Menu
2020-05-25T08:57:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
focus

Mercado prevê queda de 5,89% do PIB em 2020

Estimativa anterior registrada em edição do Focus era de redução de 5,12% do PIB; dólar deve terminar 2020 a R$ 5,40

25 de maio de 2020
8:32 - atualizado às 8:57
Mercados em queda Ibovespa dólar
Imagem: Shutterstock

O mercado financeiro reduziu a projeção para a economia brasileira em 2020, segundo a edição do Focus, do Banco Central, desta segunda-feira (25). A publicação reúne estimativas de mais de 100 instituições financeiras do país.

A estimativa, que na semana passada era de queda de 5,12% do Produto Interno Bruto (PIB), foi alterada para um tombo de 5,89% — reiterando o pessimismo do mercado financeiro em meio à crise do novo coronavírus. Um mês atrás a expectativa quera de baixa de 3,34%.

O governo federal também espera uma queda do PIB, de 4,7%, segundo projeção do Ministério da Economia divulgada no último dia 13. No ano passado, o PIB brasileiro avançou apenas 1,1%.

Inflação, dólar e Selic

O Focus também mostra uma redução de estimativa para a inflação medida pelo IPCA, de 1,59% para 1,57%. Um mês atrás a projeção estava em 2,20%, já quando a crise havia começado.

O coronavírus derrubou a demanda: o Brasil registrou deflação de 0,31% em abril, segundo o IBGE. Em 12 meses, a inflação avançou 2,40%.

O país deve registrar ao final deste ano inflação abaixo da meta central, de 4%, e também do piso do sistema de metas, que é de 2,5% neste ano. O IPCA pode oscilar entre 2,5% e 5,5% sem que a meta seja formalmente descumprida.

O horizonte de inflação baixa foi uma das razões para o Banco Central reduzir a Selic, a taxa básica de juros, para 3% ao ano. Segundo o Focus, ao final de 2020 o indicador chegará a 2,5%.

Ainda de acordo com a publicação, o dólar deve terminar 2020 a R$ 5,40 — na semana passada a estimativa era de R$ 5,28. Na sexta-feira, a moeda fechou cotada a R$ 5,57.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

coronavírus no país

Covid-19: Brasil tem 41,8 mil novos casos e 1.300 óbitos em 24h

Até o momento, 1.209.208 de pessoas se recuperaram da doença

gestor lendário

Ray Dalio volta a dizer que dinheiro é ‘o pior ativo’ e prega diversificação sem ‘real estate’

Dalio participou na noite desta terça-feira (14) de uma das sessões da Expert XP e disse que ativos do mercado imobiliário não são recomendados para a carteira diversificada idealizada por ele

seu dinheiro na sua noite

100 mil é o limite?

No ápice do pânico nos mercados provocado pelo coronavírus, ninguém era capaz de dizer quando (ou quanto) seria o fundo do poço da bolsa. Hoje a grande dúvida dos investidores é saber se chegamos ao teto ou o Ibovespa pode subir ainda mais. O que mais me impressiona não foi nem a mudança da pauta nos mercados, […]

Risco elevado

Preços de ativos têm motivos para subir, mas é hora de pensar em comprar guarda-chuva em dia de sol, diz SPX

Gestora considera que riscos ainda estão elevados e manifestou dúvidas em relação à sustentabilidade do atual nível de estímulo e endividamento global

Bolsa em alta

Petrobras e Vale têm ganhos firmes e puxam a recuperação do Ibovespa; dólar cai

Dados mais fortes na China deram forças ao setor de commodities, impulsionando as ações da Vale e da Petrobras e ajudando o Ibovespa como um todo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements