Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-27T18:36:45-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Corrida pela vacina

Moderna recebe financiamento para a fase final de testes da vacina contra covid-19 e ações disparam

Ações da Moderna dispararam quase 10% com a notícia. Desde o início do ano, papéis da farmacêutica na Nasdaq subiram mais de 300%

27 de julho de 2020
10:37 - atualizado às 18:36
Moderna
Moderna - Imagem: Shutterstock

A corrida pela vacina contra o coronavírus segue movimentando os noticiários e as bolsas de valores globais. Nesta segunda-feira, o anúncio do avanço das pesquisas da Moderna, empresa americana de biotecnologia, mexe com os mercados. As novidades fizeram as ações da companhia saltarem mais de 11% no pré-mercado americano.

Durante o fim de semana, a Moderna informou que recebeu cerca de US$ 472 milhões de dólares adicionais para financiamento das fases finais da pesquisa. O dinheiro é fruto de um acordo da companhia com a BARDA, entidade do governo americano responsável pelo desenvolvimento de soluções médicas e que atua como intermediária entre o governo e as empresas de biomedicina. A empresa já havia recebido US$ 483 milhões anteriormente.

Segundo a Moderna, o financiamento possibilita a expansão das fases finais de testes, incluindo o estudo da vacina mRNA, a candidata da companhia para o combate ao coronavírus. Nesta segunda-feira (27), a companhia inicia oficialmente a sua terceira fase dos testes clínicos.

Em comunicado, a empresa afirmou que espera produzir 500 milhões de doses da vacina contra o coronavírus por ano, começando a produção em 2021.

As ações da Moderna fecharam em alta de 9,15% na Nasdaq, em Nova York, a US$ 79,91. Desde o começo do ano, os papéis da empresa de biotecnologia já se valorizaram mais de 300%.

A corrida por uma vacina eficaz contra o coronavírus tem movimentado os cadernos de Ciência e os de Economia nos últimos meses. Com a pandemia da covid-19 longe de estar 100% controlada, os avanços nos estudos que buscam imunizar a população contra o vírus mexem com as bolsas de valores globais, já que uma vacina bem-sucedida pode evitar novas medidas restritivas de isolamento social e facilitar a retomada econômica.

Na semana passada a Pfizer, em parceria com a BioNTech anunciou resultados positivos. A pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, com participação da AstraZeneca, também publicou avanços animadores.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

PROVENTO EM DÓLAR

Aura Minerals (AURA33) anuncia dividendos e programa de recompra de BDRs — veja o que muda para os acionistas

O pagamento chegará bem a tempo para o Natal dos investidores nacionais, mas para ter direito é preciso possuir os ativos em 9 de dezembro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa perto de perder os 100 mil pontos, Petrobras na mira de Paulo Guedes e outros destaques do dia

A dinâmica dos mercados globais nos últimos dias lembra muito os primeiros momentos de incerteza que marcaram o início da pandemia do coronavírus, no início de 2020. A covid-19 não é mais uma doença desconhecida e as vacinas já estão disponíveis no mercado, mas a desigualdade na distribuição de imunizantes e a recusa de muitos […]

FECHAMENTO DO DIA

Racha no Senado e chegada de ômicron aos Estados Unidos levam o Ibovespa a renovar as mínimas do ano (mais uma vez); dólar sobe

Embora o dia tenha começado positivo para o Ibovespa e as demais bolsas globais, a variante ômicron e a dificuldade de aprovar a PEC dos precatórios azedaram os negócios

CRYPTO NEWS

Aprenda com o bitcoin: não perca o timing com a próxima promessa cripto

O mercado de criptomoedas tem colocado alguns sorrisos nos rostos de quem vem investindo nessa classe de ativos

RECEITAS EM ALTA

Acredite se quiser! Governo pode ter primeiro superávit primário desde 2013 ainda neste ano

A notícia surpreende num momento em que um dos maiores temores do mercado financeiro é justamente o descontrole das contas públicas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies