Menu
2021-04-26T15:39:54-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

De olho na agenda da semana, Ibovespa acompanha NY e opera em leve queda; dólar também recua

O Congresso brasileiro deve seguir sendo monitorado de perto pelos investidores, que aguardam novidades sobre as reformas

26 de abril de 2021
10:45 - atualizado às 15:39
Selo Mercados Touro e Urso Baixa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Com o orçamento de 2021 finalmente sendo página virada, os investidores locais voltam os seus olhos para outros temas. A reforma tributária promete voltar aos holofotes (mais uma vez) e a temporada de balanço começa a ganhar corpo tanto no Brasil quanto no exterior. 

Na agenda da semana, temos eventos suficientes para chacoalhar os negócios, mas a segunda-feira (26) começa mais tranquila. O Ibovespa opera sem força ao longo do dia e parece ter se firmado no campo negativo no começo desta tarde. Por volta das 15h30, o principal índice da bolsa recuava 0,20%, aos 120.290 pontos . O dólar à vista recua 0,84%, a R$ 5,4512, de olho no andamento das reformas.

Após uma queda expressiva nas últimas duas semanas, os principais contratos de DI voltam a subir. Confira as taxas do dia:

  • Janeiro/2022: de 4,61% para 4,65%
  • Janeiro/2023: de 6,19 para 6,23%
  • Janeiro/2025: de 7,69% para 7,74%
  • Janeiro/2027: de 8,36% para 8,37%

Agora vai?

Com o Orçamento superado, o Congresso promete voltar a olhar para as pautas que ficaram enroscadas nos últimos meses - as reformas administrativa e tributária. 

A reforma tributária deve largar na frente. O presidente da Câmara, Arthur Lira, prometeu para o dia 3 de maio uma “versão inicial” do relatório. Na sexta-feira, a perspectiva do avanço das reformas impulsionou o Ibovespa. 

Washington em foco

Nos Estados Unidos, o Congresso também deve ter uma semana agitada. O presidente Joe Biden deve discutir com os parlamentares a proposta de aumento de impostos corporativos para financiar o programa de ajuda à infraestrutura. Além disso, temos a decisão de política monetária do Federal Reserve na quarta-feira, o que sempre vem acompanhado de um pé no freio por parte dos investidores. 

Nesta manhã, as bolsas americanas e europeias operam com altas moderadas. Nos Estados Unidos, os índices desaceleraram na última hora, com exceção do Nasdaq, que renovou sua máxima histórica.

Noticiário agitado

No Brasil, a semana começou com o noticiário corporativo agitado. 

Primeiramente, temos a mudança de nome da Via Varejo para apenas Via. A companhia também mudou o seu logo e cores, já que a partir de agora quer ser reconhecida como uma empresa com foco no e-commerce. Segundo as novas projeções da empresa, a Via quer alcançar no mínimo 20% do e-commerce brasileiro em 2025. Na semana passada, a companhia já havia mudado o nome e posicionamento de uma de suas principais marcas, o Ponto Frio, que agora se chama Ponto >:.

O maior destaque, no entanto, fica com as ações da Cia Hering. Após recusar a proposta de fusão da Arezzo, a companhia anunciou um acordo para unificar sua operação com o Grupo Soma, dona da Farm.

Os papéis da companhia reagem em alta, em um ajuste ao valor proposto na pelo Soma para a fusão. A proposta feita pelo Grupo Soma, conhecido pelas marcas de luxo em seu portfólio, representa quase o dobro do oferecido pela Arezzo e é 50% superior ao fechamento das ações da Hering na última sexta-feira. Confira os principais destaques do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
HGTX3Cia Hering ONR$ 28,1424,07%
CVCB3CVC ONR$ 23,144,33%
COGN3Cogna ONR$ 4,093,28%
BPAC11BTG Pactual unitsR$ 102,633,04%
YDUQ3Yduqs ONR$ 30,432,84%

Confira também os principais destaques negativos:

CÓDIGONOME VALORVAR
TIMS3Tim ONR$ 11,99-2,04%
ENEV3Eneva ONR$ 15,57-1,77%
BEEF3Minerva ONR$ 10,58-1,67%
SUZB3Suzano ONR$ 68,90-1,64%
BRFS3BRF ONR$ 23,39-1,39%
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Desceu redondo

Na Ambev, a venda de cerveja garantiu o happy hour no primeiro trimestre

A Ambev reportou forte crescimento na receita líquida e no lucro no primeiro trimestre, impulsionada pelas vendas de cerveja no Brasil

cardápio dos balanços

Balanços de Copel, Braskem, Azul e outros mexem com o mercado nesta quinta; veja os destaques

Só no Ibovespa, foram ao menos cinco companhias que revelaram os resultados do primeiro trimestre entre esta quarta e quinta; desempenho mexe com os papéis das companhias

Exile on Wall Street

Investir de maneira inteligente ajuda (mas não garante) retorno

Quero voltar aqui rapidamente ao Day One de terça, quando o Felipe citou o Soros em sua melhor forma, o arquétipo do investidor autocrítico: “Toda posição tem uma ou mais vulnerabilidades.” “Se você acha sua exposição perfeita, cuidado; você apenas não entendeu direito.”  “Sempre existe algo escondido ali, alguma armadilha não percebida a priori. Suas chances de […]

Dentro do balanço

Mercado Livre adere ao bitcoin e coloca R$ 40 milhões da criptomoeda em caixa

O documento foi publicado na página da SEC, a CVM americana, porque a empresa de entregas é listada na Nasdaq

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies