Menu
2020-06-24T11:44:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
reação

Ação da Cielo despenca 9% após suspensão de sistema de pagamentos por WhatsApp

Banco Central comunicou ontem que será preciso uma autorização prévia da instituição para a operação; Cade tomou decisão no mesmo sentido

24 de junho de 2020
11:16 - atualizado às 11:44
Prédio da Cielo
Imagem: Cielo/Divulgação

As ações da Cielo abriram em forte queda nesta quarta-feira (24), após a suspensão do sistema de pagamentos e transferências por WhatsApp, iniciativa que em tese beneficiaria a empresa de serviços financeiros.

Os papéis chegaram a entrar em leilão por volatilidade maior que a permitida pela B3. Por volta das 10h40, a queda era de 7,22%, a R$ 5,01, depois de chegar a R$ 4,87 na mínima (-9,81%).

O movimento interrompe o rali de CIEL3 que começou justamente quando o Facebook, dono do aplicativo de mensagens, anunciou o acordo.

Mas ontem o Banco Central e o Conselho Administrativos de Defesa Econômica (Cade) determinaram a suspensão da atividade. A decisão do BC atinge diretamente Visa e Mastercard (ambas haviam anunciado a parceria), enquanto a do Cade diz respeito a Cielo e Facebook.

Segundo o BC, será preciso uma autorização prévia da instituição para a operação. Na avaliação da entidade, a decisão permitirá avaliar eventuais riscos da iniciativa para o funcionamento adequado do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

"O eventual início ou continuidade das operações sem a prévia análise do Regulador poderia gerar danos irreparáveis ao SPB notadamente no que se refere à competição, eficiência e privacidade de dados", disse o BC em nota.

O BTG Pactual, que acompanha a Cielo, classificou a decisão do BC como "surpreendente" e que "naturalmente" a decisão é ruim para as ações da Cielo - que no ano já caíram 40%.

O banco considera que a informação é "marginalmente positiva" para os papéis da PagSeguro, que registraram o pior desempenho entre as três empresas do setor na Bolsa desde o anúncio do sistema de pagamentos pelo WhatsApp.

PIX

A decisão do BC é comunicada ao meio ao lançamento do PIX, um meio de pagamento eletrônico que promete ser mais rápido e prático que as transações feitas via DOC, TED ou boleto bancário.

As instituições financeiras e de pagamento com mais de 500 mil contas, que incluem todos os principais bancos do País, serão obrigadas a oferecer a opção a seus clientes a partir do dia 16 de novembro.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

retomada em pauta

Recuperação está longe de concluída, diz presidente do Fed do Kansas

Esther George fez a declaração durante discurso sobre os bancos comunitários, no qual enfatizou o papel destes para dar estabilidade na crise e apoiar a recuperação

EXILE ON WALL STREET

Bife ancho on sale!

Um país com a trajetória fiscal em xeque mais todas as idiossincrasias tupiniquins deveria ser motivo mais do que suficiente para que todo investidor buscasse diversificação no exterior

inteligência artificial

Elon Musk critica anúncio da Microsoft e expõe insatisfação com projeto de IA

Empresa terá licença exclusiva para o GTP-3, modelo de linguagem de inteligência artificial criado pela OpenAI – iniciativa fundada sem o propósito lucrativo

POTENCIAL DE ALTA DE 41%

Credit Suisse eleva preço-alvo da Suzano, em meio a sinais positivos do mercado de celulose

Analistas dizem que ações são a principal escolha entre as empresas de papel e celulose cobertas pelo banco

números do serasa

Pedidos de recuperação judicial recuam 7% em agosto na comparação anual

Grandes empresas foram as que apresentaram maior diminuição no índice, com queda de 25% nos requerimentos, segundo Indicador de Falências e Recuperação Judicial, mantido pela Serasa Experian

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements