Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-04T19:51:34-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Não deu

Goldman Sachs melhora avaliação de Cosan (CSAN3) após IPO da Raízen, mas mantém recomendação neutra para o papel

IPO da Raízen abre espaço para melhora do preço-alvo de Cosan, mas este ainda se encontra abaixo do atual preço de mercado de CSAN3

4 de agosto de 2021
13:18 - atualizado às 19:51
Base da Raízen em Rondonópolis (MT)
Base da Raízen em Rondonópolis (MT). - Imagem: Divulgação

Agora que o mercado definiu o preço da ação da Raízen (RAIZ4) no seu IPO (oferta pública, os analistas correm para suas pranchetas para refazer seus cálculos acerca do valor da holding da companhia, a Cosan (CSAN3).

A expectativa era de que a avaliação de Raízen separada da Cosan fosse "destravar" valor desta última, ou seja, que o valor atribuído pelo mercado à Raízen fosse maior que a avaliação da empresa dentro de Cosan.

Para os analistas do Goldman Sachs, isto de fato ocorreu, pelo menos em relação às previsões deles - o que os levou a avaliar que a ação da Cosan teria espaço para se valorizar em R$ 1,31 ante o preço-alvo da instituição para o papel, de R$ 21,90 em 12 meses.

Entretanto, este preço ainda está acima do preço atual de mercado da Cosan. Hoje, a ação fechou em queda forte de 4,06%, a R$ 24,55.

Assim, o Goldman não recomenda a compra das ações da Cosan, mantendo sua indicação como neutra. "Os riscos chave, na nossa visão, incluem níveis de atividade econômica acima ou abaixo do esperado, preços mais altos para o petróleo tipo Brent, mudanças na produção maiores que o esperado, risco cambia e intervenção do governo nos preços da gasolina e do diesel.

Explicação para a melhora na avaliação de Cosan

Com o preço da ação estabelecido em R$ 7,40, piso da faixa indicativa para o IPO, a Raízen chegará à bolsa avaliada em R$ 74,4 bilhões, o que implica um enterprise value (EV ou valor da firma) de R$ 87 bilhões. O EV considera, além do valor de mercado da companhia, também sua dívida líquida, e no caso da Raízen, foi levada em conta a dívida líquida do primeiro trimestre de 2021.

O valor da firma de R$ 87 bilhões, diz o Goldman Sachs, está 6% acima do valor que o banco atribuiu à Raízen dentro de Cosan. Ou seja, os analistas do Goldman vinham considerando que a Raízen, dentro de Cosan, tinha um EV de uns R$ 82 bilhões.

Assim, eles avaliaram que há um potencial de alta de R$ 1,31 por ação em relação ao preço-alvo atribuído à Cosan, de R$ 21,90 por ação em 12 meses, mantidas todas as demais condições. Entretanto, mesmo com a melhorada avaliação da companhia, os analistas ainda mantiveram a recomendação neutra.

Ação da Raízen pode se valorizar até 50% após IPO. Veja a análise:

Para quem gosta de Cosan, porém, é hora de comprar

Muitos analistas e gestores, porém, viram no IPO da Raízen uma boa oportunidade de comprar (mais) Cosan para surfar a melhor precificação de Raízen e o destravamento de valor. Alguns gestores com quem eu conversei inclusive avaliavam aumentar sua posição em Cosan ou já o tinham feito em razão da abertura de capital da Raízen.

Para Felipe Miranda, sócio e CIO da Empiricus, a queda de hoje nas ações da Cosan, inclusive, é uma "bela oportunidade de compra" de CSAN3. "Raízen mostrou o quanto a companhia está barata, se posiciona para o crescimento e mostra como isso é de fato um caso ESG. Nesses níveis, acho que é para raspar", diz.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em busca de inovação

Hospital Mater Dei compra fatia da A3Data, de inteligência artificial, por R$ 40 milhões

A3Data foi fundada em 2014 e desenvolve projetos de grande impacto nas organizações, líderes em seus segmentos, voltado para o aumento de receita, redução de custos e melhora na experiência dos clientes

seu dinheiro na sua noite

Semana termina da mesma forma que começou: com os olhares do mundo voltados para a China

Ainda que as perdas registradas nesta sexta-feira (24) tenham sido mais modestas do que as da última segunda-feira (20), a semana termina da mesma forma que começou — com os olhares do mundo voltados para a China. Os analistas e especialistas diminuíram as apostas de que uma eventual falência da incorporadora chinesa Evergrande possa se […]

Entrevista com o CEO

Gasolina cara? Não dá para fazer milagre com preço dos combustíveis, diz presidente da Ipiranga

Para Marcelo Araujo, questões conjunturais como o câmbio e a alta das commodities afetam a subida dos preços neste momento

fique de olho

Dividendos: TIM paga R$ 137,5 milhões em juros sobre capital próprio

pagamento ocorre no dia 27 de outubro, sendo a data de 29 de setembro de 2021 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber os valores

BLINK!

Via Varejo (VIIA3) é uma oportunidade de compra? Evergrande foi apenas um susto? Entenda esses e outros assuntos no BLINK!

Você já sabe que toda sexta-feira tem dois compromissos marcados: o happy hour e o encontro com Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Como sempre, ele responde perguntas feitas pelos seus seguidores de forma descontraída. Confira, afinal: sextou

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies