Menu
2020-09-11T06:28:57-03:00
Estadão Conteúdo
retomada

Azul: Demanda por voos aumenta 26,4% em agosto na comparação com julho

Em relação ao mesmo mês de 2019, o indicador teve queda de 68,7%

11 de setembro de 2020
6:28
Avião da Azul
Imagem: Shutterstock

A Azul divulgou seus resultados de tráfego de passageiros do mês de agosto, com um aumento de 26,4% na demanda (RPK) na comparação com julho. Em relação ao mesmo mês de 2019, o indicador teve queda de 68,7%.

Já a oferta de assentos (ASK) teve crescimento de 33,3% em agosto na comparação mensal, e queda de 65,6% em um ano. Assim, a taxa de ocupação caiu de 79,6% em julho para 75,5% em agosto. No ano passado, a ocupação estava em 83%.

A recuperação na relação mensal se deve aos voos domésticos, com crescimento de 29,8% na demanda e de 36,2% na oferta, e taxa de ocupação de 75,7%, queda de 3,7 pontos em relação a julho. Quando é feita a comparação com agosto de 2019, a demanda tem queda de 61,6%, e a oferta, de 58,1%, com a ocupação caindo 6,9 pontos.

Para os voos internacionais, a demanda teve queda de 4,3% em relação a julho, e de 90,5% na comparação anual. A oferta aumentou 6,6% em um mês, e caiu 89% em 12 meses. A taxa de ocupação terminou o mês passado em 72,7%, ante 81% em julho e 84,2% em agosto de 2019.

Outubro

Em Fato Relevante, a Azul informou que espera operar 505 decolagens diárias nos dias de maior demanda, para 89 destinos. Segundo a companhia, a capacidade total no próximo mês vai representar cerca de 55% da oferta de outubro de 2019, e a capacidade doméstica chegará a 60%.

"Com base nos dados de demanda mais recentes, que também incluem uma melhora significativa na nossa tarifa média e receita, estamos confiantes que estamos no caminho certo para alcançar nossa projeção de capacidade para o final do ano", diz Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies