Menu
2020-03-02T18:40:39-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Viagem turbulenta

Bad trip: ações da CVC despencam mais de 10% com possíveis erros contábeis nos balanços

As ações ON da CVC (CVCB3) caíram mais de 10% nesta segunda-feira, em meio à descoberta de possíveis erros nos balanços da companhia desde 2015. Os papéis já acumulam perdas de quase 50% neste ano

2 de março de 2020
15:29 - atualizado às 18:40
CVC
Imagem: Divulgação

Apesar do bom humor visto no Ibovespa e nos mercados globais nesta segunda-feira (2), uma ação da bolsa brasileira continuou mergulhada no campo negativo: CVC ON (CVCB3), que seguiu em queda firme mesmo após despencar quase 30% na semana passada.

Os papéis da companhia do setor de turismo fecharam em forte baixa de 10,61%, a R$ 23,00. Com isso, as ações da CVC já acumulam perdas de 47,49% desde o início de 2020 — é, de longe, o pior desempenho entre todos os ativos que compõem o Ibovespa.

É claro que a disseminação do coronavírus pelo mundo cria um panorama bastante negativo para a empresa, já que, em meio ao surto global, há uma natural preocupação quanto a uma queda na demanda por viagens internacionais — e a disparada do dólar rumo aos R$ 4,50 é mais um fator de pressão para a companhia.

No entanto, o gatilho para a forte correção desta segunda-feira não é o coronavírus. O grande foco de preocupação do mercado é um possível erro contábil que afetou os balanços da CVC entre 2015 e 2019.

Em mensagem enviada pela própria companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a operadora de turismo diz que o impacto potencial acumulado desses erros contábeis sobre a linha de receita líquida pode chegar a R$ 250 milhões — cerca de 4% da receita total apurada no período em questão.

Os problemas estão ligados à contabilização de provisões. A CVC, ao contratar serviços turísticos, faz uma provisão dos valores a serem pagos aos fornecedores. No entanto, essas cifras não necessariamente correspondem ao que, de fato, foi transferido aos prestadores — uma prática que pode ter gerado distorções nos balanços.

Segundo a CVC, eventuais ajustes a serem feitos não terão impactos sobre a geração e o saldo de caixa reportados nos balanços. Mas a simples menção de erros contábeis já foi suficiente para derrubar novamente as cotações das ações.

A companhia vem enfrentando, desde 2019, um longo fluxo de notícias negativas. A quebra da Avianca, a menor demanda por viagens ao Nordeste por causa do vazamento de óleo nas praias da região e o surto de coronavírus já trouxeram enorme pressão aos papéis. O erro contábil, assim, é mais um fator de risco associado à empresa.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

balanços 3º tri

Hypera Pharma atinge maior receita da história e lucro cresce 29,4% no terceiro trimestre

Além da evolução de dois dígitos no segmento de ‘sell-out’ (vendas em farmácias), o período também fechou a conclusão de dois grandes negócios para a Hypera Pharma

Mudanças no time

BB Seguridade anuncia Marcio Hamilton Ferreira como novo diretor-presidente

Ferreira é graduado em Administração de empresas e desde janeiro ocupava o cargo de Diretor-Presidente da Brasilprev, empresa investida da BB Seguridade.

Multa de US$ 40 milhões

Justiça dos EUA aprova acordo para encerramento de ação coletiva, diz BRF

A empresa pagou a quantia de US$ 40 milhões para encerrar todas as demandas pendentes e que possam vir a ser propostas por pessoas ou entidades

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Um grande passo para a Arezzo

A Arezzo, rede de lojas de calçados femininos presente em boa parte dos shoppings brasileiros, abriu o capital na bolsa em 2011. Se você buscar no Google, provavelmente vai encontrar a matéria que eu escrevi na época sobre o IPO da empresa. Eu inclusive estive na sede da antiga BM&FBovespa (atual B3) na manhã do […]

fechando a conta no azul

Perdeu, mas ganhou: Ibovespa tem correção e cai, mas termina semana em alta; juros disparam com inflação

Índice não conseguiu manter toada positiva vista em outros dias e recuou com quedas de bancos e Petrobras; dólar sobe com inflação maior à vista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies