Menu
2020-10-09T07:20:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
LEVANTANDO RECURSOS

Natura pretende levantar R$ 5,6 bilhões com oferta de ações

Preço por ação foi estabelecido em R$ 46,25; operação vai ser realizada no Brasil e no exterior

9 de outubro de 2020
7:20
natura
Imagem: Divulgação

A Natura informou na madrugada desta sexta-feira (9) que fixou em R$ 46,25 o valor por unidade da oferta primária de 121,4 milhões de ações ordinárias anunciada em 1º de outubro. Com isto, a expectativa é de uma arrecadação total de R$ 5,6 bilhões.

O preço por ação foi estabelecido durante o processo de coleta de demanda com investidores, conhecido como bookbuilding. A operação vai ser realizada no Brasil e no exterior sob a forma de recibos de ações negociados nos Estados Unidos, os chamados ADRs.

O montante total ficou abaixo do estimado quando a oferta foi anunciada. A expectativa na ocasião era que a Natura &Co. – como ela é formalmente conhecida desde que comprou a Avon – levantasse R$ 6,2 bilhões, considerando a cotação de 30 de setembro, de R$ 51,13.

Segundo o cronograma estabelecido pela companhia, as novas ações devem começar a ser negociadas em 13 de outubro na B3. A oferta será coordenada pelos bancos Bank of America, Bradesco BBI, Citi e Itaú BBA.

O objetivo da operação é acelerar o crescimento nos próximos três anos, com investimentos na integração e recuperação da Avon, na digitalização das vendas, na expansão de suas atividades pelo mundo e no “Programa Carbono Zero”, que visa utilizar matéria-prima e embalagens mais sustentáveis e desenvolver uma força de trabalho mais diversa e inclusiva.

Outra parte dos recursos será destinada à redução do endividamento em dólar, para reduzir os efeitos da volatilidade da taxa de câmbio e dos altos custos com juros, bem como eliminar certas obrigações contratuais consideradas restritivas.

Desde que incorporou a Avon e passou a se chamar Natura & Co., esta é a primeira vez que a empresa realizará uma oferta de ações para se capitalizar. Ela já fez outras três vendas públicas de papéis, todas para fazer mudanças na composição acionária.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies