🔴 DIVIDENDOS DO ITAÚ (ITUB4): PINGA-PINGA MENSAL PODE ENCHER SEU BOLSO? VEJA SE VALE A PENA INVESTIR

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: Restrições no Reino Unido pioram sentimento do investidor antes da abertura da bolsa no Brasil; dia tem decisão do Copom e vendas no varejo

O acordo para viabilizar a PEC dos precatórios pode aliviar o cenário local, mas a cautela antes da divulgação da Selic deve limitar o otimismo

Renan Sousa
Renan Sousa
8 de dezembro de 2021
8:00 - atualizado às 8:12
Dólar com máscara contra covid
Confira o que movimenta o Ibovespa hoje na nossa cobertura de mercados. Imagem: Shutterstock

O acordo para passar a PEC dos precatórios na Câmara sem a necessidade de que o texto volte ao Senado deve gerar uma reação positiva no pregão desta quarta-feira (08). A cautela com a decisão do Copom deve ter impacto limitado nos negócios com a alta de 1,50 ponto porcentual já contratada pelo mercado. 

Os dados de vendas do varejo também devem movimentar o cenário doméstico após o PIB do terceiro trimestre decepcionar os investidores. 

No exterior, o Reino Unido deve anunciar novas restrições para conter o avanço da covid-19 na região. A variante ômicron preocupa, mas a Europa vê um número crescente de novos casos da cepa delta do coronavírus, o que deve incentivar mais países além de Alemanha e Áustria, que já têm restrições para não vacinados. 

O relatório Jolts de emprego dos EUA também é destaque no dia de hoje, em meio à espera da inflação da China no início da noite. 

No pregão da última terça-feira (07), Ibovespa fechou o dia em alta de 0,65%, aos 106.557 pontos, enquanto o dólar à vista fechou próximo das mínimas, em queda de 1,27%, aos R$ 5,6183.

Confira o que deve movimentar a bolsa hoje: 

Dia de Copom

Hoje ocorre a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do ano, que deve elevar os juros básicos em 150 pontos-base e fazer a Selic encerrar 2021 em 9,25%

A divulgação da Selic só deve acontecer após o fechamento do mercado, o que pode injetar certa cautela no pregão de hoje. Mesmo com a alta de 1,50 ponto porcentual contratada, os analistas não descartam a possibilidade de o Banco Central acelerar o aperto monetário e elevar os juros acima de 10%. 

Mesmo que visando conter a alta da inflação, os juros mais elevados devem pesar na retomada da economia e, mesmo que o BC tenha sua autonomia, isso deve ser levado em conta pelo comitê

PEC dos precatórios: chegamos ao fim?

Na noite da última terça-feira, os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), anunciaram um acordo para fatiar a PEC dos precatórios e facilitar a aprovação do texto na Casa. 

Com isso, a proposta abre espaço de mais de R$ 100 bilhões no Orçamento para financiar o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) com piso em R$ 400 reais.

A Medida Provisória que busca pagar o benefício ainda em dezembro foi publicada ontem em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e cria um "benefício extraordinário" para complementar o Auxílio Brasil que será pago em dezembro e atingir o mínimo de R$ 400 prometido pelo governo.

O Senado e a Câmara têm 180 dias para aprovar ou não a MP, que passa a valer a partir da assinatura do presidente e publicação do DOU. Caso contrário, ela perde a validade após esse prazo. 

Vendas no varejo e fluxo cambial

O cenário local conta com dados de vendas no varejo em outubro, que devem recuar 0,2% na mediana das projeções do Broadcast. Na comparação interanual, o indicador deve cair 6,1%, mas permanecer em alta de 4,9% em 2021.

Já o varejo restrito deve avançar 0,6% na mediana das projeções e acumular alta de 1,7% em 2021. Na base interanual, o indicador recua 6%.

Velhos problemas

A Ásia permanece de olho na crise de liquidez gerada pelo calote da Evergrande. A gigante e endividada imobiliária chinesa está cada vez mais perto de um default formal após não pagar cerca de US$ 82,5 milhões em juros que venceram mês passado. 

O mercado acompanha ainda o avanço da “antiga” variante de preocupação do mundo. A Europa vive uma explosão de casos da cepa delta da covid-19, a grande maioria deles de pessoas não vacinadas. Mesmo com o fechamento de fronteiras e lockdowns em alguns países, o coronavírus se espalha na região. 

O Reino Unido anunciou que o governo divulgará novas restrições de mobilidade para conter o avanço da ômicron, segundo dados do Financial Times. Entre as novas exigências, estão o passaporte da vacina para grandes eventos e um pedido para que empresas retomem o trabalho remoto. 

Jolts e CPI

Os dados mais importantes do dia ficam para o relatório Jolts de empregos privados dos Estados Unidos e para a divulgação dos dados de inflação ao consumidor (CPI, em inglês) e ao produtor (PPI) na China. 

Bolsas pelo mundo

As principais praças da Ásia encerraram o pregão desta quarta-feira em alta após uma sessão de ganhos em Nova York. Os investidores deixaram de lado as notícias sobre a variante ômicron e as incertezas quanto ao mercado imobiliário chinês para engatar a alta. 

O mesmo movimento não acontece na Europa, que opera com viés de baixa pela manhã. Mesmo com a letalidade menor, estudos indicam que a ômicron é mais resistente às vacinas da Pfizer e BioNTech, o que gera incertezas no mercado.

Somado a isso, o Velho Continente ainda enfrenta o avanço da variante delta na região.

E depois de encerrar o pregão de terça em alta, os futuros de Nova York iniciaram o dia em alta, mas inverteram o sinal após o anúncio do Reino Unido sobre novas restrições contra a covid-19. 

Agenda do dia

  • FGV: IPC-S de dezembro (8h)
  • França: Taxa de desemprego da OCDE em outubro (8h)
  • IBGE: Vendas no varejo em outubro (9h)
  • Estados Unidos: Relatório de empregos Jolts de outubro (12h)
  • Banco Central: Fluxo cambial semanal (14h30)
  • Copom anuncia decisão sobre a Selic após às 18h
  • China: CPI e PPI em novembro (22h30)

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies