Menu
Jojo Wachsmann
Diário de Bordo
Jojo Wachsmann
É CIO e sócio fundador da Vitreo.
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-26T08:53:52-03:00
Coluna do jojo

Bolsa hoje: Um dia mais morno antes de uma sexta-feira com prato fervendo

No Brasil, além das falas de autoridades econômicas e votação no STF, serão divulgados dados do Caged; Nos EUA segunda estimativa do PIB fica no radar. Dia promete cautela no cenário internacional

26 de agosto de 2021
8:53
Jojo (6)
O mercado de créditos de carbono: um potencial brasileiro gigantesco / Imagem: Amazônia, O Despertar da Florestania (2028)

O dia promete ser de maior cautela internacional, na expectativa para o início do simpósio de Jackson Hole, marcado para sexta-feira (27).

De todo modo, há uma agenda importante nos EUA, que conta com a digestão de pedidos de auxílio-desemprego e dado de PIB para o segundo trimestre (segunda leitura).

As Bolsas asiáticas, já antecipando o movimento de cautela internacional, realizaram com maior amplitude hoje, acompanhados pela manhã das Bolsas europeias e futuros americanos.

O contexto internacional parece impeditivo para uma maior tranquilidade, apesar da predominante opinião de que o evento de amanhã deve guardar pouca surpresa.

A ver...

Fôlego nas contas públicas e crise hídrica

A Bolsa brasileira, por sua vez, tem testemunhado dias de descolamento do humor internacional, o que poderia abrir espaço para uma alta aqui, apesar do dia difícil lá fora – não é impossível, apesar de pouco provável.

Como colocamos ontem (25), a grande quantidade de participações de autoridades brasileiras em eventos acabou tendo um desfecho positivo, em meio a dados fiscais positivos, como o de arrecadação, que superou as estimativas ao apresentar soma de R$ 171,3 bilhões em julho, acima dos R$ 157,9 milhões esperados pela mediana do mercado.

Nem tudo são flores, contudo.

Apesar das participações positivas e dos dados que sinalizam que as contas públicas têm um bom fôlego no curto prazo, os riscos inflacionários seguem no radar (IPCA-15 acumulando 9,30% de alta nos últimos 12 meses), diante da maior preocupação dos investidores com a crise hídrica e potencialmente energética.

Fala de Paulo Guedes em evento aberto e participação de Roberto Campos Neto na reunião de ministros de Finanças e presidentes de Bancos Centrais dos Brics podem ser importantes gatilhos de otimismo hoje.

O mercado também espera a sanção presidencial da MP que aprimora o ambiente de negócios no país e a resolução do STF sobre a constitucionalidade da lei que instituiu a autonomia do Banco Central – por enquanto o placar está 1 a 1.

Cautela nesta quinta-feira

A expectativa para a sexta-feira deverá nortear as bolsas, que esperam ansiosamente pelo simpósio de Jackson Hole, em Teton, Wyoming – o evento será virtual pela segunda vez por conta da pandemia.

Amanhã, a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), promete ser avaliada nos mínimos detalhes em busca de pistas sobre o possível ritmo de desaceleração da compra mensal do banco central de títulos – espera-se, porém, que o Fed anuncie oficialmente uma redução gradual apenas entre setembro e novembro (45% de chance de ser em novembro, segundo relatório do Goldman Sachs).

Enquanto isso, o mercado segue em alta. Depois de a Nasdaq alcançar os 15 mil pontos, foi o S&P 500 que bateu seu 51º fechamento recorde do ano. Sua recente sequência de vitórias, agora em cinco sessões, é a segunda com essa duração neste mês. Em julho, o S&P 500 também teve duas sequências de cinco ou mais sessões – a última vez que isso aconteceu (dois meses com duas sequências de cinco pregões de alta) foi em junho e julho de 1955.

Tempos ímpares para os mercados americanos estes que vivemos. Os futuros caem por lá hoje, indicando uma realização de lucros depois de tantas altas.

Problemas na Ásia e na Oceania

A Bolsa australiana corrigiu seus ganhos recentes em linha com a performance da Ásia. Na Coreia do Sul, por exemplo, o índice de ações também caiu bem nesta quinta-feira depois que o banco central do país aumentou sua taxa de juros em 25 pontos-base, em um movimento que poderia conter o aumento da dívida das famílias (países emergentes estão se antecipando e tendo que apertar sua política monetária antes dos países desenvolvidos, retirando os estímulos adotados em função da pandemia de Covid).

Porém, as correções asiáticas tiveram uma pitada adicional de problemas derivados da China. Os investidores estão aguardando maior clareza sobre as reformas regulatórias chinesas e seu impacto no setor de tecnologia.

Isso porque, depois de alguns sentimentos renovados pela entrada de investidores institucionais e a recompra de ações da Tencent, na segunda e na terça-feira, os investidores podem querer aguardar por enquanto, buscando mais previsibilidade sobre as reformas regulatórias, que provavelmente não serão concluídas no curto prazo.

Anote aí!

Nos EUA, podemos contar com a segunda estimativa para o produto interno bruto para o segundo trimestre, com expectativa de uma taxa de crescimento anual de 6,5% ajustada sazonalmente, e o tradicional indicador semanal de pedidos de seguro-desemprego para a semana encerrada em 21 de agosto, sempre relevante.

Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE) publica a ata de sua última reunião de política monetária, que será digerida ao longo do pregão.

No Brasil, além das falas das autoridades econômicas e da votação no STF, já mencionadas no texto acima, contaremos com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de julho, sobre o mercado de trabalho brasileiro, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Na parte da tarde, podemos esperar também a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), às 15 horas.

Muda o que na minha vida?

Tem muita gente falando sobre o projeto de lei sobre o mercado de créditos de carbono – para quem não sabe do que se trata, a Empiricus fez um vídeo interessante sobre o tema. De todo modo, o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), autor da proposta, disse que está analisando junto ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), levar o projeto diretamente para o Plenário, sendo necessária a aprovação de um requerimento de urgência.

O texto regulamenta o mercado de negociação de créditos de carbono no Brasil e institui o Mercado Brasileiro de Redução de Emissões (MBRE), que irá regular a compra e venda de créditos de carbono no país. O projeto já foi aprovado na Comissão de Desenvolvimento Econômico e foi para a Comissão do Meio Ambiente, com relatoria da deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Tem uma audiência pública marcada para o dia 30 e, sendo votado e aprovado, ele vai para a Comissão de Finanças e Tributação, depois Constituição e Justiça.

Contudo, a ideia do deputado é pular isso tudo aprovando o requerimento de urgência e levando o texto direto ao Plenário. É uma decisão que será tomada nos próximos dias. Hoje, o projeto é fundamental para demonstrar o compromisso do país com a redução dos gases de efeito estufa. Pensando nisso, a Vitreo já se antecipou e criou o Vitreo Carbono, que está focado no investimento em crédito no mercado europeu. Vale conferir, considerando que o tema será aquecido nos próximos dias.

Fique de olho!

Reta final da Semana da Renda Fixa  

Hoje é o penúltimo dia da nossa maratona de ofertas exclusivas para produtos de renda fixa. 

Após inúmeros pedidos, hoje estamos disponibilizando um CDB que oferece a você a oportunidade de ganhos ACIMA da inflação. 

Em 12 meses, o IPCA acumulado entre agosto/2020 e agosto/2021, foi de 9,30%, segundo os dados do IBGE. 

Com o CDB de hoje atrelado ao IPCA, você terá a oportunidade de proteger seu dinheiro contra a inflação e ter ao seu favor o pagamento de um prêmio anual. A taxa extra será revelada hoje às 10h. Clique em qualquer link deste aviso para ter acesso. 

Há grandes possibilidades deste CDB exclusivo acabar em questão de poucas horas. Aconteceu isso na segunda-feira, quando oferecemos também um CDB atrelado ao IPCA. Portanto, não perca tempo quando abrirmos essa oferta hoje. 

Essa condição especial do CDB do Banco Agibank estará disponível entre às 10h00 e 14h59, ou enquanto durar o estoque.  

Quando o relógio bater 10h00 em ponto, clique no botão abaixo para conferir todos os detalhes do CDB exclusivo

QUERO INVESTIR NO CDB

Atenção:

  • Antes de realizar o investimento, leia o regulamento completo do produto, bem como todas as suas condições de contratação.
  • Certifique-se dos riscos e que a solução oferecida está alinhada com o seu perfil de investimento.
  • Garantia fornecida pelo FGC se limita a R$250 mil por CPF.
  • Os riscos da operação com títulos de renda fixa estão na capacidade de o emissor honrar a dívida (risco de crédito); na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo (risco de liquidez); e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores (risco de mercado).

Um abraço,

Jojo Wachsmann

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Mais uma na lista

Corretora de criptomoedas Huobi Global, uma das maiores do mundo, restringe negociações na China

A plataforma também informou que retirará gradualmente as contas existentes no gigante asiático até o fim de 2021

Uma nova gigante tech

Infracommerce (IFCM3) dispara 10% com “aquisição transformacional”; outras techs sentem o baque e caem

A Infracommerce (IFCM3) acertou a compra da Synapcom, ganhando escala no B2B — e pagando um preço relativamente baixo pela rival

NOVO SUSTO

Em crise de liquidez, concorrente da Evergrande esboça pedido de apoio a governo de cidade chinesa

Notícia provocou queda acentuada nas ações da Sunac, que fecharam hoje no nível mais baixo em 4 anos

Crédito disponível

Com juros salgados, Caixa libera empréstimo de até R$ 1.000 no aplicativo Caixa Tem; veja condições

O crédito ficará disponível para assalariados, autônomos, beneficiários de programas sociais e de políticas públicas de distribuição de renda

Bolsa hoje

Destaques do Ibovespa: frigoríficos e empresas ligadas a commodities lideram altas em dia de recuperação; Locaweb (LWSA3) é maior queda

Confira os destaques do pregão desta segunda-feira (27) e não deixe de acompanhar as principais notícias do dia na nossa cobertura de mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies