Menu
2020-03-27T14:05:09-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Após liquidação extrajudicial

Coronavírus atrapalha pagamento do FGC a investidores da financeira Dacasa

Comunicado a empregados do Bradesco, banco responsável pelo pagamento, diz que pagamentos foram suspensos e que agências deveriam aguardar novas orientações

24 de março de 2020
20:13 - atualizado às 14:05
Reais
Imagem: shutterstock

O ressarcimento do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) aos investidores das Letras de Câmbio da financeira Dacasa, que entrou em liquidação extrajudicial há pouco mais de um mês, deveria ter começado nesta terça-feira (24). O banco Bradesco foi o designado para fazer os pagamentos.

No entanto, apesar de alguns relatos nas redes sociais de investidores que conseguiram efetuar o saque normalmente, um leitor do Seu Dinheiro disse não ter conseguido sacar o valor a que tinha direito.

O motivo: os pagamentos teriam sido suspensos por conta da pandemia de coronavírus. Um comunicado aos funcionários do Bradesco dava conta de que a suspensão era por prazo indeterminado e que todas as agências do banco deveriam aguardar comunicado do Bradesco Varejo com a previsão de uma nova data.

Fotografia do comunicado a funcionários do Bradesco sobre os pagamentos do FGC aos credores da financeira Dacasa.

Eu entrei em contato com o Bradesco e o FGC por meio das suas respectivas assessorias de imprensa para confirmar a informação e saber se já há novas datas marcadas.

O FGC respondeu que "A informação de suspensão de pagamentos dos créditos da Dacasa Financeira não procede. Os pagamentos seguem conforme comunicado no edital em todas as agências que estão realizando atendimento ao público." (atualizado em 26/03/2020)

Já o Bradesco respondeu, apenas no dia 27/03/2020, que "trata-se de um mal entendido. A operação está disponível na rede de agências do banco que, nesse período, funciona em horário reduzido de atendimento. O cliente pode também ligar para o telefone (11) 3543-7001 para esclarecer dúvidas."

Na página do FGC ainda consta que o prazo designado para os pagamentos ia desta terça, 24 de março, até 27 de julho. Também constam os contatos do fundo para quem tiver dúvidas a respeito, bem como a lista de agências autorizadas a fazer os ressarcimentos e de documentos que precisam ser levados.

O FGC garante investimentos em títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras como CDB, LCI, LCA e LC, além de depósitos em conta-corrente e caderneta de poupança. O fundo fica responsável por ressarcir os investidores/credores em caso de quebra da instituição financeira. O limite de ressarcimento é de R$ 250 mil por CPF, por instituição financeira.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

cara nova

Cemig deixa capital social da Light e leva R$ 1,37 bilhão

Com saída da estatal mineira, distribuidora de energia deixa de ter um controlador e passa a ser uma corporation

decisão do copom

BC deve manter Selic a 2% e pode derrubar ‘forward guidance’ nesta quarta

Retirada do instrumento pode vir acompanhada de uma sinalização de que seu fim não tem relação mecânica com o começo do ciclo de aperto monetário

Ivan Sant'Anna - SD Premium

O segundo tempo do governo Bolsonaro começou mal. O que esperar daqui para frente?

Não quero dar uma de adivinho, muito menos pretender ser o dono da verdade, mas as perspectivas para a reeleição de Jair Bolsonaro em outubro de 2022 não são muito boas, embora no momento lidere todas as pesquisas de intenção de voto

dados do ministério da saúde

Brasil tem 1,1 mil mortes por covid-19 registradas em 24 horas

Com os novos óbitos, o total de vidas perdidas para a pandemia subiu para 211.491, segundo o Ministério da Saúde

seu dinheiro na sua noite

As incertezas da vez

Não sei vocês, mas desde que a pandemia de coronavírus começou, minha vida e rotina mudaram tanto, que tem estado difícil fazer planos para o futuro e ter boas perspectivas, do ponto de vista pessoal e social. Entrei no modo “um dia de cada vez”, já que ainda não temos uma data certa de quando […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies