Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-26T13:05:53-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Radiocash

O homem que ajudou a eleger Bolsonaro diz que liberalismo de Paulo Guedes foi “desfigurado” pelo governo

Luciano Bivar, presidente do União Brasil, criado a partir da fusão entre o PSL e o DEM, diz que o partido vai apresentar nome para a “terceira via” nas eleições de 2022

26 de outubro de 2021
13:05
Luciano Bivar, presidente do União Brasil, partido formado da união do DEM com PSL
Deputado Luciano Bivar (PSL PE), presidente nacional do PSL, no plenário da Câmara dos Deputados. - Imagem: Estadão Conteúdo/Dida Sampaio

O saldo de três anos de governo Bolsonaro para o avanço das reformas liberais, tão esperadas pelo mercado financeiro, é negativo. O que começou com um sonho do avanço do liberalismo no Brasil sob a liderança do ministro da Economia, Paulo Guedes, agora pode ser definido como um pesadelo populista.

A avaliação é do deputado Luciano Bivar, presidente do União Brasil, criado a partir da fusão entre o Partido Social Liberal (PSL) e o Democratas (DEM). Ele foi um dos aliados de Bolsonaro nas eleições de 2018. O PSL foi a legenda pela qual o presidente concorreu e venceu a disputa.

“Na largada, a equipe econômica era muito boa. Assim como no primeiro governo Lula, não tinha qualquer senão contra os ministros. A estrutura do [Paulo] Guedes era muito boa, mas depois desfigurou”, afirmou Bivar, em entrevista ao RadioCash, podcast da Empiricus.

O deputado destacou os compromissos da agenda liberal que não foram adiante no governo. “O Guedes disse que ia privatizar um número de estatais e não teve. Salim Mattar saiu do governo frustrado, não conseguiu fazer nada disso.”  

Bivar contou no programa um pouco sobre as decepções com a condução do governo, além dos bastidores da entrada até a saída de Jair Bolsonaro do PSL. Mesmo com o abandono do presidente, o deputado afirma que não existem ressentimentos. 

Ele lembra que, antes de entrar no partido, Bolsonaro teve acesso às diretrizes do partido, que pregava o liberalismo econômico, respeito às instituições e um estado laico. “Foi frustrante para gente que aquele documento não teve nenhum valor [para ele]”, afirmou o deputado durante o programa, apresentado por Felipe Miranda, CIO da Empiricus, Jojo Wachsmann, sócio e fundador da Vitreo.

Terceira via é viável

As eleições já começam a tomar conta do noticiário nacional. Qual será a posição do União Brasil em relação à chamada terceira via, uma alternativa aos atuais candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido)?

Bivar é certeiro na resposta: “pode ter certeza que teremos um nome para o ano que vem”. Para o deputado, mais de 55% dos eleitores ainda não se decidiram sobre o candidato de 2022, o que abre espaço para uma alternativa à “extrema esquerda e a direita fundamentalista”, segundo ele. 

Partidos como PSDB e MDB também devem lançar candidaturas de terceira via no final de novembro. “Podem ficar otimistas”, garante Bivar. 

Ouça a seguir a íntegra do podcast RadioCash.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies