Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-19T19:38:40-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Tombo da Vale não impede Ibovespa de interromper sequência de quedas e bolsa volta a subir; dólar também avança

A queda de 13% do minério de ferro puxou para baixo as ações da Vale e siderúrgicas, mas a recuperação do fôlego em Nova York ajudou o Ibovespa a fechar no azul

19 de agosto de 2021
18:48 - atualizado às 19:38
minério de ferro, mercados, Ibovespa, bolsa
Essa é a primeira vez em mais de um ano que o preço do minério de ferro por tonelada fica abaixo dos US$ 100. Em maio deste ano, a commodity chegou a valer US$ 237,57 no porto chinês. Desde então, a queda acumulada é de mais de 60% - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Parece que o reinado do setor de commodities como o Todo Poderoso do Ibovespa de fato chegou ao fim. Depois de meses sustentando o resultado positivo da bolsa brasileira, as incertezas com relação ao futuro da economia global e os movimentos intervencionistas da China pesam — e muito — no desempenho das companhias na B3. 

Durante a madrugada, o minério de ferro recuou mais de 13% em Qingdao, na China, o que levou a commodity ao seu menor nível desde novembro do ano passado, a US$ 136 a tonelada. O petróleo também não vive lá o seu melhor momento. A pressão da incerteza em torno da demanda, o temor do estrago que a variante delta do coronavírus pode fazer na economia global e a crise no Afeganistão pesam. 

No caso do minério de ferro, o recuo acumulado é de 40% só em agosto, repercutindo os temores de uma economia chinesa menos aquecida depois de dados mais fracos do que o esperado e os desejos do governo local de inibir a especulação. Com grande peso na carteira teórica do Ibovespa, empresas como Vale, CSN e Gerdau têm puxado a queda nos últimos dias. 

Acompanhando o clima global, a quinta-feira (19) foi mais um dia no vermelho para o setor de mineração e siderurgia, contaminando também a bolsa brasileira, que chegou a tocar os 114 mil pontos. Mas, pelo menos dessa vez, o resultado amargo não impediu o Ibovespa de interromper a sequência de três quedas e avançar 0,45%, aos 117.164 pontos. 

A virada veio de Nova York. Durante boa parte do dia, os índices continuaram repercutindo de forma negativa a sinalização do Federal Reserve de que a redução no ritmo de compra de ativos pode acontecer ainda neste ano. Para Marcel Andrade, head de renda variável da Vitreo, foram os números dos pedidos semanais de auxílio-desemprego que possibilitaram algum respiro para as bolsas americanas.

Embora o número de 348 mil pedidos indique uma recuperação mais rápida do que a esperada pelo mercado, ele não aponta para um superaquecimento que poderia levar o Fed a reduzir os estímulos ainda mais rapidamente. O Nasdaq, índice que teoricamente mais sofreria com o aperto monetário, aproveitou para se recuperar das quedas recentes. 

No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, também ajudou. Pela segunda vez na semana, Campos Neto trouxe alívio ao falar sobre o compromisso com a meta de inflação, aliviando a curva de juros após dias de pressão. O câmbio, no entanto, seguiu refletindo o complicado cenário político-fiscal doméstico. O dólar à vista avançou 0,89%, a R$ 5,4228.

Fora do Ibovespa, o destaque ficou com a Ambipar. A empresa anunciou que irá realizar uma oferta inicial de ações de uma das suas subsidiárias.

Ibovespa 0,45%117.164 pontos
Dólar à vista-0,89%R$ 5,42
Bitcoin3,44%R$ 250.700
S&P 5000,13%4.405 pontos 
Nasdaq0,11%14.541 pontos
Dow Jones-0,19%34.894 pontos

Abandonando as máximas

Com a votação da reforma do imposto de renda adiada e pouca movimentação política, os maiores destaques vindo da capital federal ficaram com o ministro da Economia Paulo Guedes e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. 

Em participação em comissão no Senado, Guedes não só lamentou o adiamento da votação da proposta como também voltou a ressaltar a importância da aprovação do parcelamento dos precatórios, dizendo que Brasília pode parar caso a medida não seja aceita. 

O alívio no cenário fiscal ficou por conta de Campos Neto pela segunda vez na semana. Ele voltou a reforçar o seu compromisso com a ancoragem e o cumprimento da meta de inflação e do compromisso fiscal. 

O mercado de juros aproveitou a deixa para se acomodar um pouco após a forte alta das últimas semanas. Todos os principais vencimentos fecharam com um recuo significativo nesta tarde. Confira:

  • Janeiro/22: de 6,78% para 6,72%
  • Janeiro/23: de 8,65% para 8,48%
  • Janeiro/25: de 10,09% para 9,70%
  • Janeiro/27: de 10,44% para 10,14%

Sobe e desce do Ibovespa

De carona com a recuperação do Nasdaq, Locaweb e Totvs, duas empresas do setor de tecnologia, aproveitam para apagar as quedas recentes. CVC, Localiza e Unidas, companhias que sofreram bastante nos últimos dias com a incerteza em torno da variante delta, também aproveitaram o fôlego extra para recuperar parte das perdas. 

Fora do TOP 5, mas ainda com desempenhos que merecem destaque, Madruga, da Monte Bravo, aponta as ações da Weg e da B3 que subiram mais de 4% na tarde de hoje — a primeira se beneficia da pressão no câmbio por ter boa participação em negócios internacionais; já a B3, que vinha sofrendo com rumores sobre uma possível rival, aproveitou para também devolver a queda. 

Confira os principais destaques do dia:

CÓDIGONOMEVALORVAR
LWSA3Locaweb ONR$ 24,367,79%
CVCB3CVC ONR$ 19,007,34%
TOTS3Totvs ONR$ 36,605,78%
RENT3Localiza ONR$ 58,145,31%
LCAM3Locamérica ONR$ 26,035,17%

Confira também as maiores quedas que, mais uma vez, ficaram por conta do setor de commodities:

CÓDIGONOMEVALORVAR
CSNA3CSN ONR$ 37,00-5,78%
VALE3Vale ONR$ 97,51-5,71%
USIM5Usiminas PNAR$ 17,08-5,69%
BRAP4Bradespar PNR$ 63,41-5,33%
GGBR4Gerdau PNR$ 27,69-3,52%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Mais uma na lista

Corretora de criptomoedas Huobi Global, uma das maiores do mundo, restringe negociações na China

A plataforma também informou que retirará gradualmente as contas existentes no gigante asiático até o fim de 2021

Uma nova gigante tech

Infracommerce (IFCM3) dispara 10% com “aquisição transformacional”; outras techs sentem o baque e caem

A Infracommerce (IFCM3) acertou a compra da Synapcom, ganhando escala no B2B — e pagando um preço relativamente baixo pela rival

NOVO SUSTO

Em crise de liquidez, concorrente da Evergrande esboça pedido de apoio a governo de cidade chinesa

Notícia provocou queda acentuada nas ações da Sunac, que fecharam hoje no nível mais baixo em 4 anos

Crédito disponível

Com juros salgados, Caixa libera empréstimo de até R$ 1.000 no aplicativo Caixa Tem; veja condições

O crédito ficará disponível para assalariados, autônomos, beneficiários de programas sociais e de políticas públicas de distribuição de renda

Bolsa hoje

Destaques do Ibovespa: frigoríficos e empresas ligadas a commodities lideram altas em dia de recuperação; Locaweb (LWSA3) é maior queda

Confira os destaques do pregão desta segunda-feira (27) e não deixe de acompanhar as principais notícias do dia na nossa cobertura de mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies