Menu
2020-08-27T17:17:55-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
na onda

Guide reduz taxa de corretagem para 0,1% com teto de R$ 7,50 para mirar novatos da B3

Mudança vale a partir de hoje. A Guide atualmente possui 90 mil clientes e R$ 24 bilhões em ativos sob custódia

27 de agosto de 2020
16:43 - atualizado às 17:17
Sede da B3, no centro de São Paulo
Sede da B3, no centro de São Paulo - Imagem: shutterstock

A Guide anunciou nesta quinta-feira (27) a reformulação na corretagem para investimentos em ações. A corretora informou que irá reduzir para 0,1% a taxa sobre o valor das ordens emitidas por investidores, com o objetivo de mirar os iniciantes na B3.

Os clientes passam a pagar a nova taxa sobre o valor de compra e venda de papéis a partir de hoje. O teto é de R$ 7,50 por ordem.

Não é uma novidade no mundo cada vez mais competitivo das corretoras, já que o movimento nessa direção tem sido uma tendência no mercado.

Outras corretoras, como Clear e Modal, já possuem taxas zeradas na corretagem de seus produtos. A Toro Investimentos também já zerou taxas para todos os produtos negociados.

Eis como a corretagem da Guide funcionava anteriormente: havia uma taxa de R$ 14 por ordem. Isso significa que, se um cliente abrisse cinco ordens de R$ 1 mil, pagaria R$ 70 na corretagem. Com nova mudança, ele pagará R$ 5,00 pelas mesmas ordens — cinco vezes o valor de 0,1% de R$ 1 mil.

Nas atuais condições, se o cliente enviar uma ordem única de R$ 20 mil, ele não vai pagar R$ 20, mas sim R$ 7,50, já que este valor corresponde ao teto.

A Guide atualmente possui 90 mil clientes e R$ 24 bilhões de ativos sob custódia.

Taxas polêmicas

As taxas cobradas pelos serviços geraram recentemente debates acalorados no meio, para falar o mínimo, especialmente no que se refere às comissões dos agentes de investimentos.

Em junho, Itaú e XP protagonizaram uma disputa pública disparada por uma campanha do bancão. A peça publicitária então criticava o modelo de remuneração dos agentes autônomos.

A resposta veio rápida. No dia seguinte, a XP disse que o Itaú perdia R$ 150 milhões todo dia em recursos de clientes que migram para a corretora e pontuou que "não seria difícil imaginar" o fim do Personnalité em três anos.

No fim de julho, a corretora decidiu exibir as taxas cobradas e adicionar mais uma modalidade de remuneração pelos serviços dos seus assessores.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Estrada do futuro

Como as empresas mentem para você sobre o crescimento exponencial

A palavra “exponencial” está batida. Todo mundo se diz exponencial. O Google é exponencial, a Amazon é exponencial… então toda empresa de tecnologia é exponencial? Não. Entenda as diferenças

Mais uma opção

Empresa protocola na Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik V

Neste domingo, Anvisa se reunirá para tratar de pedidos para uso de vacinas CoronaVac e a da AstraZeneca/Oxford

Seguro obrigatório

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela Caixa

Banco agora é o responsável pela gestão dos recursos do seguro e pelo pagamento das indenizações. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira

Sinal verde

Bolsonaro não deve mais barrar a Huawei no leilão do 5G no Brasil

Segundo fontes do Palácio do Planalto e do setor de telecomunicações, o banimento da empresa chinesa provocaria um custo bilionário com a troca dos equipamentos

Impasse

Guedes monta operação ‘apara arestas’ para manter Brandão à frente do Banco do Brasil

Por enquanto, o presidente do BB está no “limbo” na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies