Menu
2020-10-08T13:10:23-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
OPORTUNIDADES

BofA retoma cobertura de setor de saúde, recomendando compra de Qualicorp e Hapvida

Para Notre Dame Intermédica e Odontoprev a recomendação do banco é neutra

8 de outubro de 2020
13:10
plano de saúde notre dame intermédica
Imagem: Shutterstock

O Bank of America (BofA) voltou a acompanhar as empresas do setor de saúde da bolsa brasileira e está orientando a compra das ações de Qualicorp e Hapvida, enquanto para Notre Dame Intermédica e Odontoprev a recomendação é neutra.

Confira abaixo as teses de investimento elaboradas pelo analista Roberto Otero, responsável pelo segmento no banco americano, para justificar as recomendações:

Qualicorp

O analista avalia que a Qualicorp (QUAL3) mudou muito, e para melhor, ao longo de um ano. Com a Rede D’Or São Luiz se ganhando relevância no capital social, a empresa mudou sua estratégia, visando crescimento e inovação. Ele elogiou o fato de a empresa estar diversificando seus produtos e realizando mais investimentos, visando elevar suas margens.

A governança corporativa também passou por uma reformulação, depois de alguns escândalos envolvendo a alta cúpula. “Nós acreditamos que estas mudanças posicionam a Qualicorp para um caminho brilhante indo adiante”, diz trecho do relatório.

Além da recomendação de compra, o BofA divulgou o preço-alvo dos papéis, de R$ 50,00, o que representa um potencial de alta de 60,8% em relação ao valor em que fecharam o pregão de quarta-feira (7).

Hapvida

As ações da Hapvida (HAPV3) também receberam orientação de compra do banco, com preço-alvo de R$ 77,00, o que representa uma possibilidade de valorização de 22,2%.

Citando a transição da companhia de um forte nome no Nordeste para um grande player do setor de saúde no âmbito nacional, o analista afirma que a operadora deve continuar expandindo graças a seu modelo de negócios baseado na verticalização de serviços, que permite entregar margens elevadas.

O BofA projeta que a Hapvida registrará uma taxa de crescimento composta anual (CAGR, em inglês) de 11% do lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), puxado não apenas pelas operações, mas também por ganhos de participação de mercado, a integração de ativos adquiridos e geração de caixa robusta.

Notre Dame Intermédica

Assim como a Hapvida, a Notre Dame Intermédica tem um dos melhores modelos de negócios do setor de saúde do Brasil, também baseado na verticalização.

A recomendação neutra é justificada no fato de o analista do BofA ver as ações em patamares muito altos, já refletindo a perspectiva de crescimento dos negócios. O preço-alvo de R$ 73,00 representa um potencial de alta de 13%.

“Em nosso modelo, vemos a [ação da] Notre Dame Intermédica sendo negociada a 21 vezes o Ebitda de 2021 e 38 vezes o lucro por ação ajustado, o que entendemos como justo, dado os fundamentos [da empresa] e as expectativas de crescimento”, diz trecho do relatório.

Odontoprev

Maior operadora de planos de saúde odontológicos do País, a Odontoprev recebeu recomendação neutra para as suas ações, com preço-alvo de R$ 14,00, um potencial de alta de 12%.

Para o analista, a empresa apresenta bons fundamentos olhando para o longo prazo, como liderança de mercado e uma ampla rede de atendimento dentro de um mercado ainda pouco explorado.

No curto prazo, porém, o desempenho deve ser afetado pelo índice ainda baixo de criação de empregos, uma vez que os serviços da companhia são considerados menos essenciais que os de outros nomes de saúde. Este cenário deve manter os resultados baixos indo adiante.

“As ações acumulam baixa de 20% no ano por conta de preocupações relacionadas ao portfólio e dinâmica de preços”, diz trecho do relatório.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Vai entrar?

Ant Group, de Jack Ma, deve levantar US$ 35 bi no maior IPO da história

Antes de seu IPO, a Ant será avaliada em aproximadamente US$ 280 bilhões.

dia negativo

Ações de shoppings, aéreas e CVC tombam no Ibovespa com repique de covid-19 lá fora

Investidores temem aumento de casos do coronavírus nos Estados e na Europa, ponderando possíveis medidas de distanciamento social com efeitos sobre essas empresas

dados oficiais

Balança: Superávit na 4ª semana de outubro foi de US$ 1,5 bilhão

Segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, o valor foi alcançado com exportações de US$ 4,604 bilhões e importações de US$ 3,025 bilhões

PODCAST GRATUITO

Como foi possível essa empresa se multiplicar por 6 vezes em 2 anos?

Na edição de hoje do Tela Azul Empiricus, nós contamos a história da DocuSign, uma daquelas sagas que você vai ficar se perguntando: “como eu deixei passar essa?”

Incentivo

Primeiro ciclo do sandbox regulatório está previsto para 2021, diz BC

A instituição divulgou nesta segunda a regulamentação do sandbox e, a partir de agora, prepara-se para estabelecer as normas para o primeiro ciclo do projeto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies