Menu
2020-01-16T07:17:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
hora do adeus

Diretor-geral da ANP diz que deixará mandato antes do fim

Décio Oddone disse que deixa cargo porque nova regulação do setor demanda nova diretoria; mais dois diretores deverão também sair da ANP

16 de janeiro de 2020
7:17
tmazs_abr_0111191588
O diretor-geral da ANP, Décio Oddone. - Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Décio Oddone, entregou carta ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informando que vai deixar o cargo antecipadamente. O seu mandato se encerraria em dezembro deste ano. Mas ele vai permanecer apenas até o nome do seu substituto ser aprovado.

Ele disse que pretende permanecer no cargo apenas o tempo suficiente para a aprovação de seu substituto. Oddone assumiu a diretoria-geral da ANP em 2016, quando o setor de petróleo enfrentava uma grave crise.

A decisão foi tomada para que a agência não fique muito tempo sem diretor-geral. O cargo é indicado pelo presidente da República e o nome tem que ser aprovado pelo Senado Federal que estará de recesso no período, retornando somente em fevereiro, quando vai parar novamente para o carnaval. Mais dois diretores deverão também sair da ANP até o fim do ano: Felipe Kury e Aurélio César Nogueira Amaral.

Retomada

Na carta, Oddone salientou que os leilões efetuados no país representaram um marco para a retomada da indústria de petróleo e gás no Brasil, que agora muda de patamar.

“Com medidas como as rodadas, a oferta permanente, o estímulo à venda dos campos maduros e os estudos para o aproveitamento dos recursos além das 200 milhas, o Brasil voltou ao cenário internacional do petróleo. E retornou em grande estilo. Em menos de dez anos deverá estar entre os cinco maiores produtores e exportadores do mundo”, disse Oddone.

Ele atribuiu a reversão da crise às medidas adotadas sob a orientação do Conselho Nacional de Política Energética(CNPE).

Segundo Oddone, o Brasil caminha para a criação de um mercado aberto, dinâmico e competitivo nos setores de abastecimento e gás natural, com o fim do monopólio no refino e desconcentração no mercado de gás.

Os preços dos combustíveis são divulgados de forma transparente para os consumidores e a qualidade da gasolina se equipara a padrões internacionais, disse o diretor-geral da ANP.

Segundo ele, essas mudanças vão retornar para a sociedade na forma de “investimentos, acesso a combustíveis mais limpos, empregos, renda, arrecadação e preços justos e transparentes”.

Modernização

Oddone disse que a ANP está em processo de “modernização, simplificação, agilização e aumento da transparência”, com o orçamento sendo descentralizado. Competitividade, transparência nos preços e regularidade fiscal passaram a fazer parte da agenda e a desvinculação das áreas técnicas está sob avaliação.

O diretor-geral informou que, com a nova fase que se inicia, é hora de compor a diretoria colegiada que deverá aprovar as alterações regulatórias que vão sustentar as transformações do setor de petróleo e gás. Ele acrescentou que os vários desafios demandam profissionais com características distintas.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

DE OLHO NA VALE

Vale paga multas ao governo mineiro, mas questiona cobranças do Ibama

De acordo com dados da Semad, foram aplicados até o momento 11 autos de infração em decorrência do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

ACORDOS

Bolsonaro assina 15 acordos com a Índia e fala que comércio poderá superar US$ 50 bilhões até 2022

O principal acordo assinado é o de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), segundo o jornal Folha de S.Paulo

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements