Menu
2020-10-02T14:42:49-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
OFERTA NA BOLSA

Natura anuncia oferta global de ações de R$ 6,2 bilhões

Empresa quer levantar recursos para acelerar o crescimento nos próximos três anos e reduzir o endividamento em dólar

1 de outubro de 2020
7:09 - atualizado às 14:42
Fachada de uma loja da Natura
Imagem: Divulgação

Visando acelerar o crescimento e reduzir sua dívida, a Natura anunciou na noite de quarta-feira (1º) o lançamento de uma oferta global de ações no montante de R$ 6,2 bilhões.

Formalmente chamada Natura & Co. desde que comprou a Avon, no ano passado, a empresa informou que vai realizar uma distribuição primária de 121,4 milhões novas ações.

O valor de R$ 6,2 bilhões foi calculado a partir da cotação em que os papéis fecharam ontem, de R$ 51,13. O preço final está previsto para ser divulgado em 8 de outubro e as ações devem começar a ser negociadas no mercado no dia 13 de outubro.

A oferta será coordenada pelos bancos Bank of America, Bradesco BBI, Citi e Itaú BBA.

Os recursos levantados serão utilizados para acelerar o crescimento nos próximos três anos, com investimentos na integração e recuperação da Avon, na digitalização das vendas, na expansão de suas atividades pelo mundo e no “Programa Carbono Zero”, que visa utilizar matéria-prima e embalagens mais sustentáveis e desenvolver uma força de trabalho mais diversa e inclusiva.

Outra parte dos recursos será destinada à redução do endividamento em dólar, para reduzir os efeitos da volatilidade da taxa de câmbio e dos altos custos com juros, bem como eliminar certas obrigações contratuais consideradas restritivas.

Desde que incorporou a Avon e passou a se chamar Natura & Co., esta é a primeira vez que a empresa realizará uma oferta de ações para se capitalizar. Ela já fez outras três vendas públicas de papéis, todas para fazer mudanças na composição acionária.

Projeções

Em comunicado separado, a Natura também apresentou estimativas não auditadas para a receita líquida do terceiro trimestre.

Ela informou que a receita no período deve crescer entre 25% e 30%, na comparação com o mesmo período de 2019, após considerado o efeito da aquisição da Avon. Isto representa um valor entre R$ 9,9 bilhões e R$ 10,3 bilhões.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

o melhor do seu dinheiro

Efeito Lula livre na bolsa – 2022 já começou?

No Brasil morre-se de tudo – inclusive morre-se muito de covid -, mas não se morre de tédio. Os mercados locais começaram o dia castigados pelos temores dos investidores em relação ao avanço da pandemia no país, hoje no seu pior momento. Como se todas as incertezas em relação ao combate ao coronavírus por aqui […]

balanço 4º tri

Magazine Luiza vê lucro ir a R$ 219 milhões no 4º tri e supera expectativas do mercado

A varejista Magazine Luiza encerrou o quarto trimestre de 2020 superando as expectativas do mercado. A companhia divulgou na noite desta segunda-feira (08) o seu resultado trimestral, com umacom alta de 30,6% no lucro líquido, para R$ 219,5 milhões. No acumulado do ano passado, o resultado encolheu 57,5%, para R$ 391,7 milhões. No critério “ajustado”, […]

Desidratação à vista?

Bolsonaro: Lira e relator vão discutir PEC Emergencial, podem criar PEC paralela

Na entrevista, Bolsonaro afirmou que a PEC deve ser votada pela Câmara na quarta-feira, 10. De acordo com ele, ao votar a medida, os deputados federais darão o sinal verde para retomada do auxílio emergencial em cinco dias

Fechamento do dia

São tantas emoções! ‘Efeito Lula’ aprofunda incertezas locais e faz Ibovespa cair 4%; dólar fecha a R$ 5,77

Mercado doméstico já operava em queda firme antes da decisão do ministro Fachin; aumento das incertezas pesou sobre bolsa, dólar e juros

REVIRAVOLTA

Ibovespa recua 3% e dólar vai a R$ 5,78 após STF anular condenações de Lula na Lava Jato

Diante de um cenário já negativo, a decisão aumenta o nível de incertezas domésticas, segundo analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies