Menu
2020-01-11T09:19:59-03:00
Em ano de eleição...

Bolsonaro indica aprovar fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Presidente também lançou uma campanha para que a população não vote em candidatos que usem dinheiro público em suas campanhas

11 de janeiro de 2020
9:14 - atualizado às 9:19
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou nesta sexta-feira, 10, que vai sancionar o projeto de lei aprovado pelo Congresso em dezembro, que destina R$ 2 bilhões para o Fundo Eleitoral. Pressionado por manifestantes que gritavam contra o "fundão", Bolsonaro lançou uma campanha para que a população não vote em candidatos que usem dinheiro público em suas campanhas.

"Eu tenho um momento difícil pela frente que são os R$ 2 bilhões do fundão. Eu lanço a campanha aqui: não vote em parlamentar que usa o fundão", disse o presidente durante inauguração do novo pronto-socorro da Santa Casa de Misericórdia de Santos, no litoral paulista. O presidente tem sido pressionado por seus apoiadores desde que o projeto de lei chegou às suas mãos para ser sancionado. O valor de R$ 2 bilhões foi negociado pelo governo com o Congresso.

Bolsonaro voltou a usar a Lei do Impeachment, de 1950, para justificar uma decisão que vai de encontro ao seu discurso de campanha e à vontade de seus eleitores. "A senha está dada. O fundão é uma lei que nasceu em 2017 e eu tenho que cumpri-la. Se não o fizer estarei ferindo o artigo 87 da Constituição e a Lei do Impeachment, de 1950, e eu não vou dar esse mole para a oposição", justificou.

Bolsonaro deu a entender que os atuais detentores de mandato devem usar de seus cargos para conseguir votos. "O parlamentar que já tem mandato, o prefeito, ele tem o momento para se fazer presente junto à população de modo que não precise de dinheiro para a sua reeleição ou até eleição", disse.

O fundo eleitoral é abastecido com dinheiro do Tesouro Nacional e se destina ao financiamento das campanhas políticas. Ele foi criado em 2017 para compensar as perdas impostas por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, dois anos antes, proibiu as doações de pessoas jurídicas para as campanhas eleitorais.

A distribuição da verba para candidatos fica a critério das cúpulas partidárias, que, em geral, privilegiam políticos com mandato. O valor de R$ 2 bilhões foi aprovado pelo Congresso em dezembro. Bolsonaro pode sancionar ou vetar o valor. Existe, ainda, o Fundo Partidário, que banca atividades do dia a dia das legendas.

Bolsonaro interrompeu suas férias no Guarujá para participar da inauguração do novo Pronto-Socorro da Santa Casa de Santos. Bolsonaro e o provedor da Santa Casa deram informações divergentes ao falar do papel do governo federal na obra. "A participação minha aqui foi mínima. Nós, ao fazermos a economia bem andar, liberamos todas as emendas parlamentares. O senhor me disse que parte ou grande parte destes recursos veio destas emendas", disse Bolsonaro ao provedor da Santa Casa, Ariovaldo Feliciano.

Minutos antes Feliciano, ao lado do presidente, disse que a obra foi totalmente bancada com recursos do hospital, sem dinheiro da União nem de emendas parlamentares. Naquele momento Bolsonaro prestava atenção nos manifestantes que o chamavam de "mito".

Bolsonaro foi à inauguração acompanhado pelo presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, coordenador estadual do Aliança Pelo Brasil, partido que o presidente tenta criar desde que deixou o PSL.

Em frente à Santa Casa, um homem foi detido pela Policia Militar enquanto se manifestava com uma Constituição nas mãos. Pouco antes, o homem havia sido expulso do local com violência por um grupo que carregava faixa e usava camisetas da Aliança.

No final do discurso, Bolsonaro, que costuma dispensar um tratamento agressivo aos jornalistas que cobrem o governo, fez um elogio à imprensa. "Um grande abraço à minha querida imprensa brasileira. Eu quero uma imprensa livre que transporte a verdade aos quatro cantos do Brasil. Eu reconheço o papel de vocês. Quero que a imprensa se recupere cada vez mais e apresente verdades ao nosso povo", afirmou. Seus apoiadores reagiram com palavrões e ofensas aos jornalistas que cobriam o evento.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ministro fala

Medidas contra coronavírus vão injetar R$ 750 bilhões em 3 meses, diz Paulo Guedes

Guedes afirmou que o rumor sobre uma eventual saída do governo é “conversa fiada total” e que a conta das medidas de estímulo não será paga pelas futuras gerações

fala, governo

É errado comparar medidas do governo Bolsonaro com pacote trilionário de Trump, diz secretário do Tesouro

Segundo Mansueto, diferentemente dos Estados Unidos, o Brasil tem uma rede de assistência social bastante robusta e comparável a países europeus com alto grau de bem-estar social

dados oficiais

Brasil tem 111 mortes e 3.904 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Perspectiva para o próximo mês é de que a epidemia aumente no Brasil, uma vez que o país está no início da curva de crescimento

crise do coronavírus

Vamos lidar com a dor econômica para minimizar a dor da doença e da morte, diz Bill Gates

Fundador da Microsoft diz que não dá para pensar em um meio termo entre isolamento e atividade econômica

efeitos da pandemia

Agronegócio registra perdas e descartes de produtos por conta do coronavírus

Segundo documento, exportadores de frutas relatam uma suspensão drástica das vendas por via aérea, já que as exportações eram feitas basicamente em porões de voos de passageiro

do otimismo ao pessimismo

XP prevê queda de quase 2% do PIB brasileiro em 2020

Análise reconhece que existe “um alto grau de incerteza” nas estimativas citadas no documento, dada a complexidade da crise atual

o melhor do seu dinheiro

MAIS LIDAS: Quem ficou na renda fixa também perdeu dinheiro com o coronavírus

Nesses dias de confinamento, tenho feito muitas chamadas telefônicas e em vídeo com amigos e familiares. As conversas vão de dicas do que fazer trancado em casa, preocupações sanitárias, avaliação política e, claro, a situação da economia e da bolsa de valores.  Um amigo me disse estar aliviado porque não investiu em ações. Antes de o […]

entrevista magazine luiza

‘Tenho feito pedidos para que não demitam’, diz Luiza Trajano

Em entrevista, presidente do conselho de administração do Maganize Luiza diz que vê empresários em pânico, mas que acredita no potencial de reinvenção diante da crise

repercussão

OAB leva campanha de Bolsonaro ao TCU e pede suspensão de contrato publicitário

Entidade pede que, durante a apuração, o TCU suspenda o contrato de R$ 4,8 milhões da Secom com uma agência de publicidade, sem licitação, formalizado esta semana

nos bastidores

Contrato suspenso terá porcentual de seguro-desemprego

Governo decidiu assegurar 100% da parcela do seguro-desemprego para os trabalhadores que forem afetados por essa interrupção

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements