Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-11T08:32:52-03:00
Estadão Conteúdo
investimento

Bradesco cria ‘ranking ambiental’ de empresas

Ao longo deste semestre, a gestora está se estruturando para fazer a classificação das empresas, que receberão notas de zero a 100

11 de agosto de 2020
8:29 - atualizado às 8:32
Agência do Bradesco
Imagem: Estadão Conteúdo / Ricardo Lisboa

Segunda maior gestora de recursos privada do País, a Bradesco Asset Management (Bram) vai criar um ranking para identificar as empresas de seu portfólio que mais investem de acordo com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança (ESG). Com R$ 520 bilhões sob gestão, a administradora de recursos do Bradesco tem 260 companhias dentro de seus fundos de investimentos.

"Da mesma forma que o investidor avalia o balanço da empresa e a qualidade de gestão, a gente tem de analisar se as empresas estão cumprindo com os três pilares ESG", diz Renato Ejnisman, diretor executivo do banco Bradesco, responsável pela gestora, pelo private banking e pela área internacional da instituição financeira.

Ao longo deste semestre, a gestora está se estruturando para fazer a classificação das empresas, que receberão notas de zero a 100. "Desde 2007, fazíamos análise das empresas dentro desses critérios. Também somos signatários desde 2010 dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI), iniciativa da ONU. Mas, a partir de agora, (o processo) será feito de maneira mais sistemática. O ranking será público", disse o executivo.

A classificação vai ajudar a definir decisões de investimento. "Quem tem uma classificação melhor, tende a ter mais recurso. Mas o que gente quer é que as empresas saibam como o banco quer que elas sejam", diz Ejnisman. Pela classificação atual da atual da gestora, as cinco empresas mais bem posicionadas para investir são Natura, Renner, B3, Bradesco e Itaú.

Entre as 260 empresas do portfólio da Bradesco Asset Management estão companhias de capital aberto e empresas que fazem emissão de dívidas. O Bradesco, por meio do braço de participações, o Bradespar, é investidor de grandes grupos, como a mineradora Vale.

'Filtro negativo'

"Hoje, os investidores, os acionistas do Bradesco e o mercado exigem muito mais do que desempenho financeiro de uma empresa", afirma o executivo. Mas, ao contrário de alguns investidores e gestoras de recursos, a administradora de recursos do Bradesco não terá filtro negativo para empresas mal posicionadas no ranking. "Nossa postura é ser parceira da companhia para ela melhorar."

Há quem adote postura mais dura. A gestora de recursos brasileira Fama, por exemplo, não investe em empresas como a Vale e Petrobrás. Na semana passada, a JBS foi excluída pelo fundo finlandês Nordea. A mineradora Vale não faz mais parte do portfólio do fundo soberano Norges Bank, da Noruega.

Com o Brasil sob o holofote por causa da alta das queimadas e do desmatamento, gestoras e bancos brasileiros estão estruturando fundos verdes. O Santander lançou recentemente um fundo ESG. XP Investimentos e o BTG Pactual também estão reforçando apostas para ampliar sua fatia na gestão de recursos dentro dos critérios ESG.

Como parte dessa nova postura, a Bram vai relançar dois fundos de investimentos. O primeiro, focado em renda fixa, era dedicado a grandes fundos institucionais. Agora será aberto a investidores de varejo, com aporte a partir de R$ 1 mil. O outro é de renda variável. "A gente terá mais liberdade para escolher as empresas que considera ter as melhores atuações."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies