Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-01-09T19:15:44-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Meio lá, meio cá

9 de janeiro de 2020
19:15
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Com a queda dos juros ocorrida no ano passado, o investidor brasileiro mais conservador se viu obrigado a migrar pelo menos parte da carteira para aplicações financeiras capazes de vencer o CDI.

Como nem todo mundo tem estômago para investir em ações, seja diretamente, seja por meio de fundos, os investimentos que tendem a ficar “no meio do caminho”, como os fundos multimercados, atraíram muito do dinheiro antes parado na renda fixa.

E esses fundos não fizeram feio em 2019. O índice que reproduz o desempenho de uma carteira com os principais fundos multimercados do país rendeu 11,12% no ano passado, mais de 180% do CDI.

Mas um levantamento feito pela consultoria Economatica mostrou que os fundos mais rentáveis do índice chegaram a retornos na casa dos 40%, 50%, 60% no ano passado. O mais rentável de todos teve desempenho de mais de 100%. E muitos dos fundos mais rentáveis também figuram na lista daqueles com melhor relação risco-retorno.

Eu trago todos os detalhes do levantamento da Economatica, inclusive os 20 fundos multimercados mais rentáveis do ano passado, aqui nesta matéria.

Tropeço...

A produção industrial brasileira recuou 1,2% em novembro de 2019 quando comparado ao mês anterior. O tropeço no indicador interrompe três meses de crescimento, eliminando parte da alta de 2,2% que havia sido acumulada entre agosto e outubro. Todos os grandes setores registraram declínio de produção.

...e consequência

O desempenho mais fraco da indústria fez preço nos mercados locais nesta quinta. O Ibovespa se descolou do otimismo no exterior e encerrou o dia em queda de 0,26%. Pesou no humor dos investidores a perspectiva de que a economia não estaria acelerando tanto quanto parecia no fim do ano passado. Na mesma linha pessimista, o dólar subiu 0,82%, a maior valorização desde novembro. Confira com o Victor Aguiar os detalhes desse dia de negociações na bolsa.

Só depois das eleições

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a fase 2 do acordo comercial entre norte-americanos e chineses não deve sair tão cedo. Segundo ele, a conclusão do processo de negociações que deve se iniciar no próximo dia 15 deve ficar para depois das eleições presidenciais dos EUA.

Dia de conversar

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, aproveitou uma coletiva de imprensa sobre o balanço da Agenda BC# para fazer uma atualização dos principais assuntos envolvendo a autoridade monetária do país. Entre os temas estavam a inflação, que, segundo ele, “está ancorada”, e a autonomia do BC, cuja expectativa é de que seja aprovada no primeiro trimestre do ano.

Na mira

Vinte e nove ex-executivos dos fundos de pensão Petros, Funcef, Previ e Valia foram denunciados hoje na Operação Greenfield por gestão temerária. A acusação envolve o processo de aprovação de investimento no Fundo de Investimentos e Participações (FIP) Sondas, o braço de investimentos da Sete Brasil Participações. Entre os nomes denunciados está Esteves Colnago Júnior, recém-nomeado assessor do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O futuro já começou 

Acontece nesta semana a CES 2020 (Consumer Electronics Show). Considerado o maior evento de tecnologia do mundo, a feira reúne novidades de diversas empresas. Nesta reportagem, você fica sabendo quais foram os destaques até agora, de “carne vegana” de porco a carro voador para Uber.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Otimismo

Mercado reage bem a prévias da Cyrela, consideradas ‘impressionantes’ e ‘excepcionais’ por analistas

Ontem, após o fechamento, a incorporadora informou alta de 46% no número de lançamentos e de 58% nas vendas do terceiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado

Ações em queda

O alçapão no fundo do poço: Cielo tem preço-alvo reduzido pelo Goldman Sachs

Analistas do banco norte-americano mantiveram a recomendação de venda e reduziram o preço-alvo das ações da Cielo (CIEL3) de R$ 3,70 para R$ 3,30

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Saúde

Ações da Qualicorp disparam com interesse da Rede D’Or em elevar participação

Maior acionista da Qualicorp, com participação de 12,95%, Rede D’Or entrou com pedido de autorização no Cade para adquirir mais ações da companhia na bolsa

Exile on Wall Street

IPOs: O princípio da contraindução — voltamos a comprar powerpoints?

Podemos nos atrair por casos de crescimento. Não há o menor problema nisso. Mas que haja alguma substância. E, acima de tudo, que cometamos erros novos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies