🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
novas cobranças

União Europeia quer Brasil engajado em pauta ambiental

A Europa aposta na chegada de Portugal à presidência do conselho rotativo da União Europeia para acelerar a negociação e sensibilizar o governo brasileiro

Estadão Conteúdo
7 de fevereiro de 2021
8:04 - atualizado às 8:45
Zona do Euro - Euro, União Europeia
Imagem: shutterstock

A União Europeia (UE) deseja que o Brasil se comprometa com metas de sustentabilidade, entre elas a redução de desmatamento na Amazônia, como uma condição complementar antes de assinar o acordo de livre-comércio com o Mercosul. O bloco europeu propôs uma declaração política à parte, focada no meio ambiente e com metas e objetivos concretos, como condição para seguir com o processo de assinatura e ratificação parlamentar do tratado. Diplomatas negociam os termos do texto com autoridades do governo Bolsonaro.

A Europa aposta na chegada de Portugal à presidência do conselho rotativo da União Europeia para acelerar a negociação e sensibilizar o governo brasileiro. O país ocupa o cargo até junho. Depois, assume a Eslovênia. Por isso, a diplomacia europeia trabalha com "sentido de urgência" para obter a concordância do Itamaraty na declaração complementar.

Na minuta em discussão, o lado europeu reconhece "dificuldades" no tema sustentabilidade, mas reafirma o interesse no acordo Mercosul-UE. A assinatura do acordo só vai ocorrer depois de o conselho da UE aprovar a declaração. Após a assinatura, os parlamentos dos países-membros e o Parlamento Europeu recebem a íntegra do tratado para votação.

"Essa declaração vai servir para restabelecer a confiança dos Estados-membros no acordo", afirma Ignacio Ybáñez, embaixador da União Europeia em Brasília, para quem o fracasso da negociação "seria uma oportunidade perdida muito grande". "O governo brasileiro tem de responder, tem de trazer soluções e boas notícias no âmbito do desmatamento e da Amazônia. E eles sabem. Nas nossas conversas com o vice-presidente (Hamilton Mourão), com o ministro (Ernesto) Araújo (das Relações Exteriores) e o resto do governo todos aceitam que há essa necessidade."

A expectativa europeia é realista. Os líderes políticos não esperam que incêndios e desmatamento caiam a zero de um ano para outro, mas cobram que o governo Bolsonaro reverta a tendência de alta desde o início do mandato. "Se você olhar 2019 e 2020, os dados cada vez são piores. Precisa mudar, as medidas que o governo anunciou têm de começar a produzir resultado", diz Ybáñez. "O que estamos trabalhando com o governo brasileiro é uma declaração que coloque certos objetivos, metas que vamos estabelecer no âmbito do desmatamento. Com essa declaração queremos restabelecer a confiança da opinião pública europeia e dizer que vamos juntos com o Brasil."

'Recado'

O embaixador de Portugal, Luís Faro Ramos, pondera que, pela relação histórica com o Brasil, o País tem condições de promover o convencimento. A diplomacia europeia aposta que os portugueses podem fazer o "recado" ser mais bem compreendido do que na voz de outras nações.

No alto nível político, houve uma série de atritos desde 2019 entre o governo Bolsonaro e o governo francês de Emmanuel Macron. Os diplomatas dizem que as declarações atravessadas são mais voltadas a atender à política interna de cada país. Mas asseguram que as objeções vão além da França. "Portugal pode dizer certas coisas ao Brasil que se forem ditas por outros não serão compreendidas da mesma forma", diz Ybáñez.

Os europeus rejeitam reabrir negociação sobre os termos do acordo, fase concluída em 2019 após duas décadas de conversas em assuntos comerciais, econômicos e políticos. Mas argumentam que o Brasil precisa deixar claro a todos os países do bloco seu comprometimento com a pauta ambiental, que se converteu no principal entrave à assinatura e posterior ratificação do acordo negociado.

"Para Portugal, o acordo está bom", diz Faro Ramos. "O acordo está bem fechado. Mas falta a ratificação, um processo complexo e que exige boa vontade de todos os lados. Tem de haver um ponto de equilíbrio em que todos se reconheçam. É nisso que estamos a trabalhar."

Mudança

Em que pese a manutenção dos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, identificados com uma pauta anticlimática, os embaixadores dizem que as representações da Europa em Brasília notaram uma mudança de postura do governo Bolsonaro no ano passado. Antes "reativa", passou a ser mais "construtiva". Consideram que houve mais abertura ao diálogo e elogiam a criação do Conselho da Amazônia, chefiado pelo vice-presidente Hamilton Mourão. Para eles, pesou o fato de o Brasil ter de apresentar resultados positivos para alcançar a implementação do Acordo Mercosul-UE e atender aos requisitos para o ingresso na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe

O TAL DO HEDGE

Como o governo quer aumentar a oferta de proteção contra a queda do real para os investidores brasileiros

28 de fevereiro de 2024 - 18:22

Segundo o secretário do Tesouro, o objetivo é criar uma linha que estimule as instituições financeiras a oferecem mais produtos para proteção cambial

VEJA QUEM TEM DIREITO

Lote da “malha fina”: Receita paga amanhã restituição de Imposto de Renda para quem acertou as contas com o Fisco

28 de fevereiro de 2024 - 17:03

O valor total das restituições ultrapassa os R$ 304 milhões e será destinado a contribuintes com prioridade legal, além de quem utilizou a declaração pré-preenchida ou optou pelo depósito via Pix

CHEGOU A NOSSA VEZ?

O país do futuro: 7 razões pelas quais o BTG Pactual (BPAC11) considera que o potencial do Brasil está prestes a se realizar

28 de fevereiro de 2024 - 13:05

Há obstáculos pelo caminho, mas analistas do BTG veem o Brasil bem posicionado para aproveitar a oportunidade de chegar ao futuro

LOTERIAS

Mega-Sena acumula de novo e fortuna em jogo sobe ainda mais; Lotofácil tem 2 ganhadores em SP

28 de fevereiro de 2024 - 5:48

Lotofácil garante a alegria dos apostadores das loterias da Caixa; Mega-Sena só saiu duas vezes até agora em 2024

NOVA PLATAFORMA

Governo vai permitir que trabalhador tome empréstimo consignado sem passar pelo patrão; veja como vai funcionar o FGTS digital

27 de fevereiro de 2024 - 19:48

A nova plataforma substituirá o antigo sistema da Caixa e incluirá um rubrica para que os trabalhadores tomem crédito diretamente com os bancos

NOVA TENTATIVA

Governo não desiste de acabar com o saque-aniversário do FGTS e cogita Medida Provisória

27 de fevereiro de 2024 - 16:58

Projeto que propõe o fim do saque-aniversário do FGTS deve ir ao Congresso em março, segundo o ministro do Trabalho, Luiz Marinho

LOTERIAS

Quase um milhão dentro de outro milhão: máquina de milionários da Lotofácil começa semana ‘ligadona’; Mega-Sena oferece R$ 120 milhões hoje

27 de fevereiro de 2024 - 5:51

Lotofácil faz novo milionário em cidade de menos de 10 mil habitantes; Mega-Sena só saiu duas vezes até agora em 2024

PARTICIPAÇÃO REMOTA

Haddad testa positivo para covid-19, mas vai presidir encontro do G20 mesmo assim

26 de fevereiro de 2024 - 10:29

Ministro passa bem e participará remotamente dos principais eventos de sua agenda no encontro do G20 desta semana em São Paulo

AUTOMÓVEIS

Guia do PCD: Novo teto aumenta as ofertas de veículos com desconto para pessoas com deficiência

25 de fevereiro de 2024 - 7:14

O Seu Dinheiro preparou um guia com tudo o que você precisa saber sobre o direito às isenções de impostos na compra de carros novos

REPERCUSSÃO GERAL

Motoristas da Uber vão virar funcionários? STF julga se ação sobre vínculo de trabalho pode ter impacto em outras plataformas como Ifood

23 de fevereiro de 2024 - 19:03

A maioria dos ministros do Supremo tem atendido a pedidos de empresas para reverter decisões da Justiça do Trabalho que reconheceram vínculo de emprego

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies