Menu
2020-11-11T18:27:58-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Mais uma estreia

Rede de clínicas de depilação Espaçolaser entra com pedido de IPO na CVM

A empresa pretende fazer uma oferta pública primária e secundária de ações ordinárias; recursos serão usados para aquisições

11 de novembro de 2020
9:56 - atualizado às 18:27
Depilação a laser
Imagem: Shutterstock

A Espaçolaser, maior rede de clínicas de depilação do país, entrou com pedido de IPO (oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última terça-feira (10).

Especializada em depilação definitiva a laser, a empresa pretende fazer uma oferta pública primária (em que os recursos captados vão para o caixa da companhia) e secundária (em que os recursos captados vão para o bolso dos acionistas vendedores) de ações ordinárias.

Segundo apurou o site Brazil Journal, que antecipou a informação no último sábado (07), a Espaçolaser pretende levantar R$ 2 bilhões na oferta. A empresa tem a apresentadora Xuxa Meneghel como garota-propaganda e acionista.

Os recursos captados pela oferta primária serão destinados a iniciativas de expansão, como aquisições de franqueados e sociedades controladas.

Os acionistas vendedores na oferta secundária serão o fundo Magnólia FIP, a SMZXP Participações, além dos três sócios-fundadores, Ygor Alessandro de Moura, Paulo José Iasz de Morais e Tito Virgílio Augusto Veiga Pinto.

A oferta será coordenada pelo Itaú BBA (Coordenador-Líder), o banco Santander e o Goldman Sachs.

Fundada em 2002 pelo dermatologista Ygor Moura, a Espaçolaser conta com 550 lojas de depilação definitiva a laser, e é sete vezes maior que a segunda maior rede, a Via Laser.

Segundo o prospecto preliminar da oferta, as vendas da empresa e seu Ebitda Ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) apresentaram crescimento anual composto (CAGR) de 50% e 72%, respectivamente, no período de 2017 e 2019, mantendo uma margem Ebitda Ajustado na faixa de 30% em todos os anos. Já o fluxo de caixa operacional apresentou um CAGR de 80% no período.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Análise

Como ficam as peças do xadrez da política após as eleições municipais

A eleição marcou a conquista de peças importantes, vitórias que serviram apenas para demarcar território e derrotas claras. Mas houve também avanços importantes mesmo de quem perdeu nas urnas

Barroso cita Shakespeare ao falar sobre 2º turno: “vai bem quando tudo acaba bem”

Barroso disse que o TSE conseguiu “neutralizar” as tentativas de cancelamento das eleições por causa da covid-19, o que, segundo o ministro, teria impactos negativos para a democracia

Eleições 2020

Doria comemora vitória de Bruno Covas com recado a Bolsonaro

Na visão do governador, o PSDB foi o grande vencedor destas eleições no Estado de São Paulo, sabe conjugar união e não foi negacionista no combate à pandemia

eleição em sp

‘Não foi nesta eleição, mas a gente vai ganhar’, diz Boulos

O psolista, que recebeu 40,62% dos votos na cidade de São Paulo, termina a eleição como um dos principais nomes do campo progressista

termômetro online

Covas cresce em buscas no Google, mas Boulos lidera ranking

Candidato do PSOL foi o mais buscado nacionalmente entre os 34 candidatos de capitais brasileiras concorrendo neste domingo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies