Menu
2020-03-17T15:56:42-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Se Coronavírus continuar

Azul, Gol e LATAM podem ter de procurar liquidez alternativa se surto continuar até 3T, diz Moody’s

Agência de risco também acredita nas estruturas de capital e liquidez da Petrobras para lidar com a crise

17 de março de 2020
15:56
Latam – Gol – Azul
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Empresas da América Latina do setor de transporte aéreo e de hospedagem, além daquelas com fraca liquidez, estão mais expostas ao choque na demanda e no mercado de capitais decorrentes do surto do coronavírus, informou a Moody's em relatório.

A agência cita companhias aéreas como Azul, Gol e LATAM, que já anunciaram reduções de capacidade consolidada, como exemplos dos impactos do surto no setor.

Hoje, segundo a Moody's, Azul, LATAM e Gol possuem balanços sólidos e liquidez substancial, incluindo caixa, linhas de crédito e fontes alternativas como recebíveis de cartão de crédito e patrimônio líquido em aviões.

No entanto, o futuro dessas empresas muito dependerá da duração e gravidade do coronavírus sobre o setor aéreo global. Se houver mais aterramentos forçados até o terceiro trimestre, provavelmente seus recursos começariam a ser pressionados. "Nesse caso, pode ser necessário o acesso a mercados financeiros ou outras fontes de liquidez alternativa", diz a agência.

Em relação aos produtores de petróleo da região, diz a Moody's, o desafio é lidar com a volatilidade dos preços e a depressão do petróleo e do gás natural. Segundo a agência, entretanto, a Petrobras possui atualmente estrutura de capital e liquidez mais fortes do que antes. De outro lado, alerta que, se o menor ritmo de atividade econômica afeta a demanda de combustíveis, será o setor brasileiro de etanol quem enfrentará a maior ameaça proveniente da queda nas cotações do petróleo.

O setor de mineração latino-americano, por sua vez, tem moderada exposição ao surto, como a Vale, com base na qualidade de crédito geralmente forte das empresas, mas companhias com fraca liquidez enfrentam maior risco. O setor siderúrgico brasileiro apresenta exposição moderada geral, dados os preços internacionais mais baixos do aço devidos ao excesso de capacidade de uma economia chinesa em desaceleração.

"Setor de proteínas do Brasil enfrenta estresse de curto prazo de consumo e exportação, mas ganha com as vendas no varejo de alimentos e maiores demanda dos mercados internacionais, particularmente da Ásia", diz a agência.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Exile on Wall Street

Lembrança da bolha tech ou necessidade do combo “stay at home”?

Por que as ações decidiram ignorar aquilo que, em essência, lhes é o mais importante, ou seja, os resultados corporativos e os lucros das empresas?

deixando claro

Governo não defende nova Constituição, diz Mourão

Debate sobre uma Assembleia Constituinte foi trazido à tona pelo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros

O dia depois do balanço

Raia Drogasil apresenta resultados sólidos e agrada analistas, mas ações reagem mal

Números vieram em linha com o esperado, com os analistas descando aspectos positivos para os próximos trimestres e revisando recomendações

REPERCUSSÃO

Resultado da Localiza é elogiado por analistas, com direito a elevação de preço-alvo

Locadora de veículos bate recordes de lucro, receita e Ebitda no terceiro trimestre, criando expectativas para os próximos trimestres

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies