Menu
2020-11-23T14:44:46-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
DINHEIRO NO BOLSO

BB Investimentos muda carteira de dividendos após resultados do 3º trimestre

Analistas avaliam que retomada da economia fomenta a expectativa de melhores resultados, resultando no maior pagamento de proventos

23 de novembro de 2020
14:44
Imagem mostra moedas caindo de torneira
Imagem: Shutterstock

O BB Investimentos realizou quatro mudanças em sua Carteira de Dividendos Proativa, levando em conta os resultados obtidos no terceiro trimestre, as perspectivas de retomada da economia e oportunidades de mercado.

Segundo os analistas Hamilton Moreira Alves e José Roberto dos Anjos, também foi levado em consideração o momento técnico, o caixa acumulado, o histórico como pagador de proventos e a propensão futura de auferir e distribuir maiores lucros.

Com base nestes critérios, eles incluíram as seguintes ações na carteira:

  • Copel PNB (CPLE6);
  • Mahle Metal Leve ON (LEVE3);
  • Tupy ON (TUPY3) e;
  • Vale ON (VALE3)

Para o lugar delas, foram retiradas as seguintes ações:

  • Copel ON (CPLE3);
  • Engie Brasil ON (EGIE3);
  • Enauta ON (ENAT3) e;
  • AES Tietê Unit (TIET11).

Com estas mudanças, a Carteira de Dividendos Proativa do BB Investimentos passou a ser composta pelos seguintes papéis (cada um tem uma participação de 10% no portfólio):

  • Copel PNB (CPLE6);
  • Copasa ON (CSMG3);
  • Itaúsa PN (ITSA4);
  • Mahle Metal Leve ON (LEVE3);
  • Sanepar Unit (SAPR11);
  • Taesa Unit (TAEE11);
  • ISA Cteep PN (TRPL4);
  • Tupy ON (TUPY3);
  • Vale ON (VALE3) e;
  • Telefônica Brasil PN (VIVT4).

Perspectivas econômicas

Para os analistas do BB Investimentos, a expectativa é de crescimento da economia e aumento do consumo no médio prazo. A inflação deve permanecer sob controle e a taxa básica de juros (Selic) em patamares historicamente baixos “por período prolongado”.

“A percepção de melhoria econômica para 2021 fomenta a expectativa de melhores resultados para as companhias que, por sua vez, poderão distribuir mais proventos (dividendos e juros sobre capital próprio)”, diz trecho do relatório.

IDIV

O cenário também será favorável para o desempenho do índice de boas pagadoras de dividendos da B3, o IDIV, de acordo com o BB Investimentos.

Os analistas destacaram que ele mostrou boa recuperação em junho, depois do tombo provocado pela crise de covid-19. No segundo semestre, ele ensaiou continuidade de ganhos, mas foi perdendo forças e voltou em outubro praticamente ao patamar do final de junho.

“Entretanto, com as divulgações de promissores resultados de empresas do terceiro trimestre, avançou com incremento de volume”, diz trecho do relatório.

O IDIV já superou a marca de 6 mil pontos e chegou a testar a resistência dos 6,2 mil pontos. Diante da perspectiva de melhora econômica no ano que vem, os analistas do BB Investimentos acreditam que o índice poderá buscar logo o nível a partir do qual foi precificado mais incisivamente o efeito da pandemia, na casa de 6,6 mil pontos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies