Menu
2020-09-11T17:29:25-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Estreia na bolsa

Cãozinho na Bolsa: Petz dispara 21,8% em primeiro IPO do segmento na B3

Maior rede de pet shops do país estreou na bolsa com valor de mercado de R$ 5,1 bilhões; empresa quer usar parte do recurso recurso em novas lojas e hospitais para animais domésticos

11 de setembro de 2020
11:41 - atualizado às 17:29
unnamed (2)
Wolke, que acionou a campainha da B3 ao lado do fundador e CEO da Petz, Sergio Zimerman - Imagem: Divulgação / B3

As ações da Petz (PETZ3) dispararam na manhã desta sexta-feira (11), na estreia da empresa na B3 - a primeira do segmento pet na bolsa brasileira. A alta dos papéis foi de impressionantes 21,82%, cotados a R$ 16,75 no fechamento. Veja o desempenho dos mercados.

O fundador e CEO da Petz, Sergio Zimerman, levou um cachorro da raça border collie para fazer o tradicional toque de campainha na cerimônia de IPO - mas o gesto não tem relação com a disparada das ações, evidentemente.

O otimismo do mercado com a Petz já havia sido indicado quando a empresa precificou a ação em R$ 13,75, no meio da faixa indicativa de preço (R$12,25 a R$15,25), levantando R$ 3,03 bilhões.

Para o CEO da empresa, a demanda pelas ações reflete o crescimento e a resiliência do mercado pet brasileiro - considerado o quarto maior do mundo em termos de faturamento, com cerca de 88 milhões de cães e gatos.

"Nada mais justo do que promovermos uma cerimônia que demonstra a relação entre os pets e seus tutores, com a participação do Wolke [o cachorro] como protagonista deste momento tão especial", disse.

Negócio animal

Segundo a Petz, R$ 336,7 milhões do dinheiro levantado no IPO vão para o caixa da empresa, que utilizará o recurso para a abertura de novas lojas e hospitais para animais domésticos. A companhia diz que investirá em tecnologia digital.

A Petz é maior rede de pet shops do país, com 110 lojas, em 13 Estados e no Distrito Federal, 4 mil funcionários e 99 centros veterinários no semestre encerrado em 30 de junho.

As vendas online mais que quadruplicaram no primeiro semestre do ano em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 144,3 milhões.

Considerando as vendas totais, a Petz registrou um faturamento de R$ 731,6 milhões nos seis primeiros meses desse ano, uma alta de 36,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Durante o segundo trimestre, as vendas digitais - que representaram 26% do faturamento total da companhia - registraram um aumento de 416,7% em relação ao segundo trimestre de 2019.

No período de julho de 2019 a junho de 2020, a Petz totalizou um faturamento de R$1,4 bilhão e um Ebitda Ajustado de R$141,4 milhões.

A empresa defende ser uma plataforma de soluções para pets, Petz Solution, com uma estratégia "omnicanal completa" - a qual integra segmentos de produtos e serviços e canais físicos e digitais.

"Somos a maior rede de centros veterinários do país, sob a marca Seres, a maior rede de centros de estética do Brasil e responsáveis pelo Adote Petz, o maior programa nacional de adoção de cães e gatos", diz Zimerman.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

VÍDEO

É hora de investir em commodities? Saiba tudo sobre o novo ciclo de alta

Alta das commodities impacta diretamente as economias emergentes; saiba mais no vídeo do analista Matheus Spiess, da Empiricus

acompanhe

LIVE: Tudo sobre a melhor semana de cripto da história

Vitreo e Empiricus transmitem conversa sobre semana histórica para o investimento em criptomoedas

Recuperação à vista?

EUA pisam fundo na vacinação e economia responde entre fevereiro e abril

Confira os destaques do Livro Bege para o período de imunização acelerada e fortalecimento dos gastos dos consumidores

Crescimento gringo

BofA passa a recomendar compra de ação da MRV, otimista com atuação da empresa nos EUA

Banco incorporou avaliação da AHS à sua análise e considera que potencial de crescimento da empresa ainda não está precificado

Ninguém escapa

Cenário turbulento afeta até mesmo os IPOs da saúde, um dos setores preferidos dos investidores

Empresas com ofertas ambiciosas tiveram de reduzir suas estimativas de preços ou adiar datas para seguir com as operações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies