Menu
2020-05-13T17:27:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
efeito coronavírus

Governo projeta tombo de 4,7% do PIB e inflação a 1,77% em 2020

Anteriormente o governo ainda esperava um avanço de 0,02% da economia brasileira; revisão está mais próxima da expectativa do mercado

13 de maio de 2020
11:49 - atualizado às 17:27
paulo-guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

O governo federal revisou a projeção para a economia brasileira em 2020, de avanço de 0,02% para queda de 4,70%, segundo o Boletim MacroFiscal do Ministério da Economia divulgado nesta quarta-feira (13).

A estimativa para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de avanço de 3,12% para 1,77% em 2020 - abaixo do piso da meta, de 2,50%. Para o próximo ano, a projeção é de 3,30%.

O governo ainda espera que o Produto Interno Bruto (PIB) se recupere em 2021, com uma alta de 3,20%. Em 17 de março o ministério da Economia projetava que a economia avançasse 3,30% no próximo ano.

O subsecretário de Política Macroeconômica do Ministério da Economia, Vladimir Kuhl Teles, disse que se o isolamento social durar até o fim de junho a queda do PIB será superior a 6,00%.

Segundo Teles, a cada duas semanas a mais de isolamento, o PIB cai 0,70 ponto porcentual, considerando a perda direta de R$ 20 bilhões a cada semana de distanciamento.

Revisões

As novas estimativas estão mais alinhadas com as projeções do mercado financeiro, que desde o início da crise desencadeada pelo novo coronavírus passou a continuamente diminuir as expectativas para a economia brasileira neste ano.

Segundo a edição desta segunda-feira (11) do boletim Focus, do Banco Central - que reúne as estimativas de mais de 100 instituições financeiras -, o PIB brasileiro deve cair 4,11% em 2020.

Os primeiros dados que dimensionam a crise revelam uma queda de 9,10% da produção industrial em março, em comparação com o fevereiro, segundo o IBGE. O resultado é o pior para o mês desde 2002.

Também em março, o volume de serviços no Brasil caiu 6,90%. Foi o resultado negativo mais intenso desde o início da série histórica, que começou em janeiro de 2011. O índice havia recuado 1,00% em fevereiro.

Em abril, a produção de veículos caiu 99,30%, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), na comparação com o mesmo período do ano passado. No mesmo mês o país registrou deflação de 0,31%, diante da baixa demanda, segundo o IBGE.

A perspectiva de recuo da economia fez o BC reduzir a taxa básica de juros para 3,00% ao ano, no último dia 6. É uma nova mínima histórica.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Oportunidades na região

Advent capta US$ 2 bilhão para fundo de investimento focado em empresas latino-americanas

O LAPEF VII investirá principalmente em Brasil, Colômbia, México e Peru, com oportunidades também na Argentina e Chile.

GANHANDO FORÇA

Santander adquire 60% da Toro Investimentos para fortalecer plataforma de investimentos

Fundada em 2010, Toro tem mais de 1 milhão de pessoas cadastradas, movimentando mais de R$ 100 bilhões

risco fiscal

Qual o impacto do Renda Cidadã no dólar em 2020? A Necton responde

Casa projeta moeda americana a R$ 6 ao final de 2020, de olho no risco fiscal; dólar chegou a R$ 5,63 ontem

esquenta dos mercados

Pedalada, calote e debate presidencial: a tríade do mau humor nos mercados

Nos Estados Unidos, os investidores seguem atentos ao novo pacote de estímulos fiscais e aguardam com cautela o primeiro debate da corrida presidencial

NÃO DEU

Sem um acordo, governo engaveta ‘nova CPMF’

Em reunião com o presidente Bolsonaro, líderes da base avisaram que, em ano de eleições municipais, seria impossível “ganhar a narrativa” de criação de um novo tributo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements