Menu
2020-04-08T15:37:29-03:00
Estadão Conteúdo
Fuga de capitais

Fluxos de capitais para emergentes devem ter recuperação modesta, diz IIF

Emergentes devem registrar “moderada” recuperação em fluxo de capitais no segundo semestre, aponta IIF, insuficiente para compensar as perdas

8 de abril de 2020
15:37
Dólar em alta
Imagem: Shutterstock

As economias emergentes devem registrar uma "moderada" recuperação no fluxo de capitais no segundo semestre de 2020, aponta o Instituto Internacional de Finanças (IIF), não sendo suficiente para compensar as perdas recordes registradas no primeiro trimestre do ano. Para a instituição, a Ásia deve ter retomada mais rápida, enquanto os países da América Latina enfrentarão problemas por mais tempo.

Em relatório divulgado nesta quarta-feira, 8, o IIF projeta que o fluxo de capital para emergentes vai desacelerar "consideravelmente" em 2020, como resultado do impacto causado pelo coronavírus. Excluindo-se a China, o fluxo deve ficar negativo durante todo o ano, avalia o Instituto.

"Desde o início do ano, os emergentes experimentaram fuga de capital recorde, maior do que durante qualquer crise recente. Uma combinação do choque da covid-19 com a queda nos preços do petróleo provocou fuga de cerca de US$ 83 bilhões somente em março", diz o relatório.

O IFF defende que, para ajudar esses mercados, será necessário fazer uma intervenção direta mais robusta do que a verificada até aqui, como as linhas de swaps introduzidas pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano). "Em alguns casos, o choque da covid-19, combinado com outros desafios preexistentes, vai demandar ajuda externa adicional", ressalta.

Moedas

Em meio às disfunções provocadas pelo coronavírus, as moedas de Argentina, Índia, África do Sul e Indonésia estão supervalorizadas, avalia o Instituto Internacional de Finanças, em relatório. "Poucas moedas emergentes estão subvalorizadas de forma estatisticamente significativa. Somente o real brasileiro e o peso chileno chegam perto disso, além do won sul-coreano", destaca o documento.

Segundo a instituição, a recente alta do dólar frente às divisas emergentes reflete um movimento de fuga de capitais sem precedentes, um cenário que normalmente causaria subvalorização dessas moedas.

"No entanto, as circunstâncias estão longe do normal e o prolongado choque COVID-19 significa que os mercados podem permanecer desarticulados por algum tempo", diz o IIF.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Exile on Wall Street

Um investidor conservador sabe que uma boa ação tem seus defeitos

“Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta.” Se o sábado é uma ilusão, a segunda-feira deve ser a mais dura e fria realidade. Começamos a semana com Nelson Rodrigues. O conservador é um cético na capacidade de grandes revoluções oferecerem um futuro não testado que seja superior ao que sobreviveu ao teste […]

Efeito covid

Monitor do PIB aponta queda de 2,1% em março ante fevereiro, diz FGV

Na comparação com março de 2020, a atividade econômica teve avanço de 5,2%, e no primeiro trimestre, a expansão foi de 1,7%

destaques do varejo

Magazine Luiza, Grupo Soma e Mateus brilham entre os balanços das varejistas no trimestre

Aumento de receita, melhora operacional e avanço das vendas online foram alguns dos tópicos levantados por analistas; veja os destaques

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies