Menu
2020-10-28T17:28:22-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
REPERCUSSÃO

Resultado da Localiza é elogiado por analistas, com direito a elevação de preço-alvo

Locadora de veículos bate recordes de lucro, receita e Ebitda no terceiro trimestre, criando expectativas para os próximos trimestres

28 de outubro de 2020
12:38 - atualizado às 17:28
Localiza
Loja da Localiza - Imagem: Divulgação

Como era de se esperar, os resultados da locadora de veículos Localiza (RENT3) no terceiro trimestre arrancaram elogios da maioria dos analistas que acompanham a companhia.

Também pudera, todas as principais linhas do balanço – lucro líquido, receita líquida e lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) – bateram os recordes históricos.

Mesmo não conseguindo se descolar do mau humor que predomina no mercado nesta quarta-feira (28) – as ações fecharam em queda de 3,13%, a R$ 62,55–, o desempenho impressionou, fazendo inclusive com que o Bank of America (BofA) elevasse o preço-alvo para as ações.

Confira abaixo alguns comentários:

BofA

Para os analistas Murilo Freiberger e Gustavo Tasso, a Localiza apresentou novamente resultados magníficos, mesmo diante de uma pandemia que está atingindo pesado setores ligados ao turismo.

Além da boa execução operacional, a mudança da postura do consumidor em relação à locação de veículos e a consolidação do mercado em torno de poucos nomes, os analistas destacaram que a postura conservadora da empresa com as despesas de depreciação permitiu a ela reduzir as despesas em 52%, na comparação com o segundo trimestre. Isso levou a um aumento das margens na venda de seminovos.

Diante da expectativa de que as condições do mercado irão melhorar e a estratégia da Localiza continuará surtindo efeitos nos resultados, os analistas do BofA elevaram o preço-alvo das ações de R$ 64,00 para R$ 73,00, reiterando a recomendação de compra e informando que empresa é sua principal indicação para o segmento de aluguel de veículos.

Credit Suisse

Os analistas Regis Cardoso e Alejandro Zamacona se surpreenderam positivamente com os números de Ebitda e lucro líquido da Localiza no terceiro trimestre, que vieram 18,6% e 62,5% acima do que estimavam, respectivamente. “Este foi o segundo resultado recorde do setor nesta temporada de balanços, após o desempenho robusto da Unidas”, diz trecho do relatório.  

Segundo eles, a diferença entre o que foi projetado e o que a companhia entregou foi provocada pela parte de seminovos. A menor produção das montadoras e a forte retomada do mercado de veículos favoreceu a venda de carros usados. A Localiza aproveitou a situação e comercializou 45,5 mil unidades, alta de 23,7% em relação ao mesmo período de 2019.

A empresa também se beneficiou da retomada do mercado de aluguel de veículos, com a média da frota alugada subindo 5,4%. Os analistas citaram ainda que a taxa de utilização retornou aos níveis pré-covid.

O banco manteve a recomendação de compra para as ações, com preço-alvo de R$ 74,00.

Goldman Sachs

A continuidade da recuperação do segmento de aluguel de veículos e das vendas de seminovos foi citada no relatório assinado pelos analistas Bruno Amorim, Osmar Camilo e João Frizo.

A possibilidade de reajustar os preços dos carros usados, apesar da pandemia, ajudou a receita do segmento crescer 29% em base anual e atingir uma margem Ebitda de 6%. “Isto possivelmente não é sustentável no longo prazo, mas pode ajudar a impulsionar os resultados nos próximos trimestres”, diz trecho do relatório.

Eles demonstraram otimismo a respeito das perspectivas da Localiza para 2021, projetando que a quantidade de veículos alugados será maior que a vista em 2019, mesmo que a economia não cresça no mesmo ritmo do que o visto naquele ano.

“Além disso, notamos que a companhia continua comprando e vendendo carros de forma eficiente”, afirma trecho do relatório.

O banco manteve a recomendação de compra para as ações, com preço-alvo de R$ 61,60.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Retrospectiva da semana

Coquetel anticrise: vacina e dinheiro na veia

Na onda das boas notícias, Ibovespa fechou a sexta-feira, 4, perto das máximas

Pandemia

Covid-19: Bolsonaro diz que governo não terá como socorrer os necessitados se ‘fechar tudo de novo’

Presidente avalia que o país não tem mais condições de se endividar

de olho na agenda

Congresso sacramenta decisão de levar Orçamento para plenário e abre prazo para emendas

Cúpula do Legislativo tenta afastar o “fantasma” do shutdown; Se a LDO não for aprovada ainda neste ano, o governo fica sem autorização para realizar despesas básicas em janeiro, como salários e aposentadorias

em brasília

Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos

Vice-presidente afirmou nesta sexta-feira que existe “certa incompreensão” no seu relacionamento com o chefe do Executivo

seu dinheiro na sua noite

Free Solo: Ibovespa escala para perto da marca histórica

Com imagens de tirar o fôlego, o extraordinário documentário Free Solo conta a preparação do alpinista Alex Honnold para chegar ao topo do El Capitan, uma parede rochosa com quase 1000 metros de altura. Detalhe: a escalada é feita sem equipamentos de segurança. O filme vencedor do Oscar está disponível no Disney Plus. Mas quem não é […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies