Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-08T09:31:20-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Esquenta dos Mercados

No cardápio, vendas do varejo e relatório de empregos dos EUA são prato principal da bolsa

Os dados do varejo devem ditar o tom dos negócios no cenário interno e o relatório de emprego e balança comercial mexem com exterior

8 de junho de 2021
7:57 - atualizado às 9:31
Close,Up.,Elegant,Waiter,Pours,Red,Wine,From,Bottle,Into
Imagem: Shutterstock

O otimismo com a bolsa brasileira conseguiu transformar um movimento de correção em significativa alta de 0,50%, aos 130.776 pontos, chegando a bater o teto do novo recorde de 131 mil pontos ao longo da última segunda-feira (07). O dólar se manteve estável e deve seguir à sombra dos bons ventos que impulsionam o Ibovespa. 

Para o pregão desta terça-feira (08), o cardápio conta com a divulgação das vendas do varejo pelo IBGE. A mediana das expectativas para o varejo ampliado e para o restrito (que não leva em conta material de construção, veículos, motocicletas e peças) são relativamente positivas, de acordo com especialistas ouvidos pelo Broadcast. 

Para o varejo ampliado, a mediana das expectativas fica em avanço de 2,90%, com mínima de queda de 5,60% e avanço máximo de 5,20%. Já para o restrito, a mediana é de queda de 0,30%, com mínima de recuo de 3,50% e máxima de avanço de 2,55%.

Ainda no menu nacional, temos a palestra de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, em evento do JPMorgan e falas do Ministro da Economia, Paulo Guedes, em sessão do Bradesco BBI.

Do lado de lá do mundo

O acompanhamento dessa refeição deve vir com o cenário externo, com dados da balança comercial dos Estados Unidos ainda pela manhã. Outro dado forte para hoje são os relatórios de emprego Jolts, que levam em conta a abertura e fechamento de vagas de emprego no país. Após os dados de emprego e índice de desemprego da última semana, esse novo dado deve dar o tom dos negócios. 

O medo de um superaquecimento da economia norte-americana está pressionando as bolsas pelo mundo, e a inflação já aparece na esquina para morder um pedaço do poder de compra mundial.

Por fim, o cafézinho do dia deve vir com os relatórios sobre inflação da China, divulgados por volta das 22h, horário de Brasília.O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Gigante Asiático também preocupa, o que pode indicar que, na quarta-feira (09) o mundo sofrerá com uma forte indigestão dos dados. 

Bolsas pelo mundo

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em baixa, acompanhando o desempenho misto de Nova York. Os riscos inflacionários com a continuidade da política de estímulos dos Bancos Centrais estão pressionando os índices pelo mundo. Vale lembrar que esta semana devem ser divulgados os dados de inflação dos EUA, o que aumenta ainda mais essa preocupação. 

Na direção oposta, os índices europeus avançam na manhã de hoje, motivados pela revisão do PIB da Zona do Euro, que encolheu menos do que o esperado no primeiro trimestre. 

Por fim, os futuros de Nova York seguem de maneira mista no pré-mercado, com o S&P 500 futuro e o Nasdaq futuro avançando e o Dow Jones futuro caindo. Wall Street deve entrar em compasso de espera até a divulgação dos dados da balança comercial e do relatório Jolts de emprego.

Agenda do dia

Confira os principais eventos e indicadores para esta terça-feira (08):

  • FGV: IGP-DI de maio e IPC-S de junho (8h)
  • IBGE: Vendas no varejo restrito e ampliado em abril (9h)
  • CPI da Covid: O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, volta à CPI da Covid para novo depoimento (9h)
  • Estados Unidos: Balança comercial em abril (9h30)
  • Banco Central: Roberto Campos Neto, presidente do BC, profere palestra em webnar promovido pelo JPMorgan (11h)
  • Estados Unidos: Relatório Jolts de emprego em abril (11h)
  • Ministério da Economia: Paulo Guedes, Ministro da Economia, participa de sessão do Bradesco BBI London Conference (15h30)
  • Estados Unidos: Banco Mundial divulga relatório sobre perspectivas econômicas (sem horário específico)

Empresas

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

CARNE FORTE

Marfrig sobe mais de 5% hoje, mas ainda deve saltar 60% nos próximos meses, projeta Bank of America

O Bank of America recalculou as projeções financeiras para o próximo ano e vê a empresa lucrando muito mais do que o previsto no cálculo anterior

DESTAQUES DO DIA

Varejo abaixo do esperado derruba Magazine Luiza (MGLU3), mas companhias aéreas sobem forte com vacinas eficazes contra a ômicron

Enquanto o Magalu recua mais de 8%, as empresas do setor aéreo aproveitam para engatar uma recuperação

bitcoin (BTC) hoje

O rali de fim de ano do bitcoin (BTC) derrapou. E você, novato em criptomoeda, pode ser o culpado

O movimento de queda do bitcoin das últimas semanas veio dos novos investidores em cripto, chamados de short-term holders, segundo a Glassnode

DE OLHOS BEM FECHADOS

O IPO do cheque em branco chega ao Brasil: Alvarez & Marsal quer fazer oferta pública para lançar Spac na B3

Modalidade existe há mais de 20 anos nos EUA, mas ainda é inédita no Brasil; entenda como funciona

EXILE ON WALL STREET

Ele ainda vai te trazer boas lembranças: o Tesouro Direto em seu ano de ouro para a rentabilidade

Conheça o Super Renda Fixa, que apresenta as melhores oportunidades para investir na modalidade, seja nos títulos do Tesouro ou nos de emissores privados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies