Menu
2020-12-11T17:00:10-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
dúvidas

Ultrapar quer expandir atividades da Ipiranga, mas BTG Pactual é cético

Analistas avaliam que estratégia prevista para 2021 vai novamente sacrificar ganhos de participação de mercado

11 de dezembro de 2020
12:01 - atualizado às 17:00
Posto Ipiranga
Imagem: Shutterstock

A Ultrapar (UGPA3) pretende investir R$ 1,9 bilhão em 2021, destinando a maior parte dos recursos para expandir suas atividades, mas o BTG Pactual avalia que a estratégia apresentada pouco fará para aumentar a participação de mercado da Ipiranga.

A empresa anunciou na quinta-feira (10) à noite que vai investir R$ 791 milhões em sua rede de postos de combustíveis, sendo que R$ 376 milhões serão destinados à expansão e R$ 416 milhões para manutenção e outras atividades. Os investimentos se concentrarão em três questões:

  • no fortalecimento da infraestrutura logística, com a construção das bases de distribuição em Belém (PA), Cabedelo (PB), Vitória (ES) – concessões obtidas em 2019 – e Fortaleza (CE);
  • no crescimento da rede de postos, por meio da adição de postos com maior galonagem, priorizando o volume vendido, e;
  • na expansão das operações próprias e novas franquias da loja de conveniência AmPm.

Valor sobre crescimento novamente

O relatório assinado pelos analistas Thiago Duarte e Pedro Soares começa dizendo que o investimento de R$ 1,9 bilhão previsto para 2021 veio dentro do esperado, mas a distribuição dos recursos entre as diferentes unidades é bem diferente do que imaginavam.

No caso da Ipiranga, os aportes são 22% menores que o projetado por eles e 9% inferiores ao divulgado inicialmente pela própria Ultrapar para 2020.

Embora considerem positiva a intenção de priorizar postos com maior galonagem, considerando que aumentar margens dentro do atual cenário competitivo não será fácil, os analistas avaliam que a estratégia vai novamente sacrificar o crescimento da participação de mercado da Ipiranga, uma vez que a Ultrapar não está indicando que vai aumentar a quantidade de postos de gasolina.

“Também notamos que a projeção de investimentos exclui potenciais aquisições, como refinarias”, diz trecho do relatório.

A falta de crescimento das operações e a intensa competição no mercado de combustíveis podem resultar em uma desvalorização das ações da Ultrapar, dizem os analistas. Elas próprios recomendaram a compra dos papéis em maio, por serem um veículo de proteção contra os efeitos da pandemia de covid-19, já que a empresa registra resultados bons e previsíveis.

Agora, eles avaliam que dificilmente os resultados da Ultrapar surpreenderão o mercado e que os papéis possuem pouco potencial de alta. “Nós estamos colocando nossas estimativas sob revisão e planejamos atualizá-las em breve”, diz trecho do relatório.

Por enquanto, o BTG Pactual recomenda a compra das ações, com preço-alvo de R$ 21,00.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies