Menu
2020-02-16T17:31:25-03:00
Funcionários da Petrobras

FNP diz que todas as plataformas do litoral paulista aderiram à greve dos petroleiros

Petrobras diz que não está havendo redução da produção por conta do movimento, mas coordenador da Federação Nacional dos Petroleiros diz que estatal “mente”.

16 de fevereiro de 2020
17:31
Plataforma de petróleo da Petrobras
Imagem: Ag. Petrobras

Com a adesão, neste domingo, 16, dos trabalhadores da plataforma de Merluza, na bacia de Santos, todas as plataformas da base do litoral paulista estão em greve, informou ao Estadão/Broadcast o coordenador da Federação Nacional do Petroleiros (FNP), Adaedson Costa.

Ele disse não acreditar nas informações da Petrobras de que não está havendo redução de produção por causa do movimento, principalmente por se tratar da produção na região do pré-sal, que vem garantido mais da metade do petróleo extraído pela companhia. "A produção não para com a greve, mas diminuiu. A Petrobras mente. Foi assim também em 2015 e depois, no relatório anual, teve que confessar o prejuízo", acusa o sindicalista.

Na sexta-feira, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou que a estatal não deixou de produzir nenhum barril de petróleo por causa da greve, iniciada no dia 1º de fevereiro, e que a produção permaneceria intacta nas mãos das equipes de contingência e contratações temporárias. A empresa não informa, no entanto, quantas e quais contratações foram feitas e o número de empregados das equipes de contingência.

Em 2015, uma greve que durou 27 dias reduziu em 5% a produção anual de petróleo da companhia, ocasionando um prejuízo de cerca de R$ 300 milhões. Na época, os acionistas já haviam sido alertados de que a Petrobras não poderia garantir que greves como essas não iriam ocorrer durante futuras negociações, principalmente diante de planos de desinvestimentos.

"Greves, paralisações ou outras formas de agitação laboral na companhia ou nos seus principais fornecedores e empreiteiros podem prejudicar a capacidade de completar grandes projetos e impactar os objetivos de longo prazo da Petrobras", informou a estatal em seu Formulário de Referência 2015.

Na época, a companhia já estimava perder até 12 mil funcionários do Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PDV), e que não havia garantia de que a empresa seria "capaz de treinar, qualificar ou reter adequadamente o pessoal de gestão sênior, nem que conseguirá encontrar novos gerentes qualificados, caso haja necessidade. Isto poderá afetar negativamente os resultados operacionais e os negócios da companhia", dizia o documento.

Costa lembra que a empresa tinha 68 mil empregados em 2015 e hoje trabalha com 53 mil, o que afeta ainda mais as operações nos momentos de greve.

Adesão de 20 mil trabalhadores

Segundo a FNP, a Petrobras tentou contratar temporariamente ex-funcionários aposentados, como vem tentando fazer o governo federal em outras estatais, mas não obteve sucesso.

Em greve desde o dia 1º de fevereiro, o movimento dos petroleiros deste ano contabiliza a adesão de mais de 20 mil trabalhadores de 58 plataformas, 11 refinarias, 23 terminais, 7 campos terrestres, 7 termelétricas entre outras unidades, segundo os sindicatos da categoria. A paralisação foi motivada pelas demissões na fábrica de fertilizantes Fafen-PR e discordância em relação aos desinvestimentos da companhia, além da exigência do cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que segundo os sindicalistas, estaria sendo desrespeitado pela atual gestão.

Merluza era a última no litoral paulista que não tinha aderido. Produtora de gás natural, a unidade é fixa e está instalada a cerca de 180 quilômetros da costa de Praia Grande (SP) e escoa a produção através de um gasoduto de 215 quilômetros de extensão que liga a plataforma até a unidade de gás natural localizada na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), em Cubatão (SP).

Costa avalia que não deverá faltar derivados no mercado pela possibilidade de importação e pelo fraco crescimento da economia. Ele alerta, no entanto, que o movimento não para de crescer e esta semana ganhará mais força com a paralisações dos caminhoneiros.

Em nota, a Petrobras voltou a repetir que "as unidades seguem operando em condições adequadas de segurança, com equipes de contingência formadas por empregados que não aderiram à greve, e contratações temporárias autorizadas pela Justiça. Não há impacto na produção até o momento".

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Seu Dinheiro na sua noite

La bolsa de papel

O roteiro dramático da bolsa nesses tempos de crise do coronavírus muitas vezes me lembra o da série espanhola La Casa de Papel. Para quem não conhece, trata-se da história de um grupo de ladrões que invade a Casa da Moeda para produzir e roubar o próprio dinheiro. A quarta temporada, aliás, acaba de estrear […]

Atualização do covid-19

Brasil registra 667 mortes por coronavírus e 13,7 mil casos

O número representa um aumento de 20% em relação a ontem

Flexibilização de regras

B3 suspende prazo para Oi e outras ‘penny stocks’ ajustarem cotação

Devido ao estado de calamidade pública decretado por conta do coronavírus, a bolsa anunciou uma série de suspensões e prorrogações de prazos para que empresas listadas façam ajustes de forma a se readequar às regras do mercado

Pisando fundo

Mini-rali: Ibovespa desacelera na reta final, mas fecha em alta e acumula 10% de ganhos em dois dias

O Ibovespa ganhou terreno pelo segundo dia consecutivo, amparado pela menor percepção de risco político e pelos dados econômicos domésticos mais animadores — fatores que compensaram o viés mais cauteloso visto no exterior

Precisa ser mais rápido

Luiza Trajano diz que medidas foram adequadas, mas precisam chegar na ponta

Medidas adotadas pelo governo para combater o coronavírus foram adequadas, disse a presidente do Conselho do Magazine Luiza, a empresária Luiza Trajano

Ajuda de emergência

Caixa já tem 10 milhões de cadastros finalizados, diz presidente

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães atualizou na tarde desta terça-feira, 7, as informações sobre a procura por trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) ao cadastro para o recebimento do auxílio emergencial

Mais crédito

BCE anuncia medidas que flexibilizam garantias necessárias para empréstimos

Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta terça-feira, 7, um pacote de medidas que flexibiliza garantias necessárias para empréstimos, com o objetivo de ampliar a tomada de crédito em meio à crise trazida pelo novo coronavírus

Efeito covid-19

S&P muda perspectiva de positiva para estável de instituições financeiras do Brasil

S&P informou em comunicado que a revisão da perspectiva, de positiva para estável, dos ratings de 15 instituições do setor financeiro do Brasil

Efeitos negativos

Com coronavírus, setor de telecom e TI deve perder US$ 15 bilhões na América Latina

Setor de telecomunicações e tecnologia da informação vai interromper o ciclo de crescimento e encerrar o ano em queda devido à crise do coronavírus, de acordo com projeção da consultoria IDC

o baque da pandemia

Covid-19 faz comércio perder R$ 53,3 bi em faturamento, diz CNC

Estimativa sinaliza uma queda de 46,1% no faturamento do comércio varejista desde a introdução de medidas restritivas até esta terça-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements