Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-06T11:19:01-03:00
Renato Carvalho
De olho na moda

AMAR3 com AMER3? Marisa dispara após Americanas admitir “conversas preliminares” – Veja o que pensam os analistas

Empresas negam que haja acordo para eventual combinação de negócios ou parcerias, mas expectativa já está criada, e ação registra forte alta nesta sexta

6 de agosto de 2021
11:18 - atualizado às 11:19
Lojas Marisa
Imagem: Shutterstock

Poucas coisas animam tanto os investidores como notícias sobre fusões e aquisições, mesmo antes de um acordo mais definitivo. E nesta sexta, essa animação aparece principalmente na ação da Lojas Marisa (AMAR3), depois que a Americanas (AMER3) admitiu conversas preliminares com os assessores financeiros da rede de varejo de moda.

Mesmo assim, os investidores já começam a se posicionar para lucrar com uma possível combinação entre AMAR3 e AMER3.

Pouco depois da abertura, a ação ON da Marisa chegou a subir quase 15%, e pouco depois das 11 horas, avançava mais de 7%. No papel da Americanas, a reação é oposta, com queda de 1%.

Em comunicado, a Americanas afirma que seus assessores tiveram contatos preliminares com os assessores da Marisa, mas que não há “qualquer formalização de interesse”.

Já a Marisa, em outro comunicado, diz que contratou a assessoria da Lazard para “avaliar alternativas de otimização de sua estrutura de negócios”, incluindo a sua operação financeira, o MBank.

Há oportunidade de valorização na ação de uma gigante global de varejo, concorrente da Americanas no Brasil. Veja no vídeo:

E o que pensam os analistas?

Para os profissionais do mercado que acompanham as empresas de perto, uma eventual fusão seria positiva para a Americanas.

A equipe da Ativa Investimentos lembra que a aproximação entre as duas empresas aconteceu com o objetivo de desenvolver uma parceria no MBank, algo que pode ser ampliado.

“A Marisa tem características atrativas para a Americanas pois atende a uma demanda de expansão de marcas e produtos de vestuário, calçados e lingeries no marketplace”, diz a Ativa.

Para a corretora, dinheiro não seria problema para a Americanas, que tem R$ 17,2 bilhões em caixa e alavancagem próxima de zero, ante um valor de mercado de cerca de R$ 2 bilhões da Marisa.

Luis Sales, da Guide Investimentos, é outro que acredita que uma eventual fusão entre as duas empresas seria positiva para a Americanas, com pagamento que envolveria caixa e troca de ações.

“A Americanas poderá expandir seu portfólio de produtos, com vestuário, e ainda aumentar sua atuação com foco nas classes B e C”, afirma o analista.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies