Menu
2020-08-12T15:35:51-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
2,4 milhões de clientes

XP registra lucro líquido ajustado de R$ 565 milhões no 2º tri, salto de quase 150% em um ano

Número de clientes ativos avançou 81% na comparação com o segundo trimestre de 2019. Varejo representou 72% das receitas totais da XP no período, o equivalente a R$ 1,475 bilhão

11 de agosto de 2020
18:10 - atualizado às 15:35
XP Investimentos Dólar
Imagem: Montagem / Andrei Morais

A XP Inc. informou nesta terça-feira (11) que obteve um lucro líquido ajustado de R$ 565 milhões no segundo trimestre de 2020, uma alta de 148% em relação a igual período do ano passado, quando o lucro foi de R$ 228 milhões.

O lucro da corretora avançou 36% frente ao primeiro trimestre, quando ficou em R$ 415 milhões.

A margem líquida ajustada, por sua vez, ficou em 29,4% contra 19,9% há um ano — a do primeiro trimestre foi de 23,9%.

O Ebitda ajustado da empresa foi de R$ 601 milhões no período, alta de 87% na base anual, quando ficou em R$ 322 milhões, e de 22% na trimestral, quando ficou em R$ 495 milhões.

A receita líquida alcançou R$ 1,9 bilhões de abril a junho, alta de 68% na base anual de comparação. Em relação ao trimestre inicial do ano, a receita subiu 11%.

O varejo representou 72% das receitas totais da XP no período, o equivalente a R$ 1,475 bilhão, enquanto os investidores institucionais responderam por 16%. As receita com serviços e conteúdo digital foram 3% e 2% do total, respectivamente.

O total de clientes ativos chegou a 2,36 milhões, uma alta de 81% na comparação com o mesmo trimestre de 2019 e de 16% sobre os primeiros três meses de 2020, disse a XP.

A corretora disse que houve modesto declínio na média mensal líquida da adição de clientes ativos, de 112 mil no primeiro trimestre para 107 mil no segundo, na esteira do isolamento social e na diminuição de encontros.

"As tendências, no entanto, melhoraram em maio e principalmente em junho e estamos confiantes em relação à segunda metade do ano", diz a empresa.

O total de ativos sob custódia da XP subiu 59% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado e 19% na comparação trimestre contra trimestre, atingindo R$ 436 bilhões.

Caixa

O fluxo de caixa ajustado usado em atividades operacionais subiu a R$ 1,38 bilhão no segundo trimestre, frente aos R$ 392 milhões do mesmo trimestre de 2019 e os R$ 398 milhões do primeiro trimestre do ano.

O fluxo de caixa líquido utilizado nas atividades de investimento aumentou para R$ 37 milhões, se comparado aos R$ 31 milhões do mesmo trimestre de 2019, mas caiu de R$ 41 milhões no trimestre inicial de 2020.

Reação tímida

As ações da XP negociadas na Nasdaq tiveram uma leve reação ao balanço. No after-market, os papéis sobem timidamente, 0,11%, para US$ 47,40. Confira como ficaram os mercados hoje.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Que modorra!

Bolsa passa por correção, mas zera perdas na reta final do pregão; dólar retoma alta

Principal índice de ações da B3 passou por correção e ignorou durante a maior parte do dia o impulso do setor de tecnologia à bolsa de Nova York

setor público

Reforma administrativa economiza R$ 400 bi até 2034, aponta estudo

Mesmo restringido a reforma apenas a novos servidores, o setor público poderia economizar pelo menos R$ 24,1 bilhões em 2024 com a aprovação das mudanças no seu RH, liberando o governo para investir mais em saúde, educação e segurança pública, segundo centro de estudos

retomada em pauta

Recuperação está longe de concluída, diz presidente do Fed do Kansas

Esther George fez a declaração durante discurso sobre os bancos comunitários, no qual enfatizou o papel destes para dar estabilidade na crise e apoiar a recuperação

EXILE ON WALL STREET

Bife ancho on sale!

Um país com a trajetória fiscal em xeque mais todas as idiossincrasias tupiniquins deveria ser motivo mais do que suficiente para que todo investidor buscasse diversificação no exterior

inteligência artificial

Elon Musk critica anúncio da Microsoft e expõe insatisfação com projeto de IA

Empresa terá licença exclusiva para o GTP-3, modelo de linguagem de inteligência artificial criado pela OpenAI – iniciativa fundada sem o propósito lucrativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements