Menu
2021-06-11T13:33:40-03:00
Renato Carvalho
Subindo de colocação

BofA recomenda mais exposição ao Brasil e eleva preço-alvo para Petrobras

Banco passou a classificação do país de marketweight para overweight, e elogia o desempenho operacional da estatal, apesar dos riscos políticos

11 de junho de 2021
13:29 - atualizado às 13:33
Petrobras
Imagem: Shutterstock

O PIB brasileiro do primeiro trimestre parece realmente ter mudado a forma dos estrangeiros olharem para o mercado de ações do país.

Depois de revisar suas projeções para o crescimento do PIB brasileiro de 3,4% para 5,1%, depois do resultado do primeiro trimestre de 2021, o Bank of America (BofA) elevou também a recomendação de exposição ao Brasil, de marketweight (em linha com o desempenho médio dos mercados) para overweight (acima da média).

Enquanto melhorou a recomendação para o Brasil, o BofA piorou sua avaliação para o Chile, passando de overweigth para underweight (desempenho abaixo da média).

O banco norte-americano justificou seu posicionamento como consequência do momento que a economia brasileira vive, impulsionado pela reabertura das atividades, avanço da agenda de reformas e ruídos políticos mais sutis. 

Os analistas citam ainda que os ativos brasileiros estão baratos neste momento, já que desde o início da pandemia, têm apresentado desempenho abaixo da média de seus pares globais.

Em relação a setores, o BofA prefere aqueles que estão correlacionados com a inflação, e produtores de commodities. O banco inclusive voltou a colocar a Petrobras no radar, com a diminuição dos ruídos políticos.

Por falar na gigante estatal de petróleo, o preço-alvo das ações da companhia foi de R$ 29 para R$ 30, mas a recomendação continua neutra. Pouco depois das 13 horas, o papel caía cerca de 1%, para R$ 28,40.

Os analistas do BofA reconhecem que o desempenho operacional da Petrobras tem sido bom, e o ritmo de venda de ativos está dentro do que o mercado espera. “Temos a expectativa de aumento no pagamento de dividendos a partir de 2023”, diz o banco.

Mas o que impede uma melhor recomendação é o fato da Petrobras ser uma estatal, e por isso, o risco de intervenção governamental é praticamente constante. “A percepção de risco pode piorar à medida que a eleição de 2022 se aproxima”, afirma o BofA.   

Na lista de preferência do BofA estão também os setores de varejo tradicional, distribuição de combustível, construção e pagamentos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

IPO da Smart Fit: vai sair da jaula o monstro!

Eu nunca fui muito de academia, confesso. Já tive meus tempos de malhar regularmente, mas nunca consegui tomar gosto pela coisa. Exercícios repetitivos não me cativam, meu negócio sempre foi dançar, de preferência em turma, com professor e horário, se não eu falto. Como você deve imaginar, entre meus colegas jornalistas não é muito diferente. […]

atenção, acionista

Vale eleva valor de dividendo a ser em pago em 30 de junho para R$ 2,189 por ação

No dia 17 de junho, a empresa tinha informado o pagamento de R$ 2,177 de dividendo por ação; demais condições da distribuição não serão alteradas

de olho na inovação

Moeda digital é nova forma de representação da moeda já emitida, diz Campos Neto

Segundo ele, ela não se confunde com os criptoativos, como o bitcoin, que não têm característica de moeda, mas sim de ativos

em audiência

Yellen diz esperar apoio do G-20 para proposta de imposto corporativo global

Grupo das 20 maiores economias do mundo se reúne em julho e deve debater o assunto

retomada

PIB da Argentina sobe 2,6% no 1º trimestre

Na comparação com igual período do ano passado, o avanço foi de 2,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies