🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
AVIAÇÃO

Ações da Gol e da Azul estão entre os três papéis de aéreas do mundo com maior queda no ano

Segundo a Economatica, a queda nas ações da Gol do começo do ano até a última sexta-feira (20) foi de 84,13%. Já no caso dos papéis da Azul, o recuo foi um pouco menor e ficou em 81,01%

Bruna Furlani
Bruna Furlani
21 de março de 2020
12:16 - atualizado às 15:52
Avião
Imagem: YouTube

A situação não anda nada fácil para as companhias aéreas ao redor mundo, que vêm sendo bastante impactadas pelo recuo na demanda de viagens. Na lista dos papéis de áreas com maior desvalorização em dólares em 2020 até ontem (20), as ações da Gol (GOLL4) e da Azul (AZUL4) estão entre as três maiores. O levantamento foi feito pela consultoria Economatica.

Segundo a pesquisa, a queda nas ações da Gol do começo do ano até a última sexta-feira (20) foi de 84,13%. Já no caso dos papéis da Azul, o recuo foi um pouco menor e ficou em 81,01%.

Na ocasião, o valor de mercado em dólares da Gol passou de US$ 3,25 bilhões para US$ 515,03 milhões. A Azul, por sua vez, viu o seu valor de mercado cair de US$ 4,94 bilhões para US$ 938,56 milhões até a última sexta-feira (20).

No acumulado do ano, as desvalorizações de ambas ficaram atrás apenas da contração vista para os papéis da Avianca Holdings S.A, que caíram 84,84% durante o mesmo período.

Apesar das projeções bastantes negativas para ambas, na última sexta-feira (20), as ações da Gol terminaram o pregão cotadas em R$ 7,28, o que representa uma expansão de 20,53%. Os papéis da Azul também acompanharam a alta e subiram 15,29%, cotados em R$ 13,80, de olho em medidas de socorro vindas do governo.

Para o levantamento, a Economatica levou em conta todas as empresas de transporte aéreo regular da América Latina, Estados Unidos e aéreas de todas as partes do mundo que possuem recibos de depósitos de ações (ADRs) listados em Nova Iorque.

Cortes e mais cortes

E o aperto na situação das aéreas fez com que as companhias brasileiras tivessem que se mexer. Não é à toa que Gol e Azul anunciaram medidas drásticas de cortes nesta semana para reduzir custos.

Em comunicado feito na última quinta-feira (19), a Gol disse que ia reduzir a jornada e o salário de funcionários e diretores.

Segundo a aérea, todos os diretores, vice-presidente e CEO vão enfrentar reduções salariais de 40% nos meses de abril, maio e junho. Além disso, a jornada de colaboradores internos e aeroviários sofrerá cortes de 35%, assim como remunerações e benefícios.

Outra medida tomada pela Gol foi o anúncio de que ela irá postergar o pagamento do Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2019 para agosto deste ano e que deverá implementar trabalho remoto para todos os colaboradores de áreas administrativas.

Já para os aeronautas, a Gol informou que haverá redução da remuneração e da jornada, levando em conta as horas de voo que serão adequadas à demanda do período.

A Azul também anunciou várias medidas para reduzir o custo fixo de suas operações. Em comunicado, ela informou sobre a criação de um plano de contingência que abre espaço para a licença não remunerada - com 600 pedidos aprovados até o momento - e que prevê a redução de salário de 25% dos membros do comitê executivo até que a situação seja normalizada.

Além disso, ela alertou que o plano não prevê novas contratações - que ficarão suspensas, por enquanto - e posterga o pagamento da PLR do ano passado. A companhia ainda falou sobre o estacionamento de aeronaves e disse que suspendeu a entrega de novos aviões.

Compartilhe

PRIMEIRO EMPREGO

Estágio e Trainee: Azul e Americanas estão processos seletivos abertos; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 8 mil

29 de agosto de 2022 - 13:14

Os processos seletivos aceitam candidaturas até setembro, com início previsto em janeiro de 2023; as inscrições para trainee na Alpargatas, dona da Havaianas, continuam abertas

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro de mais de 13% em swing trade com a Azul (AZUL4); confira a recomendação

16 de agosto de 2022 - 8:06

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Azul (AZUL4). Veja os detalhes

MAIS GENTE VOANDO

Tráfego de passageiros da Azul (AZUL4) aumenta 34% em julho

8 de agosto de 2022 - 10:03

A Azul (AZUL4) também observou uma alta de 33,1% em sua capacidade, fazendo a taxa de ocupação das aeronaves chegar a 82,9% no mês passado

RUN, FORREST, RUN!

É hora de fugir de Azul e Gol? JP Morgan diz se vale a pena ter ações AZUL4 e GOLL4 neste momento

27 de junho de 2022 - 13:30

O banco não mexeu na recomendação para os papéis, mas cortou bruscamente seus preços-alvo; entre as aéreas da América Latina, a mexicana Volaris é a preferida

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: com dólar a R$ 5,08, Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) despencam; Suzano (SUZB3) e exportadoras sobem

2 de maio de 2022 - 15:56

Com o dólar se aproximando da barreira de R$ 5,10, empresas com dívida denominada na moeda americana e com custos dolarizados são as que mais sofrem; por outro lado, exportadoras ganham um impulso

COMBUSTÍVEIS EM ALTA

Latam, Gol e Azul vão aumentar o preço das passagens — chegar no aeroporto também vai ficar mais caro; saiba o porquê

11 de março de 2022 - 19:14

“Essa matemática é bastante impactante para o setor aéreo, em especial para as empresas brasileiras, que têm diversos custos em dólar e um dos combustíveis mais caros do mundo”, destaca a Azul

AÉREAS COM PROBLEMAS

Depois da Azul, Latam cancela voos por casos de covid e gripe entre tripulantes

9 de janeiro de 2022 - 16:58

Diante dos problemas, Anac oferece suporte a passageiros afetados e monitora os casos entre profissionais da aviação

destaques da bolsa

Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) disparam mais de 10% com alívio do noticiário sobre a covid-19; confira destaques

6 de dezembro de 2021 - 16:34

A demanda doméstica impulsiona o setor em novembro, com o desempenho das empresas melhor do que o esperado

Análise SD

Jogou a toalha? Azul (AZUL4) critica plano de recuperação da LATAM e dá a entender que não vai aumentar a proposta

29 de novembro de 2021 - 13:15

A LATAM pretende injetar mais de US$ 8 bi com as medidas de seu plano de recuperação judicial, cifra superior à proposta pela Azul (AZUL4)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar