Menu
2020-08-05T18:54:23-03:00
Estadão Conteúdo
agenda de privatizações

Capitalização será retomada no 2º semestre e venda em 2021, diz Eletrobras

Apesar da crise na economia trazida pela pandemia do covid-19, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr, disse confiar que o processo de capitalização da estatal será retomado no Congresso Nacional ainda neste segundo semestre

5 de agosto de 2020
15:54 - atualizado às 18:54
Eletrobras
Imagem: Shutterstock

Apesar da crise na economia trazida pela pandemia do covid-19, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr, disse confiar que o processo de capitalização da estatal será retomado no Congresso Nacional ainda neste segundo semestre. A previsão, segundo ele, é de que a capitalização ocorra no primeiro semestre de 2021, afirmou.

"A expectativa (do debate no Congresso) era no primeiro semestre, mas não foi possível pela pandemia e nós imaginamos que possa ser retomado no segundo semestre nas duas casas. E se aprovar, no começo do ano que vem somos capazes de fazer aumento de capital", disse Ferreira Jr., em webinar promovido pela Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil (Britcham).

Segundo o executivo, fazer da Eletrobras uma corporação é o melhor caminho para manter o poder de investimento da companhia e atrair investimentos, e citou a Engie e a Enel como exemplos de corporações bem sucedidas que se expandem pelo mundo.

"É isso que queremos fazer com a Eletrobras", explicou ele durante o evento que teve perguntas limitadas aos associados da entidade.

O projeto de capitalização consiste na oferta de ações da empresa para investidores na bolsa de valores, com limite máximo de 10% de participação, e sem a presença do governo, que pretende abrir mão do controle da companhia e reduzir sua participação para 49% do capital.

Ferreira Jr ressaltou que nos últimos 15 anos o Brasil investiu apenas 2% do seu Produto Interno Bruto (PIB) em infraestrutura, ao contrário de países vizinhos, que registram média de 4% do PIB, e que o melhor caminho para recuperar esse tempo perdido é começar a atrair investimentos. "A receita é simples para atrair investimentos: marco legal estável e processo de fiscalização transparente, e isso tem que ser estendido a toda infraestrutura brasileira", afirmou."O que não fizemos ao longo dos últimos 15 anos podemos fazer agora, são esses processos que mobilizam capital nacional e internacional", completou.

Segundo Ferreira Jr, a infraestrutura é o maior atrativo de capital e o Brasil tem todos os elementos para sair da atual crise com mais força.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

medida anticrise

Governo vai prorrogar novamente corte de jornada e salário

Programa foi anunciado em abril como medida para evitar um aumento ainda maior do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus

defesas na corte

STF julga ação sobre venda de refinarias da Petrobras; veja o que já foi dito

Corte analisa um pedido de autoria do Senado Federal que alega que o governo federal estaria desmembrando a empresa para vender ativos; julgamento acontece nesta quinta

atenção, acionista

Hypera paga R$ 185,4 milhões em juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, serão de R$0,29290 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte; veja condições

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil registra 1.031 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

O último registro acima de mil mortes pela covid-19 havia ocorrido em 15 de setembro

privatizações

‘Paulo Guedes está desequilibrado’, diz Maia após acusação

Ministro falou que há boatos de que o deputado fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements