Menu
2020-05-22T18:01:42-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Inquérito Moro x Bolsonaro

Liberado: STF divulga vídeo de reunião ministerial de Bolsonaro de 22 de abril

Em meio à expectativa sobre o vídeo, o dólar fechou perto da estabilidade, cotado a R$ 5,57. O Ibovespa, por sua vez, caiu 1,03%, para 82.173,21 pontos

22 de maio de 2020
17:22 - atualizado às 18:01
jair bolsonaro
(Brasília - DF, 15/05/2020) Bolsonaro, no lançamento da Campanha de Conscientização e Enfrentamento à Violência Doméstica. - Imagem: Foto: Marcos Corrêa/PR

O Supremo Tribunal Federal divulgou o vídeo da reunião ministerial realizada no dia de 22 abril. O vídeo foi citado por Sergio Moro em depoimento como possível indicação de interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

O acesso ao vídeo se encontra no site oficial do STF. A transcrição pode ser baixada abaixo.

A medida foi tomada pelo ministro Celso de Mello, decano do STF, em uma decisão que conta 55 páginas.

Em meio à expectativa sobre o vídeo, o dólar fechou perto da estabilidade (-0,04%), a R$ 5,57. O Ibovespa, por sua vez, caiu 1,03%, para 82.173,21 pontos.

Trechos

No vídeo, Bolsonaro afirma: "Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro, oficialmente, e não consegui!" Depois, o presidente se queixa que há tentativas de se tentar atingir a sua família e amigos e, também, de que não conseguiu trocar "gente da segurança nossa no Rio de Janeiro, oficialmente".

"Vai trocar! Se não puder trocar, troca o chefe dele! Não pode trocar o chefe dele? Troca o ministro! E ponto final! Não estamos aqui pra brincadeira", afirma o presidente.

Em um trecho anterior no vídeo, cronologicamente separado das declarações acima, Bolsonaro diz que PF não lhe dá informações.

Nessa passagem, Bolsonaro afirma: "E eu tenho o poder e vou interferir em todos os ministérios, sem exceção. Nos bancos eu falo com o Paulo Guedes, se tiver que interferir. Nunca tive problema com ele, zero problema com Paulo Guedes. Agora os demais, vou! Eu não posso ser surpreendido com notícias. Pô, eu tenho a PF que não me dá informações."

O ministro da Economia, Paulo Guedes, também tem falas no vídeo. Ele afirma que "vamos continuar aprofundando reformas, vamos seguir" e que "enquanto estiverem nos trilhos de fazer as reformas, estamos juntos".

Além disso, Guedes disse que afirmou aos ministros do G-20 que o Brasil vai surpreender o mundo e que o presidente Bolsonaro é um democrata.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O minério de ferro virou pedra preciosa — e Vale e siderúrgicas são joias na bolsa

O minério de ferro sobe forte desde 2020 e já vale mais de US$ 200 a tonelada. Um cenário animador para Vale, Gerdau, CSN e Usiminas

Segue na gaveta

Após defender proposta do governo, Guedes afirma não estar surpreso com falta de avanço da reforma administrativa na pandemia

O ministro também criticou a estabilidade após pouco tempo de serviço público, um dos alvos da proposta de reforma do governo

INVESTIMENTOS

ETF de criptomoedas: conheça o HASH11, a oportunidade de comprar bitcoin e outras 5 criptos na bolsa com um clique

Com esse fundo, é possível ter exposição a criptoativos de maneira simples, segura e regulada. Em entrevista ao podcast RadioCash, executivos da gestora brasileira Hashdex explicam quais os riscos e oportunidades do ETF e desse criptomercado, confira:

Na CCJ da Câmara

Reforma administrativa é bastante moderada e foi fruto de muita conversa, diz Guedes

Depois de muito tempo engavetada, a proposta de reforma administrativa foi enviada ao Congresso no começo de setembro do ano passado e não tem impacto na estabilidade e nos salários dos atuais funcionários públicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies