Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-24T14:32:09-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
AVIAÇÃO

Empresa americana ExpressJet Airlines compra 36 aviões da Embraer

A companhia anunciou também que vai diminuir gradualmente a sua frota de aeronaves E175 para acelerar o crescimento e se tornar uma companhia mais eficiente

24 de fevereiro de 2020
14:32
united
Imagem: YouTube

A ExpressJet Airlines, que opera como United Express pela companhia aérea americana United Airlines, anunciou hoje (24) a compra de 36 aeronaves Embraer ERJ145. Com isso, a empresa se torna a maior operadora do mundo a utilizar esse modelo, com mais de 125 aviões - que devem ser adicionados à sua frota durante os próximos 12 meses.

A companhia anunciou também que vai diminuir gradualmente a sua frota de aeronaves E175 para acelerar o crescimento e se tornar uma companhia mais eficiente.

De acordo com o comunicado, o acordo estabelecido ainda prevê o investimento significativo em "remodelar" o interior das aeronaves com novos painéis, assentos para torná-la cada vez melhor aos passageiros.

"Nós fizemos um acordo de longo prazo com o Embraer ERJ145 e também realizamos o design das cabines, assentos, além de melhorarmos o sistema de entretenimento para oferecer uma experiência mais contemporânea aos nossos usuários", destacou Sarah Murphy, vice presidente sênior da United Express, que é como opera a ExpressJet.

Hoje, a ExpressJet possui operação em mais de 100 aeroportos ao redor dos Estados Unidos, Canada, México, com mais de 3.300 voos semanais das bases de Chicago, Houston e Newark. A companhia é subsidiária da ManaAir que é controlada em parte pela aérea americana United Airlines.

Mais acordos

E não é apenas a United Express que deve passar por mudanças. Na última quarta-feira (19), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) rejeitou recurso do Ministério Público Federa (MPF) e manteve a aprovação da compra da Embraer pela Boeing.

A aprovação pela superintendência é terminativa, porém pode ser analisada outra vez se um conselheiro encaminhar o processo para julgamento no tribunal do Cade. Outra forma de retomar o caso é se uma empresa terceira interessada e inscrita previamente no processo pedir a análise do tribunal.

Ao longo dos últimos doze meses, os papéis da Embraer (EMBR3) acumulam ligeira valorização de 0,15%. Na última sexta-feira (21), as ações ordinárias da companhia fecharam em R$ 19,54.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

Ibovespa recupera mais um degrau – e outros destaques do dia

Os monstros que assombravam o mercado financeiro no começo da semana foram ficando mais dóceis e domesticados com o passar dos dias. E isso graças à atuação dos bancos centrais ao redor do mundo. O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) segue injetando bilhões de dólares na economia para minimizar os impactos […]

RH do governo

Reforma administrativa deslanchou? Confira destaques do texto-base aprovado em comissão da Câmara

A proposta traz alguns pontos polêmicos, como a possibilidade de parcerias entre governo e iniciativa privada para a execução de serviços públicos

fique de olho

Dividendos: Equatorial Pará (EQPA3) define data e Marfrig (MRFG3) altera valor

Além disso, Equatorial Maranhão definiu data do pagamento dos proventos e Banco Modal definiu valores para juros sobre capital próprio; confira

Eletrobras, Correios e mais

Ativos na mesa: nova proposta para precatórios pode incluir ações de estatais em acordos de pagamento

Além das estatais, na lista de ativos que poderiam entrar na negociação estão imóveis, barris de petróleo do pré-sal e concessões de rodovias e ferrovias, por exemplo

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies