';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2021-02-09T18:52:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
alívio para o bolso

Conta de luz faz inflação desacelerar em janeiro e vir abaixo do esperado

IPCA registra alta de 0,25% no mês passado, interrompendo quatro meses consecutivos de altas escalonadas, segundo IBGE

9 de fevereiro de 2021
9:30 - atualizado às 18:52
Equatorial
Imagem: Shutterstock

Após quatro meses de altas escalonadas, a inflação deu uma desacelerada neste começo de ano, vindo inclusive abaixo das expectativas do mercado, puxada pela queda no preço da energia elétrica.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o índice oficial de inflação do país, registrou uma alta de 0,25% em janeiro, 1,10 ponto percentual (p.p.) abaixo da leitura de dezembro (1,35%), segundo dados divulgados nesta terça-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Este foi o menor índice desde agosto, quando foi registrada uma leitura de 0,24%, e veio abaixo da mediana das estimativas coletadas pelo Projeções Broadcast com economistas, de 0,30%. As expectativas variavam de 0,24% a 0,54%.

Nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 4,56%, acima dos 4,52% observados nos 12 meses anteriores.

Eletricidade mais em conta

Segundo o IBGE, a mudança de bandeira nas contas de eletricidade foi o principal fator que ajudou a segurar a inflação em janeiro, junto com as quedas nos preços de passagens aéreas.

O item energia elétrica apresentou recuo de 5,60% em janeiro, tendo o maior efeito negativo sobre o índice no mês, de 0,26 p.p. Isto ajudou a provocar uma deflação de 1,07% no grupo Habitação, do qual esse item faz parte, compensando a alta em outros componentes, como o gás encanado (0,22%) e a taxa de água e esgoto (0,19%)

“Após a vigência da bandeira tarifária vermelha patamar 2 em dezembro, passou a vigorar em janeiro a bandeira amarela. Assim, em vez do acréscimo de R$ 6,243 por cada 100 quilowatts-hora, o consumidor passou a pagar um adicional bem menor, de R$ 1,343”, disse, em nota, o gerente da pesquisa, Pedro Kislanov.

Alimentos e bebidas continuaram a puxar os preços para cima em janeiro, mas com menos força. Este item subiu 1,02%, menos que o avanço de 1,74% apurado em dezembro.

“Os alimentos para consumo no domicílio, que haviam subido 2,12% no mês anterior, variaram 1,06% em janeiro. As frutas subiram menos (2,67% contra 6,73% em dezembro) e as carnes caíram de preço (-0,08% contra alta anterior de 3,58%), assim como o leite longa vida (-1,35%) e o óleo de soja (-1,08%). Por outro lado, os preços da cebola (17,58%) e do tomate (4,89%), que haviam recuado no mês anterior, aumentaram”, afirmou Kislanov.

Já a alimentação fora do domicílio seguiu movimento inverso, passando de 0,77% em dezembro para 0,91% em janeiro.

O custo dos Transportes (0,41%), grupo com o segundo maior peso no IPCA, também desacelerou frente ao mês anterior (1,36%), devido à queda no preço das passagens aéreas (-19,93%), cujos preços haviam subido 28,05% em dezembro.

Já os combustíveis (2,13%) apresentaram variação superior à do mês passado (1,56%), com destaque para a gasolina (2,17%) e o óleo diesel (2,60%).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

BATALHA SOCIETÁRIA

Na disputa com Tanure, Esh Capital volta a aumentar participação na Gafisa (GFSA3)

27 de janeiro de 2023 - 9:41

A gestora de Vladimir Timerman comprou mais ações e aumentou a participação na Gafisa para aproximadamente 15,8%

AQUILO QUE AINDA NÃO SABEMOS

Americanas (AMER3): Confira seis perguntas que seguem sem resposta duas semanas após a revelação do rombo bilionário

27 de janeiro de 2023 - 9:28

Mercado assumiu postura de desconfiança diante das falhas de comunicação e daquilo que encaram como falta de transparência por parte da Americanas (AMER3)

FAZENDO HISTÓRIA

Fim da ‘Guerra Infinita’? Avatar 2 derrota Vingadores e se torna a 5ª maior bilheteria da história do cinema

27 de janeiro de 2023 - 9:27

Após menos de dois meses desde a estreia, a produção atingiu a marca de US$ 2,054 bilhões (cerca de R$ 10,41 bilhões) em arrecadação, segundo o Box Office Mojo

LINHA D'ÁGUA

Made in America(nas): o que temos a aprender com o rombo na Americanas

27 de janeiro de 2023 - 9:19

O caso da Americanas mostra uma vez mais que o segredo de um investidor consistente no longo prazo é a diversificação

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O prato preferido dos dirigentes do Fed: Inflação nos EUA, erro bilionário no BC, FIIs em 2023 e outras notícias do dia

27 de janeiro de 2023 - 8:19

O PCE, o índice de inflação favorito dos dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), deve ser divulgado às 10h30

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies