Menu
2020-09-23T12:08:30-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
ESTREANDO NA BOLSA

Grupo Mateus pode levantar até R$ 6,2 bilhões em IPO

Quarta maior varejista de alimentos do país, empresa pretende utilizar recursos com oferta primária para expansão orgânica

21 de setembro de 2020
15:10 - atualizado às 12:08
ilson mateus divulgacao grupo mateus
O empresário Ilson Mateus, em peça publicitária da companhia. - Imagem: Divulgação / Grupo Mateus

A rede de supermercados Grupo Mateus pode arrecadar até R$ 6,2 bilhões em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), caso as ações sejam precificadas no topo da faixa indicativa de preço, que vai de R$ 8,97 a R$ 11,66.

O montante considera a colocação dos 339.147.287 papéis da oferta primária, cujos recursos vão para o caixa da companhia, e os 58.139.535 da venda secundária, de ações dos atuais acionistas.

O Grupo Mateus pretende ofertar ainda 59.593.023 ações do lote suplementar e um lote adicional de 79.457.364 ações, caso haja demanda, de acordo com a mais recente versão do prospecto da operação.

A definição do preço por ação no IPO está marcada para 8 de outubro, e as ações devem estrear na B3 em 13 de outubro.

Quarta maior empresa de varejo alimentar do país, de acordo com a Abras (Associação Brasileira de Supermercados), o Grupo Mateus é essencialmente familiar, controlado por Ilson Mateus Rodrigues, Maria Barros Pinheiro, Ilson Mateus Rodrigues Junior e Denilson Pinheiro Rodrigues.

A empresa informou no prospecto que pretende utilizar os recursos obtidos com a oferta primária para expansão orgânica. Com 137 lojas físicas no Maranhão, Pará e Piauí, o grupo encerrou o primeiro semestre com lucro líquido de R$ 297 milhões, aumento de 62% em relação ao mesmo período de 2019.

A receita cresceu 30%, para R$ 5 bilhões, e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) avançou 56%, para R$ 478 milhões.

O IPO está sendo coordenado pela XP Investimentos, Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA, BB Investimentos, Santander e Safra.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Escolha da CEO

Petrobras: uns choram, outros vendem lenços

O tapa na cara que o investidor levou do governo Bolsonaro foi o assunto da semana passada

Alto lá

Robinhood negocia pagamento de multa para encerrar investigação

Corretora ficou em evidência com tentativa de ‘short squeeze’ nas ações da Gamestop

BASTIDORES

Entrevista: Como Ruy Hungria conseguiu lucro de 1.250% com Petrobras no dia em que a ação despencou mais de 20%

quem investe em opções têm a chance de ganhar mesmo quando os mercados estão em baixa. Foi o que aconteceu com os seguidores do Ruy

Aqui não!

SEC suspende nos EUA negociação de papéis de 15 empresas por risco a investidores

Ação tem como alvo “aparentes tentativas de mídia social para inflar de modo artificial o preço de suas ações”, diz o órgão

PANDEMIA AVANÇA

Brasil registra 1.337 mortes em 24 horas; Estados anunciam restrições

Média móvel de óbitos bate recorde pelo terceiro dia seguido, segundo Fiocruz

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies