2021-02-21T12:37:14-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Safra de resultados

Petrobras e outras 18 empresas do Ibovespa divulgam balanços nesta semana; veja o que esperar

Depois da decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar o comando da Petrobras, os holofotes do mercado devem se voltar para o balanço da estatal

22 de fevereiro de 2021
5:42 - atualizado às 12:37
Balanços 1902

A temporada de balanços das empresas cujas ações fazem parte do Ibovespa chega ao ápice nesta semana. Serão 18 companhias do principal índice da B3 divulgando seus números, incluindo pesos-pesados como Vale (VALE3), CSN (CSNA3) e Weg (WEGE3).

Mas depois da decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar o comando da Petrobras (PETR4) em meio à ameaça de intervenção na política de preços dos combustíveis, os holofotes do mercado devem se voltar para o balanço da estatal, previsto para sair na quarta-feira (24) à noite.

Turbulências políticas à parte, os dados do último trimestre de 2020 devem apontar para uma reação das empresas à pandemia de covid-19 e reverberar o baque de um ano cheio de turbulências. Confira a seguir o que esperar para cada uma delas a seguir e a agenda completa de divulgação no final desta matéria.

Petrobras: no olho do furacão

A Petrobras divulga os resultados do quarto trimestre e de 2020 no olho do furacão da troca de comando determinada pelo governo. Bolsonaro indicou o general e ex-ministro da Defesa Joaquim Silva e Luna para assumir a presidência da estatal no lugar de Roberto Castello Branco.

A independência da estatal para determinar o preço dos combustíveis já vinha sendo questionada pelo mercado. A estatal mudou os critérios para o a definição dos preços dos combustíveis no ano passado, mas isso só chegou ao conhecimento do investidor neste ano.

Os resultados do quarto trimestre da Petrobras, contudo, não devem refletir a crise aberta com a ameaça de invervenção. A empresa registrou prejuízo de R$ 1,546 bilhão no terceiro trimestre, mas deve sentir os impactos positivos da retomada da economia global e uma maior procura pelo petróleo nos próximos meses.

O preço da commodity tem apontado para uma alta nos últimos meses, mas o resultado da empresa ainda deve vir afetado pela pandemia.

Confira a média das projeções dos analistas para as principais linhas do balanço do quarto trimestre, que será divulgado na quarta-feira (24), após o fechamento do mercado:

  • Lucro líquido: R$ 4,860 bilhões (↓) 
  • Ebitda: R$ 30,121 bilhões (↓)
  • Receita líquida: R$ 73,996 bilhões (↓)

Vale: de carona com o minério

Em grande momento, a Vale divulga os resultados na quinta-feira (25) à noite, mas a previsão é que o lucro da mineradora desacelere em relação aos R$ 15,6 bilhões do terceiro trimestre de 2020.

Apesar do resultado menor se compararmos com o mesmo período de 2019, ainda é bem melhor que o prejuízo de R$ 1,562 bilhões, quando a Vale ainda contabilizava os prejuízos com a tragédia de Brumadinho. 

O resultado da empresa é puxado pela disparada das cotações do minério de ferro com a perspectiva de retomada da economia mundial — e em particular da China. Na bolsa de Dalian, o preço da commodity já avançou quase 14% só neste ano.

No início da pandemia no Brasil, em março do ano passado, o valor do minério chegou a saltar 24% em um mês por medo de escassez no mercado mundial.

Tudo isso ajuda, mas a empresa ainda precisa provar que avançou na agenda ESG (sigla em inglês para agregar questões envolvendo governança ambiental, social e corporativa) após o rompimento das barragens em Brumadinho e Mariana.

A melhoria da nota da empresa nesse quesito pela Moody’s e o acordo com o estado de Minas foram ações bem vistas pelas casas de análise. Veja a seguir as projeções para o balanço, de acordo com dados da Bloomberg:

  • Lucro líquido: R$ 4,667 bilhões (↑)
  • Ebitda: R$ 7,778 bilhões (↑)
  • Receita líquida: R$ 12,679 bilhões (↑)

Weg: vem nova surpresa por aí?

Apontada como a "empresa à prova de crises" após os ótimos resultados obtidos em plena pandemia, a Weg deve honrar a reputação no balanço do quarto trimestre, previsto para sair quarta-feira (24).

Enquanto a maioria das companhias ainda sentia os efeitos da covid-19 nos resultados, a fabricante de equipamentos para a indústria surpreendeu o mercado ao registrar uma alta de 54% no lucro do terceiro trimestre.

A empresa também seguiu com o plano de aquisições. Em dezembro, concluiu a compra de uma fábrica de transformadores da Transformadores e Serviços de Energia das Américas S.A. (TSEA), localizada em Betim (MG). Confira as estimativas para o resultado:

  • Lucro líquido: R$ 539 milhões (↑)
  • Ebitda: R$ 771 milhões (↑)
  • Receita líquida: R$ 4,697 bilhões (↑)

CSN: diminuindo o peso da dívida

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) divulga o balanço do quarto trimestre e de 2020 hoje à noite com o caixa reforçado depois da abertura de capital de sua unidade de mineração.

O dinheiro recebido com a venda de parte de suas ações na subsidiária ainda não vai aparecer no resultado do quarto trimestre. Mas o mercado já considera a redução no nível de endividamento, uma das sombras que pairaram sobre a CSN nos últimos anos.

No segundo trimestre de 2020, a relação entre dívida líquida e Ebitda (o lucro antes de juros, impostos, dívida e amortização) da companhia estava em 5,2 vezes. Mas a forte geração de caixa permitiu que a empresa diminuísse sua alavancagem, que caiu para 3,67 vezes a dívida líquida sobre Ebitda.

Além da valorização do minério de ferro, o reaquecimento da demanda chinesa após a pior fase da pandemia no país asiático, a demanda por aço e cimento puxaram os números da siderúrgica.

  • Lucro líquido: R$ 1,398 bilhão (↓)
  • Ebitda: R$ 4,350 bilhões (↑)
  • Receita líquida: R$ 9,031 bilhões (↑)

Confira o calendário completo de balanços das empresas do Ibovespa programados para esta semana:

Segunda-feira (22)

  • CSN (CSNA3): após o fechamento
  • Itaúsa (ITSA4): após o fechamento

Quarta-feira (24)

  • Gerdau (GGBR4): antes da abertura
  • Metalúrgica Gerdau (GOAU4): antes da abertura
  • Telefônica Brasil SA (VIVT3): antes da abertura
  • Weg (WEGE3): antes da abertura
  • Sul America SA (SULA11): após o fechamento
  • Ultrapar Participações SA (UGPA3): após o fechamento
  • Via Varejo S/A (VVAR3): após o fechamento
  • Petrobras (PETR4): após o fechamento

Quinta-feira (25)

  • Ambev SA (ABEV3): antes da abertura
  • Gol Linhas Aéreas (GOLL4): antes da abertura
  • Minerva (BEEF3): após o fechamento
  • BRF (BRFS3): após o fechamento
  • Notre Dame Intermédica (GNDI3): após o fechamento
  • Fleury SA (FLRY3): após o fechamento
  • EcoRodovias (ECOR3): após o fechamento
  • Vale (VALE3): após o fechamento
  • Localiza (RENT3): após o fechamento

Sexta-feira (26)

  • Hypera (HYPE3): após o fechamento
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DEVO, NÃO NEGO, PAGO QUANDO DEIXAREM

Calote ou farsa? O que esperar do primeiro default em moeda estrangeira da Rússia em mais de 100 anos

Mercado considera que a Rússia entrou formalmente em default; Moscou qualifica calote como ‘farsa criada artificialmente por país hostil’

SEGREDOS DA BOLSA

Bolsas estrangeiras ignoram iminência de calote russo e sobem com expectativa de um Fed menos agressivo

Otimismo dos investidores é sustentado por expectativa de que aperto monetário do Fed chegará ao fim antes do que se esperava

AINDA DÁ TEMPO

A “fábrica de bilionários” emperrou? Por que a queda das ações da Weg (WEGE3) pode ser uma oportunidade de ouro na bolsa

Desvalorização do ativo tem relação com os fatores macroeconômicos, já que os fundamentos da Weg (WEGE3) seguem intactos — e positivos

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies