Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-08T18:05:29-03:00
Estadão Conteúdo
Em meio à pandemia

Petrobras reduzirá em 15% gastos corporativos e em 10% custos gerais em 2020

Petrobras informou nesta sexta-feira, 8, que vai reduzir em 15% os gastos corporativos (custos e despesas, excluindo-se matéria-prima) e em 10% os custos de forma geral, como forma de enfrentar as adversidades do setor de petróleo trazida pela pandemia do novo coronavírus (covid-19)

8 de maio de 2020
18:05
Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro
Imagem: Shutterstock

A Petrobras informou nesta sexta-feira, 8, que vai reduzir em 15% os gastos corporativos (custos e despesas, excluindo-se matéria-prima) e em 10% os custos de forma geral, como forma de enfrentar as adversidades do setor de petróleo trazida pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A medida faz parte de cinco pontos estratégicos divulgados pela companhia para enfrentar a crise, que inclui ainda o foco no aumento de retornos da base de ativos, priorizando o pré-sal; redução do endividamento, do custo de capital e aumento da resiliência; gestão do portfólio viabilizando grandes investimentos; e manutenção de estratégia de longo prazo para geração de valor.

"Reduzir nossas despesas corporativas já era uma meta que estávamos perseguindo. O programa de desligamento voluntário, os cortes de despesas, como publicidade e patrocínio, e a otimização do uso de prédios administrativos são algumas iniciativas em andamento que já contribuíram para a redução de custos em 2019", disse a empresa em nota nesta sexta-feira.

Em comparação com outras petroleiras, a Petrobras informou que tem o maior endividamento e também o maior gasto com vendas, despesa gerais e administrativas (SG&A, na sigla em inglês).

Segundo a estatal, na relação SG&A sobre a receita somada dos segmentos, tem o maior índice, de 4,8%, segundo dados de 2019, enquanto a segunda colocada, BP, registra 3,6%. A melhor performance nesse indicador é da Equinor, segundo a Petrobras, com 0,9%.

"Ajustamos nossa produção hibernando algumas plataformas que não apresentam condições econômicas para operar com preços baixos de petróleo e são ativos em processos de venda, postergamos pagamento de dividendos e de remuneração variável referente à 2019, estamos renegociando grandes contratos com fornecedores e ajustando a remuneração por funções gratificadas de nossos gestores", informou a companhia sobre a busca por uma melhor performance.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies