Menu
2020-05-13T17:27:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
efeito coronavírus

Governo projeta tombo de 4,7% do PIB e inflação a 1,77% em 2020

Anteriormente o governo ainda esperava um avanço de 0,02% da economia brasileira; revisão está mais próxima da expectativa do mercado

13 de maio de 2020
11:49 - atualizado às 17:27
paulo-guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

O governo federal revisou a projeção para a economia brasileira em 2020, de avanço de 0,02% para queda de 4,70%, segundo o Boletim MacroFiscal do Ministério da Economia divulgado nesta quarta-feira (13).

A estimativa para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de avanço de 3,12% para 1,77% em 2020 - abaixo do piso da meta, de 2,50%. Para o próximo ano, a projeção é de 3,30%.

O governo ainda espera que o Produto Interno Bruto (PIB) se recupere em 2021, com uma alta de 3,20%. Em 17 de março o ministério da Economia projetava que a economia avançasse 3,30% no próximo ano.

O subsecretário de Política Macroeconômica do Ministério da Economia, Vladimir Kuhl Teles, disse que se o isolamento social durar até o fim de junho a queda do PIB será superior a 6,00%.

Segundo Teles, a cada duas semanas a mais de isolamento, o PIB cai 0,70 ponto porcentual, considerando a perda direta de R$ 20 bilhões a cada semana de distanciamento.

Revisões

As novas estimativas estão mais alinhadas com as projeções do mercado financeiro, que desde o início da crise desencadeada pelo novo coronavírus passou a continuamente diminuir as expectativas para a economia brasileira neste ano.

Segundo a edição desta segunda-feira (11) do boletim Focus, do Banco Central - que reúne as estimativas de mais de 100 instituições financeiras -, o PIB brasileiro deve cair 4,11% em 2020.

Os primeiros dados que dimensionam a crise revelam uma queda de 9,10% da produção industrial em março, em comparação com o fevereiro, segundo o IBGE. O resultado é o pior para o mês desde 2002.

Também em março, o volume de serviços no Brasil caiu 6,90%. Foi o resultado negativo mais intenso desde o início da série histórica, que começou em janeiro de 2011. O índice havia recuado 1,00% em fevereiro.

Em abril, a produção de veículos caiu 99,30%, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), na comparação com o mesmo período do ano passado. No mesmo mês o país registrou deflação de 0,31%, diante da baixa demanda, segundo o IBGE.

A perspectiva de recuo da economia fez o BC reduzir a taxa básica de juros para 3,00% ao ano, no último dia 6. É uma nova mínima histórica.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies