Menu
2021-02-22T09:01:10-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Boletim Focus

Pela sétima semana seguida, IPCA tem alta nas previsões do Boletim Focus

Pela terceira vez, o PIB também sofreu um reajuste para baixo e a taxa Selic deve subir até o final do ano

22 de fevereiro de 2021
9:01
luz conta de luz ideia lâmpada
Imagem: Shutterstock

A nova publicação do Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central, trouxe uma nova elevação para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), consolidando a sétima semana seguida de alta. Pela terceira vez, o PIB também sofreu um reajuste para baixo.

Enquanto isso, a perspectiva do mercado trazida pelo Boletim acredita em um aumento na taxa básica de juros (Selic) até o fim deste ano. Apesar disso, os índices para 2022 seguem iguais aos do último relatório.

Confira os destaques do Boletim Focus de hoje:

IPCA e Selic

O IPCA, que serve como prévia da inflação oficial, foi revisto pelo mercado e segue tendência de alta. Há um mês, o índice estava em 3,50%, mas as previsões mostram uma elevação para 3,82%. Na semana passada, a expectativa era de 3,62%.

Esta previsão está acima do centro da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para 2021, de 3,75%. A inflação começou a subir com mais força em 2020, durante a pandemia de covid-19, e chegou a desacelerar no início do ano. 

Entretanto, a mudança na bandeira da conta de luz e alimentação fizeram o mercado revisar as previsões para o índice.

Com isso, a Selic também sofreu modificações. A previsão para a taxa básica de juros foi sendo revisada para cima ao longo dos últimos boletins. Há um mês, a expectativa era de 3,50%, enquanto na semana passada, era de 3,75%.

Hoje, a previsão é de que a Selic encerre o ano de 2021 aos 4,0%. Para o ano de 2022, a taxa básica de juros deve permanecer no patamar de 5,0%. 

PIB e dólar

O Produto Interno Bruto (PIB) deve sofrer uma desaceleração de crescimento até o final do ano. As expectativas dos especialistas indicam que haverá um crescimento de 3,29%,abaixo das previsões da semana passada (3,43%) e de um mês atrás (de 3,49%). 

Para 2022, a perspectiva de alta segue a mesma, de 2,50%.

O câmbio também foi ajustado nesta semana. A previsão é de que o dólar encerre o ano de 2021 a R$ 5,05, acima dos R$ 5,01 da expectativa da semana passada. A moeda norte-americana deve encerrar 2022 aos R$ 5,00. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Com que ação eu vou?

Vacina à vista! As ações mais indicadas na bolsa para você lucrar com a reabertura da economia

Com um horizonte para o fim da pandemia, a procura por shoppings centers e por empresas do setor de varejo, em especial o de vestuário, tende a crescer. Confira as principais apostas de analistas e gestores

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies