Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-23T11:48:48-03:00
Estadão Conteúdo
ABAIXO DO ESPERADO

Investimento direto no País soma US$ 1,597 bi em setembro, diz BC

Investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 35 milhões em setembro, mas saldo no ano é negativo

23 de outubro de 2020
11:48
multiplicar investimentos
Imagem: Shutterstok

Em um ambiente de incertezas sobre o futuro do Brasil, na esteira da pandemia do novo coronavírus, os Investimentos Diretos no País (IDP) somaram US$ 1,597 bilhão em setembro, informou o Banco Central. No mesmo período do ano passado, o montante havia sido de US$ 6,033 bilhões.

O resultado ficou abaixo do piso das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast, que iam de US$ 1,600 bilhão a US$ 6,300 bilhões, com mediana de US$ 2,100 bilhões.

Pelos cálculos do Banco Central, o IDP de setembro indicaria entrada de US$ 2,0 bilhões.

Acumulados

No acumulado do ano até setembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 28,554 bilhões. A estimativa do BC para este ano é de IDP de US$ 50,0 bilhões. Este valor foi atualizado no último Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

No acumulado dos 12 meses até setembro deste ano, o saldo de investimento estrangeiro ficou em US$ 50,026 bilhões, o que representa 3,31% do Produto Interno Bruto (PIB).

Investimento em ações

O investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 35 milhões em setembro, informou o Banco Central. Em igual mês do ano passado, o resultado havia sido negativo em US$ 651 milhões.

No acumulado do ano até setembro, o saldo ficou negativo em US$ 17,130 bilhões.



Já o investimento líquido em fundos de investimentos no Brasil ficou negativo em US$ 1,009 bilhão em setembro. No mesmo mês do ano passado, ele havia sido negativo em US$ 829 milhões. No acumulado do ano até setembro, as retiradas nos fundos somam US$ 822 milhões.

O saldo de investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no País ficou positivo em US$ 2,179 bilhões em setembro. No mesmo mês do ano passado, havia ficado negativo em US$ 3,431 bilhões. No ano, o saldo em renda fixa ainda ficou negativo em US$ 6,615 bilhões.

Taxa de rolagem

O Banco Central informou que a taxa de rolagem de empréstimos de médio e longo prazos captados no exterior ficou em 28% em setembro. Esse patamar significa que não houve captação de valor em quantidade suficiente para rolar compromissos das empresas no período. O resultado ficou abaixo do verificado em setembro do ano passado, quando a taxa havia sido de 146%.

De acordo com os números apresentados nesta sexta-feira pelo BC, a taxa de rolagem dos títulos de longo prazo ficou em 43% em setembro. Em igual mês de 2019, havia sido de 297%. Já os empréstimos diretos atingiram 22% no mês passado, ante 110% de julho do ano anterior.

No ano até setembro, a taxa de rolagem total ficou em 76%. Os títulos de longo prazo tiveram taxa de 58% e os empréstimos diretos, de 82% no período. O BC estima taxa de rolagem de 95,3% para 2020.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Clube do livro

Ajuste fiscal pode ser dolorido no início, mas é necessário; entenda mais no novo livro de Fabio Giambiagi, “Tudo sobre o déficit público”

Nova obra do economista do BNDES evidencia que atingir um equilíbrio orçamentário no país é essencial para o desenvolvimento em termos econômicos e sociais

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies