🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Revisões de cenário

Itaú reduz projeções para PIB e Selic em 2020, mas ainda vê dólar a R$ 4,15

Em face do coronavírus, banco cortou previsão para crescimento do PIB do Brasil para 1,8% e agora espera corte de 0,5 ponto na Selic

Fachada de agência do Itaú - Imagem: Shutterstock

O Itaú reduziu sua previsão para crescimento do PIB do Brasil, de 2,2% para 1,8%, e para Selic, de 4,25% para 3,75%, em 2020, segundo relatório assinado pelo economista-chefe Mario Mesquita. O banco manteve, no entanto, sua expectativa para o dólar, ainda esperando que a moeda termine 2020 a R$ 4,15.

O corte na projeção do PIB reflete sinais de desaceleração maiores que o esperado no 1º trimestre de 2020, além do arrefecimento da economia global em razão do surto do novo coronavírus, que deve ter efeitos negativos sobre o crescimento. Para 2021, o Itaú ainda projeta uma expansão de 3%.

A diminuição da previsão para Selic ao fim do ano, por sua vez, alinha-se com a visão de que haverá um choque desinflacionário em razão do vírus. A princípio, o banco vê um corte de 0,25 ponto. "No contexto atual, acreditamos que cortes de magnitude maior poderiam elevar o risco de aperto das condições financeiras e, assim, atuar de forma contraproducente", de acordo com o relatório.

O ritmo de cortes da Selic, no entanto, dependerá das decisões monetária em economias centrais, como a dos Estados Unidos, diz o Itaú, que projeta flexibilização adicional de 0,25 ponto em função do impacto do surto que deve se estender por alguns meses.

A projeção para dólar se manteve em R$ 4,15 para tanto 2020 como 2021 — bem longe do atual nível da moeda, cotada a R$ 4,63. No momento, reconhece o Itaú, a divisa brasileira continuará pressionada pelo "elevado nível de incerteza na economia global" e "redução do apetite ao risco", que limita fluxos para economias emergentes.

Entretanto, à medida que o surto for se dissipando, a aversão ao risco diminuirá, a economia local terá aceleração e haverá espaço para o real se apreciar, diz o banco, que afirma que seus modelos apontam para isso.

"Levando em conta o preço de outros ativos brasileiros e outras moedas emergentes, a moeda brasileira deveria estar mais perto de 4,00 reais por dólar", diz o relatório.

Em 19 de fevereiro, os economistas do Itaú já falavam em uma "pressão momentânea" sobre o real. "A gente espera que, com a perspectiva de crescimento, haja um fluxo maior de capital para o Brasil", disse durante o evento Macro em Pauta, para apresentar as previsões do banco.

Compartilhe

Internacionalização

Práticas e acessíveis, contas em dólar podem reduzir custo do câmbio em até 8%; saiba se são seguras e para quem são indicadas

9 de setembro de 2022 - 6:30

Contas globais em moeda estrangeira funcionam como contas-correntes com cartão de débito e ainda oferecem cotação mais barata que compra de papel-moeda ou cartão pré-pago. Saiba se são para você

LONDON LONDON

A libra é o ‘novo euro’? Banco alerta para crise da moeda britânica no governo de Liz Truss

5 de setembro de 2022 - 16:57

Hoje, o euro ficou mais barato que o dólar norte-americano novamente, sendo negociado na faixa de US$ 0,98

DOS CAMPOS PRA CARTEIRA

De olho na Copa do Mundo, moeda do Catar já subiu quase 17% — saiba como mitigar a valorização do rial

4 de setembro de 2022 - 16:45

Parte do planejamento de qualquer viajante internacional é a compra da moeda local, neste caso o rial — que, na sexta-feira (02) valia R$ 1,42

E OS PLANOS PRA DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 7% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

3 de setembro de 2022 - 10:29

Após três sessões consecutivas de alta, em que acumulou valorização de 4,07%, o dólar à vista recuou mais de 1% no pregão desta sexta-feira (02)

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

SALTO COM BARREIRAS

Passe de mágica? Rublo se torna a moeda com melhor desempenho no mundo — entenda o que fez a divisa dar esse salto

27 de junho de 2022 - 20:24

A moeda russa se valorizou cerca de 35% até agora no ano, superando todas as principais divisas, e mais do que dobrou de valor da baixa pós-invasão

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

21 de maio de 2022 - 10:05

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

O QUE VEM PELA FRENTE

Fique de olho: inflação é o destaque entre indicadores da semana no Brasil e lá fora; confira a agenda completa

3 de abril de 2022 - 10:00

Investidores começam a segunda-feira com a divulgação do IPC-Fipe de março, que busca estimar o custo de vida de famílias com renda de um a dez salários mínimos em São Paulo

REVISÃO BILIONÁRIA

Fluxo secou? B3 corrige erro nos dados e R$ 27 bilhões em dinheiro estrangeiro “somem” da bolsa em 2022

1 de abril de 2022 - 18:10

A operadora da bolsa no país anunciou hoje que fará uma “revisão metodológica” dos dados sobre renda variável dos últimos três anos

Na mínima desde setembro

Por que o dólar está despencando? Os motivos que explicam o forte alívio no mercado de câmbio

1 de fevereiro de 2022 - 5:42

O dólar à vista fechou janeiro na casa de R$ 5,30, acumulando baixa de quase 5% no mês. Entenda o que está mexendo com o real e a taxa câmbio

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar