 310 bilhões de iuanes

A Kaisa está presente em mais de 50 cidades centrais na China e colocou os pés em mais de 20 setores, como cultura e esporte, gestão de negócios, turismo, hotelaria e restauração, transporte marítimo, saúde, ciência, apartamentos e escritórios.

Muito além do calote

O calote não é a única semelhança com a Evergrande. Assim como a gigante do setor imobiliário, a Kaisa também tem um clube de futebol: o Shenzhen Football Club. 

Conhecido como Shenzhen FC, o clube fundado em 1994 busca extrapolar os gramados e aperfeiçoar a cadeia da indústria do futebol, cobrindo o desenvolvimento de negócios, promoção da mídia e organização de eventos. Além disso, tem como meta cooperar com os principais clubes de futebol europeus. 

O Shenzhen FC começou na terceira divisão e foi promovido à primeira divisão na temporada de 1996 da Liga Jia-A chinesa. O clube chegou a ser rebaixado, mas se recuperou e levou o título da Super Liga da China em 2004, tornando-se o primeiro clube a vencer todas as três divisões dentro da pirâmide da liga chinesa. 

Kaisa em apuros

A negociação de ações da Kaisa foi suspensa hoje, depois que a empresa não conseguiu cumprir o prazo de quitar ontem US$ 400 milhões em dívidas offishore. 

A Kaisa é a maior detentora de dívida offshore da China entre os incorporadores depois de Evergrande, que também deixou de pagar US$ 82,5 milhões em juros que venceram no mês passado e admitiu que pode não ter fundos suficientes para honrar obrigações financeiras.

Em comunicado, a Kaisa informou que os negócios com as ações seriam paralisados "aguardando a liberação pela de empresa de um anúncio contendo informações privilegiadas".

Barrada no baile

A Kaisa é uma grande tomadora de empréstimos nos mercados internacionais e tem perto de US$ 3 bilhões com vencimento no próximo ano. Na semana passada, os investidores do grupo - que inclui a Pimco - rejeitaram uma oferta para estender o vencimento de sua dívida.

Segundo a imprensa asiática, mesmo no caso de um default técnico, a Kaisa e os detentores de títulos offshore continuariam as negociações sobre a dívida da empresa. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies