Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-21T21:06:24-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Balanço trimestral

Lojas Renner vê lucro despencar 94% para R$ 10 milhões em meio à pandemia

Balanço reflete menor resultado de produtos financeiros, gerado por elevado nível de provisionamento da carteira; em meio à crise do coronavírus, a companhia disse que reforçou a sua posição de caixa

21 de maio de 2020
20:12 - atualizado às 21:06
Lojas Renner
Fachada da Lojas Renner, em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

A Lojas Renner anunciou que obteve lucro líquido de R$ 10,4 milhões no 1º trimestre de 2020, um tombo 93,6% em comparação ao desempenho do mesmo período do ano passado. A margem foi de 9,8% para 0,7% na base anual.

De acordo com a empresa, os números foram influenciados pelo menor Ebitda total gerado no período, assim como do crescimento das despesas com depreciações, reflexo dos ativos fixos e investimentos realizados em períodos anteriores.

Enquanto isso, o Ebitda total ajustado chegou a R$ 110,9 milhões. Desta forma, houve uma redução de 65% da geração de Ebitda em relação ao trimestre inicial do ano passado. A margem Ebitda total ajustada caiu de 19,2% para 7,2%, na base anual.

A performance, diz a Lojas Renner, deveu-se ao menor resultado operacional de varejo. O Ebitda de varejo apresentou redução de 58,7%, com margem de 5,8%, consequência de menores vendas.

Além disso, houve a diminuição do resultado de produtos financeiros. O resultado foi de R$ 20,7 milhões, menor que os R$ 97,7 milhões do primeiro trimestre de 2019.

Este resultado se deveu, segundo a empresa, aos elevados níveis de provisionamento da carteira, com aumento importante do nível de cobertura.

Receita de vendas

A receita líquida das vendas de mercadorias e vendas das mesmas lojas da Lojas Renner foi de R$ 1,55 bilhão nos três primeiros meses do ano, marcando queda de 6,1% frente ao aferido no trimestre inicial do último ano.

A Lojas Renner informou que havia bom ritmo de vendas em suas lojas até meados de março. Houve, no entanto, um impacto advindo do fechamento temporário de 100% das lojas físicas a partir da segunda quinzena do mês, dadas as medidas de isolamento social.

"As vendas através de Canais Digitais, por sua vez, continuaram apresentando bom ritmo de crescimento, com aumento de 32,9% versus o 1T19", diz a companhia.

Endividamento e caixa

O endividamento líquido da empresa, por sua vez, foi de R$ 768,2 milhões no primeiro trimestre do ano, leve aumento em comparação a igual período de 2019, quando somou R$ 748,7 milhões. Na base anual, a relação dívida líquida/Ebitda passou de 0,41 para 0,43.

Em meio à crise do coronavírus, a companhia disse que reforçou a sua posição de caixa captando recursos em março no montante de R$ 830 milhões.

"Adicionalmente, foram realizadas duas emissões de debêntures nos meses de abril e maio, totalizando R$ 1 bilhão e que impactarão o caixa ao final do 2T20", disse a Lojas Renner.

O fluxo de caixa livre ficou negativo em R$ 373,5 milhões no trimestre, em alta de 152,5% na comparação ano a ano.

A redução nageração de fluxo de caixa livre deveu-se à menor geração operacional de caixa, apesar da menor necessidade de capital de giro em razão da redução no contas a receber —consequência das menores vendas realizadas a partir da segunda quinzena de março.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa fecha semana no azul, Nubank valendo bilhões a menos e primeiro ETF cripto dos EUA: veja as principais notícias desta sexta

Em uma limousine brilhante, o Ibovespa chegou atrasado para a festa das bolsas globais — mas chegou.  Os balanços das empresas europeias e americanas abriram as portas do salão de baile: com o bom resultado das companhias, dados mistos da economia e um desenho mais nítido da retirada de estímulos monetários, Wall Street brilhou.  O […]

CRIPTOMOEDAS

Quais as dificuldades na regulamentação do Bitcoin e demais criptomoedas?

Analista de criptomoedas, Valter Rebêlo, comenta sobre o processo de regulamentação das criptomoedas ao redor do mundo

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tira uma lasquinha da festa das bolsas globais e sobe mais de 1% na semana; dólar recua após atuações do BC

Com uma bolsa descontada após as turbulências recentes, o Ibovespa tinha tudo para chegar cedo nessa festa, mas foi preciso que o Banco Central assumisse a condução para que a B3 tivesse uma chance.

ALGUNS BILHÕES A MENOS

Nubank prepara IPO com listagem na Nasdaq e na B3 até o fim deste ano, mas deve baixar a pedida no valuation

Meses atrás, a startup buscava ir a mercado avaliada em cerca de US$ 100 bilhões; veja o novo valor de mercado segundo o Broadcast

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies