Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-06T19:04:44-03:00
Estadão Conteúdo
Fluxo cambial

Saída de dólares em 2020 no País supera entrada em US$ 27,923, diz BC

Em 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 44,768 bilhões.

6 de janeiro de 2021
17:06 - atualizado às 19:04
Dólar
Imagem: Shutterstock

O fluxo cambial total do ano de 2020 foi negativo em US$ 27,923 bilhões, informou nesta quarta-feira, 6, o Banco Central. Em 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 44,768 bilhões.

Leia também:

O resultado do ano passado está diretamente ligado aos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Em meio à crise, investidores aceleraram em março e abril o envio de dólares a outros países, em movimento de busca por segurança. Posteriormente, verificou-se acomodação nos fluxos e certo movimento de retorno de investimentos.

No ano, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 51,173 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 485,095 bilhões e de envios no total de US$ 536,268 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo acumulado ficou positivo em US$ 23,250 bilhões, com importações de US$ 169,096 bilhões e exportações de US$ 192,346 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 23,745 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 68,761 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 99,840 bilhões em outras entradas.

Dezembro

Depois de registrar entradas líquidas de US$ 438 milhões em novembro, o País fechou dezembro com fluxo cambial negativo de US$ 8,353 bilhões, informou o Banco Central.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 4,422 bilhões em dezembro, resultado de aportes no valor de US$ 55,005 bilhões e de retiradas no total de US$ 59,427 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou negativo em US$ 3,932 bilhões, com importações de US$ 20,964 bilhões e exportações de US$ 17,032 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,261 bilhão em ACC, US$ 7,050 bilhões em PA e US$ 8,721 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana passada (de 28 a 30 de dezembro) ficou negativo em US$ 3,399 bilhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro registrou na semana passada saída líquida de US$ 3,128 bilhões. Isso foi resultado de aportes no valor de US$ 6,043 bilhões e de envios no total de US$ 9,171 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou negativo em US$ 271 milhões no período, com importações de US$ 2,646 bilhões e exportações de US$ 2,375 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 209 milhões em ACC, US$ 405 milhões em PA e US$ 1,760 bilhão em outras entradas.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies