Menu
2020-12-15T20:07:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fique de olho

Localiza e Renner pagam juros sobre capital próprio; veja condições

Somadas, as companhias pagam mais de R$ 120 milhões em proventos aos acionistas

15 de dezembro de 2020
20:05 - atualizado às 20:07
Lojas Renner
Fachada da Lojas Renner, em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

Localiza (RENT3) e Lojas Renner (LREN3) anunciaram nesta segunda-feira (15) o pagamento de juros sobre capital próprio aos acionistas.

No caso da locadora de carros, o valor do provento é de R$ 63,8 milhões - ou R$0,084906178 por ação. O pagamento ocorre no dia 5 de fevereiro de 2021, na proporção da participação de cada acionista, com retenção do imposto de renda na fonte.

Têm direito ao pagamento os acionistas constantes da posição acionária da Localiza em 15 de dezembro. A partir de 16 de dezembro, os papéis serão negociadas na bolsa de valores “ex” esses juros sobre capital próprio.

Já Lojas Renner paga R$ 60,475 milhões em juros sobre capital próprio. O valor corresponde a R$ 0,0762 por ação. Segundo a companhia, o montante será pago de acordo com a posição acionária do dia 18 de dezembro.

A partir do dia 21, as ações passariam a ser negociadas ex-juros. A data do pagamento ainda será definida.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies