Menu
2020-03-02T18:40:39-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Viagem turbulenta

Bad trip: ações da CVC despencam mais de 10% com possíveis erros contábeis nos balanços

As ações ON da CVC (CVCB3) caíram mais de 10% nesta segunda-feira, em meio à descoberta de possíveis erros nos balanços da companhia desde 2015. Os papéis já acumulam perdas de quase 50% neste ano

2 de março de 2020
15:29 - atualizado às 18:40
CVC
Imagem: Divulgação

Apesar do bom humor visto no Ibovespa e nos mercados globais nesta segunda-feira (2), uma ação da bolsa brasileira continuou mergulhada no campo negativo: CVC ON (CVCB3), que seguiu em queda firme mesmo após despencar quase 30% na semana passada.

Os papéis da companhia do setor de turismo fecharam em forte baixa de 10,61%, a R$ 23,00. Com isso, as ações da CVC já acumulam perdas de 47,49% desde o início de 2020 — é, de longe, o pior desempenho entre todos os ativos que compõem o Ibovespa.

É claro que a disseminação do coronavírus pelo mundo cria um panorama bastante negativo para a empresa, já que, em meio ao surto global, há uma natural preocupação quanto a uma queda na demanda por viagens internacionais — e a disparada do dólar rumo aos R$ 4,50 é mais um fator de pressão para a companhia.

No entanto, o gatilho para a forte correção desta segunda-feira não é o coronavírus. O grande foco de preocupação do mercado é um possível erro contábil que afetou os balanços da CVC entre 2015 e 2019.

Em mensagem enviada pela própria companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a operadora de turismo diz que o impacto potencial acumulado desses erros contábeis sobre a linha de receita líquida pode chegar a R$ 250 milhões — cerca de 4% da receita total apurada no período em questão.

Os problemas estão ligados à contabilização de provisões. A CVC, ao contratar serviços turísticos, faz uma provisão dos valores a serem pagos aos fornecedores. No entanto, essas cifras não necessariamente correspondem ao que, de fato, foi transferido aos prestadores — uma prática que pode ter gerado distorções nos balanços.

Segundo a CVC, eventuais ajustes a serem feitos não terão impactos sobre a geração e o saldo de caixa reportados nos balanços. Mas a simples menção de erros contábeis já foi suficiente para derrubar novamente as cotações das ações.

A companhia vem enfrentando, desde 2019, um longo fluxo de notícias negativas. A quebra da Avianca, a menor demanda por viagens ao Nordeste por causa do vazamento de óleo nas praias da região e o surto de coronavírus já trouxeram enorme pressão aos papéis. O erro contábil, assim, é mais um fator de risco associado à empresa.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

efeitos da crise

BCE adia revisão de estratégia política monetária para 2021

Eventos públicos do BCE e dos bancos centrais nacionais do Eurosistema que estavam planejados para o primeiro semestre deverão ocorrer apenas na segunda metade de 2020

Conteúdo Patrocinado

De volta ao jogo: Ivan Sant’Anna retorna para a bolsa

A volta do Ivan é algo como se o Michael Jordan voltasse hoje a jogar na NBA, ou se o Fenômeno retornasse ao futebol nesta semana.

esquenta dos mercados

Esperança com resolução para crise do petróleo anima mercados, mas covid-19 segue no radar

Mesmo com o alívio das bolsas do exterior, os investidores seguem monitorando os números de casos de covid-19 e as medidas do governo para suporte da população

expectativa

Acredito que Rússia e Arábia Saudita farão acordo sobre petróleo, diz Trump

Republicano confirmou que se encontrará com empresas petrolíferas nesta sexta-feira, 3

diante da crise

Câmara aprova projeto que permite adiar recolhimento de INSS de funcionários

Proposta prevê que as companhias deixem de recolher a contribuição previdenciária dos trabalhadores por 60 dias, prorrogáveis por mais 30

medida emergencial

Governo permite redução salarial de até 70% e suspensão de contratos

Governo pagará uma parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido; empresas sob os regimes de lucro real e lucro presumido, com receita bruta acima de R$ 4,8 milhões, serão obrigadas a arcar com 30% do salário do funcionário para poder suspender o contrato

Entrevista exclusiva

Truxt reabre fundos para captação com foco em ações de “sobreviventes” na B3

Queda generalizada de ações abre oportunidade de compra, mas recuperação das bolsas nos EUA deve ocorrer primeiro, me disse José Tovar, CEO da gestora que possui R$ 12 bilhões em patrimônio

IR 2020

Como declarar ações no imposto de renda

Declarar ações no imposto de renda não é trivial, e não é na hora de declarar que você deve recolher o imposto sobre o investimento. Felizmente a pessoa física conta com um limite de isenção. Saiba todos os detalhes sobre como declarar a posse, compra, venda, lucros e prejuízos com ações no IR 2020

Medidas anticrise

Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial

Nova lei prevê pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais

Sem JCP

Localiza adia pagamento de R$ 67 milhões em juros sobre capital próprio para 2021

Adiamento é uma resposta aos impactos do coronavírus nos negócios da companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements