Menu
2020-04-17T18:19:26-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Efeitos da pandemia

Vendas do varejo caem 11,7% em março com coronavírus, diz Cielo

Em termos nominais, as vendas no varejo brasileiro recuaram 9,7% no mês em relação a igual mês de 2019, mostra índice

17 de abril de 2020
15:04 - atualizado às 18:19
varejo eua
Imagem: Shutterstock

Com a propagação do novo coronavírus, a receita de vendas observadas pelos varejistas em março apresentou queda de 11,7%, se descontada a inflação, em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

Em termos nominais, as vendas no varejo brasileiro recuaram 9,7% no mês, na mesma base de comparação, mostram os dados. Foi o resultado mais negativo apurado pelo índice desde sua criação, em janeiro de 2014, disse a Cielo.

As vendas de março ainda foram beneficiadas pelo calendário, diz a Cielo, citando que o Carnaval de 2019 foi celebrado em março, o que reduziu a base de comparação. Com o ajuste do calendário, a queda foi ainda maior: 12,5% pelo ICVA deflacionado e 10,5% em termos nominais.

Os segmentos de turismo e vestuário foram os mais prejudicados, de acordo os dados do índice. Enquanto isso, artigos de primeira necessidade, como supermercados e farmácias, apresentaram crescimento de vendas.

“A queda foi resultado tanto da diminuição da demanda, já que os consumidores saíram menos às ruas, quanto da oferta, uma vez que muitos lojistas fecharam as portas", disse o diretor de Inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto.

No trimestre, as vendas no varejo, descontada a inflação, caíram 2,3%. Na composição do resultado, o bloco de bens não duráveis registrou leve alta, enquanto o de serviços e bens duráveis, queda.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies